Parasitas “gigantes e incomuns” são encontrados nos intestinos de soldado desertor norte-coreano

Edward N. Johnson / USGov

Soldados da Coreia do Norte em vigilância na zona desmilitarizada entre as duas Coreias

Na última segunda-feira, um soldado norte-coreano foi baleado seis vezes por seus ex-camaradas, quando tentou escapar através da Zona Desmilitarizada Coreana e desertar para a Coreia do Sul. Ao se recuperar de seus ferimentos em um hospital sul-coreano, os médicos descobriram que seus intestinos estavam cheios de parasitas grandes e incomuns.

Os exames feitos no ex-soldado proporcionam uma visão rara da nutrição, da saúde e da vida cotidiana dos norte-coreanos. “Na minha carreira de mais de 20 anos como cirurgião, eu só vi algo assim em livro didático”, disse Lee Cook-jong em entrevista coletiva na quarta-feira (15), informou a Reuters.

Um artigo na Korea Biomedical Review (KBR) explica que o soldado passou por duas rodadas de cirurgia no hospital da Universidade Ajou. As operações envolveram a remoção de uma bala alojada na parede abdominal e do “número enorme” de parasitas de seus intestinos, que tinham muitas lombrigas, sendo a mais longa com 27 centímetros.

“Estamos lutando com o tratamento, pois encontramos um grande número de parasitas no estômago do soldado, invadindo e comendo as áreas feridas. Nós também descobrimos um parasita nunca visto nos coreanos antes, que está piorando a situação e causando enormes complicações“, acrescentou Lee, de acordo com a KBR.

Segundo o IFLScience, a infecção maciça pode estar ligada aos baixos níveis de higiene no norte da península coreana. Provavelmente, os vermes foram contraídos ao comer vegetais fertilizados com fezes humanas, acreditam os médicos.

As sanções internacionais, as secas e a gestão interna desastrosa significam que a escassez de alimentos é um grande problema na Coreia do Norte. Até 70% da população vivem com ajuda alimentar provida pelo governo e têm uma dieta perigosamente variável. As deficiências de micronutrientes (particularmente em ferro, zinco, vitamina A e iodo) são comuns.

Na Coreia do Norte, os homens devem prestar serviço militar obrigatório por 10 anos e as mulheres por sete. Outros 4-5% dos 24 milhões de pessoas da Coreia do Norte servem no serviço militar ativo e outros 30% são atribuídos a uma unidade de reserva ou paramilitares, de acordo com a Secretaria de Defesa dos EUA.

Isso significa que o corpo do soldado representa o de muitos norte-coreanos e é potencialmente perspicaz para pesquisadores que esperam saber mais sobre a saúde do país em geral.

“Não sei o que está acontecendo na Coreia do Norte, mas encontrei muitos parasitas ao examinar outros desertores”, acrescentou o professor Seo Min.

“Em um caso, encontramos 30 tipos de lombrigas em uma desertora. O problema da infecção parasitária parece ser grave, mesmo que não represente toda a população da Coreia do Norte”, concluiu.

EM, Ciberia // IFLScience

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Plataforma de gelo no Canadá quebra e cria iceberg pouco menor que Vitória, do Espírito Santo

Após um aquecimento de cerca de 9 ºC nas últimas décadas, a Milne, considerada "a última plataforma de gelo completa" no mundo, perdeu uma grande parte, formando um iceberg. Uma das maiores plataformas de gelo no …

Cientistas propõe adicionar drogas psicoativas na água potável

Pesquisadores do Reino Unido propuseram uma idéia radical para reduzir a taxa de suicídios: incluir o medicamento psicoativo lítio — um estabilizador de humor — na água potável da população. Parece uma idéia completamente radical, mas …

Magnata da mídia é preso em Hong Kong

Jimmy Lai, crítico do regime de Pequim e proprietário de jornal pró-democracia, foi detido com base em nova lei de segurança nacional imposta pela China. O empresário Jimmy Lai, uma das figuras mais influentes do movimento …

Twitter entra na briga pela compra do TikTok e pode fundir redes sociais

O banimento do TikTok nos Estados Unidos virou uma verdadeira novela mexicana. O aplicativo chinês, que tem até 45 dias para encontrar uma companhia americana para assumir suas operações no país e não ser bloqueado …

Motoboy é vítima de racismo de homem branco: "Você tem inveja disso aqui [minha cor]"

A manhã de sexta-feira (7) começou com mais um caso de racismo no Brasil. Um vídeo que viralizou no Twitter registra um homem branco fazendo injúrias raciais contra um entregador de delivery. As fortes imagens são …

‘Grande ameaça à saúde pública’: cientistas descobrem mutação resistente a remédio contra a malária

Pesquisadores em Ruanda identificaram uma cepa do parasita causador da malária que é resistente a medicamentos. O estudo, publicado na revista Nature, revelou que os parasitas eram capazes de resistir ao tratamento com a artemisinina, um …

Brasil, um ano no foco da crítica ambiental mundial

Em agosto de 2019, país virou pária ambiental devido a incêndios e aumento do desmatamento. Bolsonaro reagiu com agressividade e insultos. Agora, aumenta a pressão de investidores estrangeiros por uma mudança de rumo. Foi uma catástrofe …

Com medo da Covid-19, Venezuela discrimina venezuelanos que voltam ao país

Várias medidas vêm sendo aplicadas na Venezuela para conter a Covid-19. Um estádio foi transformado em hospital de campanha, blocos de concreto foram colocados nas vias, festas estão proibidas e há um canal de …

Centro Gamalei, desenvolvedor de vacina russa, explica como funciona e se há riscos para o paciente

O diretor do Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei falou sobre os testes da vacina, que será registrada oficialmente na quarta-feira (12). As partículas do coronavírus na vacina da COVID-19 não podem prejudicar …

Mistura inusitada de amônia e água cria raios superficiais e granizos em Júpiter

Júpiter, o maior gigante gasoso do Sistema Solar, é um lugar coberto por tempestades estranhas. O que os cientistas ainda não sabiam é que no meio dessas tormentas, existem raios de natureza bem diferente dos …