Texugos e coelhos podem ter sido os primeiros vetores da covid-19 na China, diz OMS

Equipe, que foi a Wuhan em missão de quatro semanas, acredita que é preciso estender análises para o Sudeste Asiático e outros animais que podem ter sido os primeiros vetores da pandemia do coronavírus.

Investigadores da Organização Mundial da Saúde (OMS) identificaram uma nova possibilidade do espalhamento do novo coronavírus para humanos. A suspeita é de que texugos-furões e coelhos vendidos em um mercado chinês da cidade de Wuhan, onde muitos dos primeiros casos surgiram em dezembro de 2019, possam ter carregado o vírus.

Os profissionais alegam que ainda é preciso haver mais investigações nos fornecedores do mercado para determinar com mais certeza as origens da pandemia. Alguns fornecedores de animais vieram de uma região da China perto das fronteiras do Sudeste Asiático, onde tipos parecidos do vírus foram encontrados em morcegos.

Ainda na China, os especialistas suspeitam da possibilidade de contágio humano a partir dos visons, pequenos animais famosos por sua pele.

A equipe da OMS ainda não tem certeza se o vírus saltou primeiro de animais para humanos no mercado chinês ou se estava circulando em outro lugar antes. Com isso, acredita-se na necessidade de estender a investigação também a outros países, especialmente no Sudeste Asiático, onde coronavírus semelhantes foram encontrados recentemente, incluindo a Tailândia e o Camboja.

Além das teorias do início da pandemia pela venda de animais como o coelho e o texugo-furão no mercado de Wuhan, zoólogos e virologistas da OMS também supõem que o vírus possa ter se espalhado por meio do comércio ilegal de animais selvagens na China.

Dominic Dwyer, um microbiologista da equipe da OMS, afirmou ser importante incluir o Sudeste Asiático e outros países na pesquisa. “Só porque o comércio de animais selvagens é ilegal, não significa que não aconteça, e isso é complicado”, ponderou.

Já foi detectado que o vírus sobrevive quando resfriado ou congelado em experimentos de laboratório. Mas, apesar de enfraquecido quando descongelado, não está claro se permanece infeccioso.

O problema é que o mercado chinês também pode ter vendido os animais vivos de maneira ilegal, já que ex-vendedores e gerente do comércio disseram ao The Wall Street Journal que viram carcaças e mamíferos vivos enjaulados, incluindo cães, coelhos e texugos.

Peter Ben Embarek, líder da equipe da OMS, disse em uma entrevista publicada na revista Science no domingo (14) que os investigadores querem fazer estudos mais aprofundados, particularmente na China, em outros animais suscetíveis ao SARS-CoV-2, incluindo martas, raposas e cães-guaxinins.

Ele e outros membros da equipe também ressaltaram a probabilidade de o coronavírus ter entrado primeiro em Wuhan, como sugerem as autoridades chinesas, por meio de outros tipos de importação de alimentos congelados, mesmo não tendo havido surtos generalizados de COVID-19 em fábricas de alimentos em outras partes do mundo na época.

Enquanto não é possível afirmar quando e onde o vírus se espalhou pela primeira vez para humanos, as tensões internacionais, entre EUA e China, seguem acirradas.

Uma equipe da OMS fez recentemente uma viagem de quatro semanas a Wuhan, mas o acesso aos cientistas locais e dados dependeu da cooperação de Pequim, que tem sugerido repetidamente que o vírus se originou fora da China.

Ciberia // Sputnik

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

União Europeia começa exame contínuo da vacina russa Sputnik V

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) deu início ao exame contínuo do dossiê de registo da vacina Sputnik V para verificar sua conformidade com as normas europeias de eficácia, segurança e …

Afrouxar uso de máscaras é "pensamento neandertal", diz Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, criticou nesta quarta-feira (03/03) a decisão dos estados do Texas e do Mississippi de suspender a obrigatoriedade do uso máscaras para conter a propagação do coronavírus. O democrata …

Argentina só vai habilitar motoristas que fizerem curso sobre igualdade de gênero

A partir de março e 2021 quem quiser tirar carteira de habilitação na Argentina terá de estudar mais do que somente as leis de trânsito, o funcionamento do automóvel e a própria condução de um …

ONGs denunciam grupo Casino na Justiça francesa por desmatamento na Amazônia

Organizações de defesa do meio ambiente e dos povos indígenas denunciaram nessa quarta-feira (3) o grupo Casino na Justiça francesa. A empresa é acusada de responsabilidade no desmatamento da Amazônia através da venda de …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Um cientista criou um algoritmo de computador que pode levar a descobertas transformadoras em energia e cuja própria existência levanta a probabilidade de que nossa realidade possa realmente ser uma simulação. O algoritmo foi criado pelo …

The Crown "é baseada na verdade", diz Harry que dá ideia de convívio com família real

Principe Harry defendeu a série “The Crown” da Netflix, dizendo que – embora não fosse “estritamente preciso” – retratava as pressões da vida dentro da família real. Em uma entrevista com James Corden, do programa americano …

Microsoft acusa hackers chineses de ciberataques a entidades dos EUA com uso de falhas desconhecidas

A Microsoft relatou a detecção de exploits desconhecidos utilizados por hackers chineses "patrocinados pelo Estado" destinados a atacar versões locais da Microsoft Exchange Server a fim de receber informações de entidades dos EUA. Exploit é uma …

Compra de mansão lança novas suspeitas sobre Flávio Bolsonaro

Filho mais velho do presidente comprou imóvel de luxo de R$ 6 milhões. Valor está bem acima do patrimônio declarado pelo senador, e condições de empréstimo para quitar mais da metade do valor levantam questionamentos. O …

Condenado a três anos de prisão, ex-presidente francês Sarkozy enfrenta outros processos na Justiça

Ele se tornou o primeiro ex-chefe de Estado francês a receber em primeira instância uma pena de prisão em regime fechado. Nicolas Sarkozy foi julgado culpado na segunda-feira (1°) por corrupção e tráfico de …

Colômbia é o 1º país latino-americano a receber vacinas da iniciativa COVAX

Nesta segunda-feira (1º), um lote de 117 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech chegou à Colômbia por meio da iniciativa COVAX. O país é o primeiro na região a receber os imunizantes do consórcio da …