Texugos e coelhos podem ter sido os primeiros vetores da covid-19 na China, diz OMS

Equipe, que foi a Wuhan em missão de quatro semanas, acredita que é preciso estender análises para o Sudeste Asiático e outros animais que podem ter sido os primeiros vetores da pandemia do coronavírus.

Investigadores da Organização Mundial da Saúde (OMS) identificaram uma nova possibilidade do espalhamento do novo coronavírus para humanos. A suspeita é de que texugos-furões e coelhos vendidos em um mercado chinês da cidade de Wuhan, onde muitos dos primeiros casos surgiram em dezembro de 2019, possam ter carregado o vírus.

Os profissionais alegam que ainda é preciso haver mais investigações nos fornecedores do mercado para determinar com mais certeza as origens da pandemia. Alguns fornecedores de animais vieram de uma região da China perto das fronteiras do Sudeste Asiático, onde tipos parecidos do vírus foram encontrados em morcegos.

Ainda na China, os especialistas suspeitam da possibilidade de contágio humano a partir dos visons, pequenos animais famosos por sua pele.

A equipe da OMS ainda não tem certeza se o vírus saltou primeiro de animais para humanos no mercado chinês ou se estava circulando em outro lugar antes. Com isso, acredita-se na necessidade de estender a investigação também a outros países, especialmente no Sudeste Asiático, onde coronavírus semelhantes foram encontrados recentemente, incluindo a Tailândia e o Camboja.

Além das teorias do início da pandemia pela venda de animais como o coelho e o texugo-furão no mercado de Wuhan, zoólogos e virologistas da OMS também supõem que o vírus possa ter se espalhado por meio do comércio ilegal de animais selvagens na China.

Dominic Dwyer, um microbiologista da equipe da OMS, afirmou ser importante incluir o Sudeste Asiático e outros países na pesquisa. “Só porque o comércio de animais selvagens é ilegal, não significa que não aconteça, e isso é complicado”, ponderou.

Já foi detectado que o vírus sobrevive quando resfriado ou congelado em experimentos de laboratório. Mas, apesar de enfraquecido quando descongelado, não está claro se permanece infeccioso.

O problema é que o mercado chinês também pode ter vendido os animais vivos de maneira ilegal, já que ex-vendedores e gerente do comércio disseram ao The Wall Street Journal que viram carcaças e mamíferos vivos enjaulados, incluindo cães, coelhos e texugos.

Peter Ben Embarek, líder da equipe da OMS, disse em uma entrevista publicada na revista Science no domingo (14) que os investigadores querem fazer estudos mais aprofundados, particularmente na China, em outros animais suscetíveis ao SARS-CoV-2, incluindo martas, raposas e cães-guaxinins.

Ele e outros membros da equipe também ressaltaram a probabilidade de o coronavírus ter entrado primeiro em Wuhan, como sugerem as autoridades chinesas, por meio de outros tipos de importação de alimentos congelados, mesmo não tendo havido surtos generalizados de COVID-19 em fábricas de alimentos em outras partes do mundo na época.

Enquanto não é possível afirmar quando e onde o vírus se espalhou pela primeira vez para humanos, as tensões internacionais, entre EUA e China, seguem acirradas.

Uma equipe da OMS fez recentemente uma viagem de quatro semanas a Wuhan, mas o acesso aos cientistas locais e dados dependeu da cooperação de Pequim, que tem sugerido repetidamente que o vírus se originou fora da China.

Ciberia // Sputnik

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …