Nuvem radioativa pairou sobre a Europa nas últimas semanas

O instituto francês para a segurança nuclear (IRSN) revelou que uma nuvem radioativa pairou recentemente sobre a Europa, no entanto, sem perigo para a saúde humana ou para o ambiente.

Segundo a agência Reuters, uma nuvem de poluição radioativa pairou sobre o continente europeu nas últimas semanas, indicando que um acidente ocorreu em uma central nuclear na Rússia ou no Cazaquistão na última semana de setembro, alertou o IRSN.

Porém, o instituto exclui a hipótese de ter se tratado de um acidente em um reator nuclear, mas antes em um centro de tratamento de combustíveis nucleares ou de medicina nuclear. O instituto assegura que não teve impacto na saúde humana ou no meio ambiente na Europa.

O IRSN, entidade mais técnica do regulador francês ASN, informou em comunicado que não foi possível saber a localização exata da liberação do material radioativo, mas, com base nos padrões climáticos, a zona mais plausível seria a sul dos montes Urais, entre os Urais e o rio Volga. Isto pode indicar a Rússia ou o Cazaquistão como ‘culpados’.

“As autoridades russas afirmam não estar a par de qualquer acidente no seu território”, disse à Reuters o diretor do IRSN, Jean-Marc Peres, acrescentando que o instituto ainda não conseguiu chegar às autoridades cazaques.

Peres explica que, nas últimas semanas, o IRSN e outros institutos ligados à segurança nuclear na Europa mediram altos níveis de rutênio 106, um elemento radioativo produzido pela divisão dos átomos em um reator nuclear e que não ocorre de forma natural.

O IRSN estima que foi liberada uma grande quantidade de rutênio 106, entre 100 e 300 teraBecquerels (TBq), o que na França significaria a evacuação de pessoas em um raio de vários quilômetros ao redor do local onde ocorresse o acidente.

O rutênio 106 foi provavelmente liberado em um centro de tratamento de combustíveis nucleares ou de medicina nuclear, diz Peres, explicando que sua curta duração de vida (cerca de um ano), faz com que seja sobretudo utilizado em centros de medicina nuclear.

O responsável exclui a hipótese de ter se tratado de um acidente em um reator nuclear porque, neste caso, teriam sido liberados outros nuclídeos radioativos.

Foi também afastada a hipótese de ter caído um satélite gerido a rutênio, já que a Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA) concluiu que nenhum satélite caiu na terra durante este período.

De acordo com a Reuters, as medições das estações europeias mostram altos níveis de rutênio 106 na atmosfera da maioria dos países europeus no início de outubro, tendo começado a diminuir a partir do dia 6 do mesmo mês.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …