Para defensor público de Pernambuco, mulher de minissaia pode ser culpada por assédio

Em uma entrevista concedida a uma rádio, o Defensor Público Geral de Pernambuco, Manoel Jerônimo, afirmou que o fato de uma mulher vestir uma minissaia pode ser determinante para a absolvição de um agressor em casos de assédio sexual.

A declaração de Manoel Jerônimo, que também é vice-presidente do Colégio Nacional de Defensores Gerais, foi dada em 11 de janeiro em uma entrevista para uma rádio local sobre estupro.

Ele declarou que “um local de muita movimentação, uma mulher estar de minissaia, fica sujeita a uma pessoa interpretar que ela está seduzindo ou por ventura dando oportunidade para uma paquera, um namoro e quem sabe até algo mais sério”. De acordo com o defensor, seria importante então que a mulher demonstrasse, “de forma simbólica, que não está ali para nenhum tipo de paquera e as vestes demonstram muito isso”.

Após a entrevista, a Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares manifestou-se, em nota, repudiando as declarações do defensor.

“Diferentemente do que afirma o Defensor Público ao declarar que as vestes servem como ‘simbolismo’ da vontade da mulher – anulando a autonomia e capacidade das mulheres falarem –, é fundamental que se ensine aos meninos e homens que não há outra forma para se saber sobre a vontade da mulher além da afirmação positiva, consciente e sóbria sobre seus desejos e suas vontades. Não é não e a ausência de sim também é não”, diz a nota.

No documento, os advogados criticam a culpabilização da vítima, considerando que “é apenas mais uma das várias ferramentas de manutenção do sistema do patriarcado, o qual exerce controle territorial sobre os corpos das mulheres (…)”.

“O liberalismo penal reforçado pelo Defensor Público Geral de Pernambuco se funda em vieses claramente patriarcais e opressores e revela o quão entranhada nas instituições públicas a cultura do estupro ainda está”, afirma a nota.

Em nota enviada ao site Justificando, Manoel pediu desculpas às mulheres por falas “fora de contexto”. “Em nenhum momento meu objetivo foi direcionar a mulher a culpabilidade por qualquer crime que ela venha a ser vítima”, explicou.

Ciberia // Hypeness

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Entendo que o homem está sendo muito criminalizado. O assédio existe em ambos os lados, embora, acredito, que pela iniciativa feminina o assédio é possível ser em menor quantidade, mas as provocações são em maior quantidade que da parte do masculina.
    Tem muitas mulheres que usam as denominações criminosas em proveito próprio. Existem vários casos, inclusive acusações de pedofilia, denunciadas pela mulher, para impor condenação ou adquirir vantagem de homens. É só assistir as senas de reprodução da criminalidade nos Estados Unidos.
    Quando eu era solteiro, universitário e tinha 22 anos quando estava estagiado em uma empresa. A secretária do departamento trabalhava em minha frente. A mesa da secretária não tinha o anteparo que impedisse a visão de suas pernas. A secretária tinha o hábito de manter as pernas escancaradas, quando estava vestindo saia, talvez pelo calor ou para provocação. Um dia ela, vestindo saia, me acusou de estar olhando as suas entre coxas abertas. Eu era novo no estágio e fiquei muito incomodado com a conduta da secretária, além de que, não estava olhando para as partes intimas que ela queria mostrar.
    Isto é provocação e assédio para aparecer diante dos colegas e da chefia, como a mulher mais atraente e desejada no mundo, pois ela era casada e tinha dois filhos.
    Vamos combater os assédios de ambos os lados, tanto da mulher quanto do homem, mas não se deve criminalizar o homem, somente por ser homem, para que a mulher se faça de vítima, mas, na realidade, ela é uma opressora.

  2. É muita frescura e muito mimimi, sim!
    O promotor declarou que em “um local de muita movimentação, uma mulher estar de minissaia, fica sujeita a uma pessoa interpretar que ela está seduzindo ou…”
    Os abestados de plantão não leram direito? O promotor disse que, nessas circunstâncias, a mulher “fica sujeita” a interpretações. Seria análogo a se dizer que, numa concentração de pessoas, uma mulher trajando um vestido longo e pesado, todo fechado, estaria sujeita a ser interpretada como pessoa recatada, conservadora e absolutamente não disposta a levar uma cantada, mesmo que ela estivesse ali ardendo de paixão carnal.
    Gente estúpida! É falta de assunto importante para ocupar a mente?

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …