Peixe mata os próprios filhotes se não forem “bons o suficiente”

O peixe macho da espécie Rhabdoblennius nitidus come seus filhotes porque a presença dos ovos faz com que seus níveis de androgênio caiam vertiginosamente, o que o impede de acasalar.

O canibalismo filial – no qual os espécimes adultos comem seus filhotes – não é um fenômeno assim tão raro no reino animal: ursos, felinos, primatas, canídeos, roedores, insetos, peixes, anfíbios, repteis e pássaros são alguns dos exemplos que fazem isso.

Agora, de acordo com o IFLScience, há mais um nome para acrescentar à lista: o peixe macho da espécie Rhabdoblennius nitidus, geralmente encontrado nos recifes de corais no Oceano Pacífico ocidental, no continente asiático.

Os casos de canibalismo filial variam um pouco entre as espécies, mas, geralmente, o fator determinante é o mesmo: gestão de recursos. Todos os filhotes precisam ser alimentados, especialmente os que não são tão saudáveis. Se saírem da equação, deixam de ser um problema, digamos assim.

Assim como é explicado em um artigo publicado na semana passada na Current Biology, a principal hipótese de o canibalismo filial acontecer é conhecida por canibalismo baseado em energia – “energy-based (EB) cannibalism” em inglês – que explica: os benefícios nutricionais de comer os filhotes superam os de marcar o chamado “pool genético”.

Para muitos casos isso é verdade, mas foram registradas exceções em alguns peixes. Os pesquisadores da Universidade de Nagasaki notaram que, em algumas espécies, o macho que fica responsável por tomar conta dos ovos enquanto eles se desenvolvem decide comê-los quando o número total é pequeno e, assim, a reprodução recomeça.

Embora isso possa se encaixar na hipótese do canibalismo baseado em energia, os cientistas notaram que é um fenômeno “intrigante”, já que o macho ainda pode cuidar dos ovos enquanto procura outras fêmeas.

No caso do Rhabdoblennius nitidus, os pesquisadores suspeitaram que o número de ovos controlava algo relacionado com o ciclo de acasalamento que ainda não havia sido observado de uma forma adequada.

Para tentar descobrir, a equipe deixou os peixes fazerem seu ritual de acasalamento, mas controlou o número de ovos que estavam presentes após a cópula.

De acordo com as conclusões da pesquisa, está tudo ligado com os níveis de andrógenos do macho, um grupo de hormônios ligados ao crescimento e desenvolvimento do sistema reprodutor.

A presença dos ovos faz com que seus níveis de androgênio caiam vertiginosamente, o que os impede de acasalar. Nenhum ovo equivale a mais níveis de andrógenos, sejam eles comidos pelo macho ou todos tenham nascido.

Desta forma, a ideia é que esses machos comem pequenos números de ovos não pelo fator nutritivo, mas para que seus níveis de andrógenos aumentem e possam acasalar novamente, podendo produzir uma ninhada maior.

A explicação é corroborada pelo fato de terem comido os ovos, independente dos seus níveis de fome, e de até terem cuspido alguns deles depois de já os terem mastigado bem. Por isso, neste caso não se trata de canibalismo, mas sim de infanticídio ou, mais tecnicamente, “embriocídio”.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Incêndios florestais matam quatro pessoas e centenas de cangurus na Austrália

O número de vítimas pelos incêndios no leste da Austrália, onde 140 focos ainda continuam ativos, subiu para quatro nesta quinta-feira (14), com a descoberta de um cadáver perto da cidade de Kempsey, em Nova …

Holanda reduzirá limite de velocidade para combater poluição

O governo da Holanda reduzirá o limite máximo de velocidade nas rodovias do país como parte de uma série de medidas para combater as emissões de óxido de nitrogênio, geradas em grande parte por veículos …

A polêmica sobre campos de extermínio nazistas que opôs a Polônia ao Netflix

O primeiro-ministro da Polônia, Mateusz Morawiecki, enviou uma carta ao Netflix insistindo em mudanças no documentário The Devil Next Door (o diabo ao lado), sobre campos de extermínio nazistas. Na carta enviada no domingo, 10, e …

O único problema de ser filho único é o estigma

Filhos únicos possuem uma péssima reputação. Quantas vezes você não observou algum pai ser criticado por escolher ter apenas um pimpolho? “Ele vai ficar mimado, muito sozinho, egoísta, etc. etc. etc”. É um senso comum. Parece, …

Epidemia mundial: Pneumonia mata uma criança de menos de 5 anos a cada 39 segundos

O Dia Mundial da Pneumonia é comemorado em 12 de novembro. A data foi proposta pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção da doença, …

Senadora se declara presidente da Bolívia

A parlamentar oposicionista e segunda vice-presidente do Senado Jeanine Áñez declarou-se presidente da Bolívia nesta terça-feira (12). Ela também afirmou que o país terá novas eleições após a formação de uma nova comissão eleitoral. "De acordo …

Bolsonaro anuncia saída do PSL

Em meio à crise por disputa de poder na legenda, presidente afirma que pretende criar novo partido. Cerca de 30 parlamentares aliados de Bolsonaro devem seguir exemplo e deixar o PSL. O presidente Jair Bolsonaro anunciou …

Israel mata comandante da Jihad Islâmica em ataque aéreo

Forças israelense bombardeiam casa de líder extremista na Faixa de Gaza. Militantes palestinos reagem disparando dezenas de mísseis contra Israel. Autoridades pedem que população fique em casa. Um importante comandante militar do grupo extremista palestino Jihad …

Cão aprende a falar usando máquina de escrever e já sabe 29 palavras

Stella tem 18 meses e, apesar de ser um cachorro, já sabe “falar” mais do que muitos humanos da sua idade. Através de uma máquina criada por sua tutora, o animal consegue se comunicar usando …

Saída de Lula da prisão pode ser “oportunidade” para Bolsonaro, diz especialista ao Le Monde

O jornal Le Monde deste domingo e segunda-feira, feriado em que a França comemora o Armistício da Primeira Guerra Mundial, traz uma reportagem de página inteira sobre a liberação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da …