OMS descarta hipótese que coronavírus tenha escapado acidentalmente de laboratório da China

Em relatório divulgado nesta segunda-feira (29), a Organização Mundial da Saúde (OMS) anuncia algumas das conclusões após a missão realizada recentemente na China. O documento aponta para a hipótese da transmissão do coronavírus ao homem por um animal intermediário, mas descarta que a pandemia tenha sido provocada por um acidente de laboratório.

A versão final do aguardado relatório confirma as primeiras conclusões apresentadas pelo grupo de especialistas em 9 de fevereiro em Wuhan, na China, quando encerrou a missão de quatro semanas.

Os especialistas ratificam a principal teoria desenvolvida até o momento, de que o vírus foi transmitido de um primeiro animal – provavelmente um morcego – para o homem por meio de outro animal, que atuou como intermediário, mas que ainda não foi identificado.

A possibilidade de uma transmissão direta entre o animal inicial e o homem ainda é considerada “entre possível e provável” pelos especialistas da OMS. Além disso, não está descartada a hipótese de que o vírus tenha começado a ser transmitido por meio de carne congelada, uma ideia que Pequim também defende.

No relatório, os especialistas consideraram também que, diante de informações sobre certos animais “como receptores intermediários de doenças, é necessário fazer outras investigações incluindo uma área geográfica maior” na China e em outras regiões.

Eles destacam que os estudos no mercado de Huanan de Wuhan e em outros estabelecimentos da cidade não serviram para encontrar “elementos que confirmem a presença de animais infectados”.

O grupo de especialistas da OMS é taxativo sobre uma hipótese em particular e classifica como “extremamente improvável” que a pandemia tenha sido provocada após o vírus ter escapado de um laboratório chinês. No entanto, salienta que a possibilidade de uma fuga proposital não foi estudada.

O texto responde, em partes, às acusações dos Estados Unidos, que, durante o governo de Donald Trump, afirmaram que o Instituto de Virologia de Wuhan, que pesquisa patógenos perigosos, permitiu que o coronavírus escapasse, de maneira voluntária ou involuntária.

Sem surpresas

As conclusões do relatório não suscitaram nenhuma surpresa em relação às informações divulgadas no final da missão de quatro semanas em Wuhan, cidade considerada como o berço da pandemia. No último 9 de fevereiro, em coletiva de imprensa, os especialistas da OMS já haviam divulgado hipóteses similares.

O objetivo do grupo era tentar desvendar o mistério da origem da transmissão do Sars-Cov-2. No entanto, a missão, autorizada somente um ano após o início da pandemia, não pôde atuar como desejava no local.

Embora seu trabalho fosse considerado extremamente importante para evitar futuras crises sanitárias, o grupo se viu controlado passo a passo pelo governo chinês.

Mais de um ano após o início da pandemia de Covid-19, a doença já causou a morte de ao menos 2,7 milhões de pessoas em todo o mundo e gerou um colapso econômico em muitos países. Desde o final de 2020, a crise sanitária entrou em uma nova fase ditada pela evolução das variantes do Sars-Cov-2, enquanto os governos realizam uma corrida contra o relógio para tentar vacinar suas populações.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Opositor belarusso é achado morto na Ucrânia

Ativista Vitaly Shishov ajudava compatriotas a fugir da perseguição do regime de Alexander Lukashenko, considerado o último ditador da Europa. Polícia investiga possível assassinato encenado como suicídio. Um ativista de Belarus foi encontrado morto nesta terça-feira …

Polônia concede visto humanitário a atleta olímpica e alimenta tensões com Belarus

A Polônia concedeu nesta segunda-feira (2) um visto humanitário para a atleta olímpica bielorrussa Krystsina Tsimanuskaya. A jovem afirma que estava sendo obrigada a deixar o Japão após ter criticado sua equipe e temia …

EUA e Reino Unido teriam dado 'luz verde' a Israel para retaliar Irã após ataque a petroleiro

Irã rejeitou o envolvimento do país no ataque contra o petroleiro Mercer Street no mar Arábico que ocorreu na quinta-feira (29), condenando as acusações lançadas pelo governo israelense. Tel Aviv teria recebido "luz verde" de Washington …

Incêndios causam mortes e devastação no sul da Europa

A União Europeia EU) enviou ajuda para a Turquia nesta segunda-feira (02/08), e voluntários se juntaram a bombeiros na luta contra fortes incêndios que já duram seis dias e mataram oito pessoas no país. Em …

Golpe militar em Mianmar completa seis meses e já resultou em quase mil mortes de civis

Aterrorizados pela repressão da junta militar e pela propagação do coronavírus, poucos birmaneses se atreviam a ir às ruas para protestar neste domingo (1º), quando completam-se seis meses do golpe de Estado que mergulhou …

Governo italiano vende casas a 2 euros na região da Sicília

Mais uma vez o governo italiano está vendendo casas em áreas rurais da Itália, após o sucesso da campanha para repovoamento de áreas abandonadas. Além de promover a ocupação por meio de incentivos para jovens e …

Bolsonaro admite não ter provas de fraudes eleitorais

Em live para a qual convocou veículos de imprensa, Bolsonaro exibiu uma série de teorias falsas, cálculos equivocados e vídeos antigos, já verificados e desmentidos, mas que ainda circulam na internet, como supostas evidências de …

A incrível civilização antiga que mumificava os mortos 2 mil anos antes dos egípcios

"As mais antigas evidências arqueológicas conhecidas de mumificação artificial de corpos", segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), estão presentes na América do Sul, na costa árida …

Delta pode causar covid-19 mais grave, alerta agência americana

Documento interno do órgão de prevenção de doenças dos EUA indica que a variante delta do coronavírus é tão contagiosa quanto a catapora e pode ser transmitida mesmo por indivíduos vacinados. "A guerra mudou", diz …

Vendas de vacinas anticovid impulsionam lucros de laboratórios

A empresa farmacêutica AstraZeneca anunciou nesta quinta-feira (28) que as vendas de sua vacina contra a Covid-19 alcançaram US $ 1,17 bilhão no primeiro semestre do ano. Este número corresponde à entrega de aproximadamente …