O machado de Ötzi, a mais velha múmia da Europa, era importado

South Tyrol Museum of Archaeology / EURAC / Samadelli / Staschitz

Ötzi, o Homem do Gelo que, com 5.300 anos, é a múmia mais velha da Europa

Uma equipe de arqueólogos suíços descobriu, nos alpes, um machado idêntico ao que tinha Ötzi, o Homem do Gelo – que, com 5.300 anos, é a múmia mais velha da Europa. E o cobre de que é feito veio de muito, muito longe.

Segundo o Live Science, os cientistas que analisaram o machado, cuja descoberta é apresentada em um artigo publicado na PLOS One, concluíram que o cobre de que é feito também é proveniente do sul da Toscana, assim como no caso do artefato de Ötzi.

Este Homem do Gelo com 5.300 anos foi encontrado, em 1991, completamente congelado e extraordinariamente bem preservado, nos alpes austríacos. Estava vestido totalmente com peles de animal e um machado, com lâmina de cobre quase puro, e uma alça de madeira e tiras de couro praticamente intactas.

Atingido na cabeça por uma flecha, Ötzi é a mais velha múmia da Europa e já foi estudado até a exaustão por cientistas, desde seu DNA, passando pela dieta e pelas tatuagens, até suas ferramentas.

As pesquisas permitiram concluir que o cobre de que é feito o seu machado é proveniente do sul da Toscana, na Itália. Uma conclusão surpreendente, já que o cobre, na época, existia apenas a milhares de quilômetros de distância dos alpes.

Além disso, acreditava-se que os alpes seriam uma espécie de “barreira” às transações comerciais, dada a dificuldade de passagem por causa do clima e do terreno.

Mas a nova lâmina de machado descoberta agora na Suíça, na aldeia de Zug-Riedmatt, no sopé norte dos alpes, muda esta percepção, confirmando que o metal teria sido, afinal, transportado da Itália, passando pela “barreira” dos alpes.

(dr) South Tyrol Museum of Archaeology

O cobre do machado de Ötzi atravessou os Alpes e veio do que é agora o centro da Itália – na época, uma enorme distância

A nova lâmina, que teria entre 5.300 e 5.100 anos, fortalece a ideia de que as pessoas que viviam nos alpes na Idade do Cobre tinham “um profundo conhecimento da paisagem e de suas condições, devido à sua experiência com a caça, o pastoreio e a exploração dos recursos naturais nestas áreas”, destaca a arqueóloga Gishan Schaeren, do Gabinete dos Monumentos e Arqueologia suíço de Zug.

Mas, acima de tudo, a descoberta pode ajudar a entender as ligações comerciais que, aparentemente, já durante a Idade do Cobre, ocorriam um pouco por toda a Europa.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Covid-19: EUA autorizam 3ª dose da vacina da Pfizer para idosos e grupos de risco

Os Estados Unidos autorizaram nesta quarta-feira a aplicação de uma terceira dose da vacina contra a covid-19 da Pfizer para maiores de 65 anos, pessoas com alto risco de contrair uma forma grave da …

Ministério da Saúde recua e volta a recomendar vacinação de adolescentes

O Ministério da Saúde recuou nesta quarta-feira (22/09) e voltou a recomendar a vacinação de adolescentes sem comorbidades contra a covid-19, uma semana após ter recomendado a suspensão. "Concluímos que os benefícios da vacinação de adolescentes …

Queiroga testa positivo para covid-19 e fica em Nova York

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testou positivo para covid-19 durante a viagem a Nova York, na comitiva do presidente Jair Bolsonaro, e ficará em isolamento na cidade, comunicou nesta quarta-feira (21/09) a Presidência da …

Vulcão em erupção nas Canárias: o cenário 'desolador' enfrentado por moradores afetados pelo Cumbre Vieja

Juan Vicente Rodríguez ainda não chegou às lágrimas, mas ele garante que no final "todos vão acabar chorando". Morador da ilha canária La Palma, Rodríguez observa nas redondezas os rios de lava do vulcão Cumbre Vieja …

Anistia Internacional acusa empresas farmacêuticas de deixar países pobres sem vacinas anticovid

A ONG Anistia Internacional divulgou um relatório nesta quarta-feira acusando os grandes grupos farmacêuticos que produzem vacinas contra a Covid-19 de alimentar uma crise de direitos humanos sem precedentes. Por essa razão, a entidade …

Descobrem na Espanha dezenas de pegadas de espécie extinta de elefantes

Paleontólogos descobriram em Huevla, na Espanha, em um sítio da época do Pleistoceno Superior, trilhas e rastros de elefantes recém-nascidos e juvenis atribuídos a elefantes de presas retas (Palaeoloxodon antiquus). Os elefantes de presas retas são …

Na ONU, Bolsonaro defende ineficaz "tratamento precoce"

O presidente Jair Bolsonaro usou nesta terça-feira (21/09) seu discurso de abertura da 76ª Assembleia-Geral das Nações Unidas para defender o desacreditado "tratamento precoce" promovido pelo seu governo, que consiste num coquetel de drogas ineficazes …

Turismo em reservas naturais federais no Brasil triplica em 13 anos

Cerca de 15 milhões de turistas visitaram reservas ambientais federais no Brasil em 2019, uma alta de 300% nos últimos 13 anos. Se por um lado esse aumento reflete um maior interesse dos brasileiros em …

Presidente do Conselho da UE acusa EUA de "falta de lealdade" após ruptura de contrato com a França

O presidente do Conselho da União Europeia, Charles Michel, acusou nesta segunda-feira (20) os Estados Unidos de falta de lealdade depois que a Austrália cancelou um amplo contrato com a França para comprar submarinos …

Morcegos das cavernas de Laos podem revelar origem da COVID-19

Descobriu-se que os morcegos que habitam as cavernas do norte de Laos transportam um coronavírus que compartilha uma característica importante com o SARS-CoV-2, dando pistas aos cientistas para desvendar a causa da COVID-19. Uma equipe de …