Para evitar vício, Coreia do Sul proíbe venda de café em todas as escolas do país

A Coreia do Sul proibiu, a partir desta sexta-feira (14), a venda de café para alunos e professores em todas as escolas do país.

Com a medida, o governo quer evitar que os jovens abusem da bebida – e de outros energéticos que contêm cafeína – para permanecerem acordados à noite e poderem estudar mais.

Escolas maternais, de ensino fundamental e médio foram privadas de todo acesso ao café. A venda do produto já é proibida aos estudantes desde 2013, mas os alunos conseguiam burlar a regra e comprá-lo nos distribuidores automáticos reservados aos professores.

Em uma declaração, o ministério da Segurança Alimentar e dos Medicamentos disse que “café demais é nefasto para a saúde dos mais jovens e pode provocar náuseas e problemas de ritmo cardíaco”.

A proibição é uma resposta ao alto consumo de cafeína na Coreia do Sul, país de grande exigência no desempenho escolar e onde a maior parte das crianças e adolescentes têm aulas particulares até tarde.

O governo quer, portanto, erradicar o hábito de consumir a bebida para poder permanecer acordado e produtivo. A proibição tem o “intuito de criar práticas sadias entre as crianças e os adolescentes”, segundo o ministério. A Coreia do Sul também proibiu as publicidades sobre o açúcar e bebidas cafeinadas na televisão.

Apesar do chá ter sido a bebida tradicional na Coreia do Sul durante anos, nas últimas décadas o café tem dominado o país asiático. A nação já se tornou o sétimo maior importador no mundo e, em média, os coreanos bebem 512 taças de café por ano.

Tanta popularidade gerou diversas críticas contra a proibição nas escolas. Muitos lembraram que não será complicado para as crianças ter acesso às bebidas cafeinadas fora dos estabelecimentos escolares, nos Pyeon Eui Jeom, por exemplo, os supermercados que estão por toda a parte e ficam abertos 24h por dia.

A medida também é considerada hipócrita e pouco efetiva por quem critica a imensa pressão escolar que as crianças e os adolescentes sofrem – um problema social que exige uma solução mais elaborada. Muitos falam em “infância sacrificada”.

A Coreia do Sul tem a maior taxa de suicídio entre os jovens de 10 a 19 anos. Ao proibir o café nas escolas, o governo ataca um sintoma, mas ignora a raiz do problema.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

O misterioso "Monstro Tully" acaba de ficar ainda mais esquisito

Um fóssil de 300 mil anos descoberto na década de 1950 no estado de Illinois (EUA) tem gerado muitas discussões entre cientistas. Batizado de Tullimonstrum, ou Monstro Tully, ele se parece com uma lesma. Mas …

Com asilo a Evo Morales, diplomacia mexicana dá passo à esquerda

México assume liderança esquerdista na América Latina ao receber o ex-presidente boliviano. Para analistas, medida desvia atenção de problemas internos, mas é jogo perigoso diante da dependência econômica dos EUA. A viagem de Evo Morales ao …

Incêndios florestais matam quatro pessoas e centenas de cangurus na Austrália

O número de vítimas pelos incêndios no leste da Austrália, onde 140 focos ainda continuam ativos, subiu para quatro nesta quinta-feira (14), com a descoberta de um cadáver perto da cidade de Kempsey, em Nova …

Holanda reduzirá limite de velocidade para combater poluição

O governo da Holanda reduzirá o limite máximo de velocidade nas rodovias do país como parte de uma série de medidas para combater as emissões de óxido de nitrogênio, geradas em grande parte por veículos …

A polêmica sobre campos de extermínio nazistas que opôs a Polônia ao Netflix

O primeiro-ministro da Polônia, Mateusz Morawiecki, enviou uma carta ao Netflix insistindo em mudanças no documentário The Devil Next Door (o diabo ao lado), sobre campos de extermínio nazistas. Na carta enviada no domingo, 10, e …

O único problema de ser filho único é o estigma

Filhos únicos possuem uma péssima reputação. Quantas vezes você não observou algum pai ser criticado por escolher ter apenas um pimpolho? “Ele vai ficar mimado, muito sozinho, egoísta, etc. etc. etc”. É um senso comum. Parece, …

Epidemia mundial: Pneumonia mata uma criança de menos de 5 anos a cada 39 segundos

O Dia Mundial da Pneumonia é comemorado em 12 de novembro. A data foi proposta pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção da doença, …

Senadora se declara presidente da Bolívia

A parlamentar oposicionista e segunda vice-presidente do Senado Jeanine Áñez declarou-se presidente da Bolívia nesta terça-feira (12). Ela também afirmou que o país terá novas eleições após a formação de uma nova comissão eleitoral. "De acordo …

Bolsonaro anuncia saída do PSL

Em meio à crise por disputa de poder na legenda, presidente afirma que pretende criar novo partido. Cerca de 30 parlamentares aliados de Bolsonaro devem seguir exemplo e deixar o PSL. O presidente Jair Bolsonaro anunciou …

Israel mata comandante da Jihad Islâmica em ataque aéreo

Forças israelense bombardeiam casa de líder extremista na Faixa de Gaza. Militantes palestinos reagem disparando dezenas de mísseis contra Israel. Autoridades pedem que população fique em casa. Um importante comandante militar do grupo extremista palestino Jihad …