Novo vírus poderia matar 900 milhões de pessoas em todo o mundo

Nem os países mais desenvolvidos, como os EUA, estão preparados para lidar com uma pandemia global, em um cenário de propagação de um novo vírus, não muito diferente do que provoca a simples gripe. Esta é a conclusão de uma simulação que prevê que poderiam morrer 900 milhões de pessoas em todo o mundo.

O projeto intitulado Clade X, nome atribuído ao vírus simulado e classificado como “moderadamente contagioso” e “moderadamente letal”, foi desenvolvido pelo Centro Johns Hopkins para a Segurança da Saúde Global, em parceria com responsáveis políticos dos EUA e com profissionais de saúde do país, contando também com a participação da antiga diretora do Centro norte-americano para o Controle de Doenças e Prevenção, Julie Gerberding.

A iniciativa tem como objetivo “identificar compromissos políticos de longo prazo” que ajudem a “fortalecer a preparação e a mitigar o riscoassociado a pandemias, no caso de a prevenção fracassar, de acordo com o site do Centro Johns Hopkins.

As conclusões retiradas da simulação de um surto provocado por esse novo vírus Clade X são preocupantes.

Ao fim de 20 meses, o novo vírus teria levado à morte 150 milhões de pessoas em todo o mundo. E se não se conseguisse produzir prontamente uma vacina eficaz, o número de mortes poderia chegar aos 900 milhões, ou seja, 10% da população mundial.

Os cientistas envolvidos no projeto comparam o novo vírus ao que provoca a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) e que teve uma taxa de mortalidade de cerca de 10%, infectando mais de 8 mil pessoas entre 2002 e 2003.

A SARS é causada por um tipo de coronavírus que geralmente provoca sintomas semelhantes a uma gripe, como febre, dores de cabeça e musculares e tosse. Mas na SARS, esses sintomas assumem proporções mais graves, com os casos mais sérios envolvendo grandes dificuldades respiratórias e, no pior dos cenários, resultando na morte.

O Clade X seria contagioso através da tosse, apresentando sintomas como febre e um estado de confusão. Nos casos mais graves, provocaria encefalia, atirando os pacientes para um coma fatal, como relata o Business Insider que reporta as conclusões da simulação.

O cenário hipotético em torno do novo vírus é “bastante possível”, como nota o cientista Eric Toner, do Centro Johns Hopkins para a Segurança da Saúde Global, e que foi o responsável por projetar o surto da simulação.

“Aprendemos que, mesmo responsáveis públicos sêniores muito conhecedores, experientes e devotados, que enfrentaram muitas crises, ainda têm problemas para lidar com algo como isso”, atesta Toner. “E não é por não serem bons, inteligentes ou dedicados, é porque não temos os sistemas que precisamos para ativar o tipo de resposta que gostaríamos de ter”, conclui o cientista.

O principal problema são as deficiências dos sistemas de saúde a nível mundial. “Não temos capacidade para produzir vacinas contra um patogênico novo em uma margem de meses, e não de décadas, e não temos as capacidades sanitárias públicas globais que nos permitiriam identificar e controlar rapidamente um surto antes que se tornasse pandêmico”, explica Toner ao Business Insider.

O Clade X seria fabricado em laboratório, em uma potencial situação de terrorismo biológico, em que seria espalhado por algum grupo ou movimento de forma deliberada. O projeto mantém o secretismo quanto à forma como o vírus seria criado ou disseminado por esse pretenso grupo terrorista.

Não queremos fornecer a receita de como criá-lo”, justifica Toner.

Mas o cientista também admite que um vírus desse gênero se pode desenvolver naturalmente. O certo, em qualquer dos casos, é que nem os governos mundiais, nem os Sistemas de Saúde dos países desenvolvidos, estão preparados para lidar com esse tipo de pandemia.

Uma realidade que serve de aviso quando há também a certeza de que um cenário destes vai se concretizar. “Vai acontecer, não sei quando”, alerta Toner.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …