Filhotes de aranha comem a própria mãe – e não poupam nem as tias

berniedup / Flickr

A aranha Stegodyphus dumicola

Uma equipe de pesquisadores dinamarqueses descobriu que não são só as mães da espécie Stegodyphus dumicola que se sacrificam para que os filhotes não passem fome. As fêmeas sem ovos fazem o mesmo.

Todos sabemos que criar filhos não é tarefa fácil. Mas, no caso das mães da espécie Stegodyphus dumicola, a realidade é ainda mais dura. Geralmente, estas aranhas têm uma expectativa média de vida muito curta porque, se o alimento for escasso, oferecem o próprio corpo aos filhotes para que eles não fiquem sem comer.

E se você está pensando que as fêmeas sem filhos acabam se safando, está muito enganado. As aranhas que nunca tiveram filhos também se oferecem como sacrifício para os “sobrinhos”.

Um novo estudo, publicado na Animal Behaviour, mostra que as fêmeas virgens em ninhos comunais (as tias, chamemos assim) ajudam as mães aranhas no desempenho dos deveres maternos, um fenômeno chamado de “alloparenting”.

No caso da Stegodyphus dumicola, os pesquisadores acreditam que se trata de um cuidado materno “extremo e suicida”, também conhecido como “matrifagia”, isto é, quando as mães desistem dos próprios corpos para alimentar as crias.

“As aranhas literalmente começam a se alimentar da fêmea enquanto ela ainda está viva”, descreve o biólogo Trine Bilde, da Universidade Aarhus, na Dinamarca. “Mas sem agressão aparente. É como se a própria fêmea convidasse os filhotes da família para se alimentarem do seu corpo”, continua.

O estudo envolveu a observação de 200 experimentos durante dez semanas. O que mais surpreendeu os cientistas foi o sacrifício das fêmeas que não eram mães.

A equipe pensa que se trate de um mecanismo evolutivo, uma vez que o objetivo é passar os genes aos próximos, mesmo que não sejam daquela aranha específica, mas sim de uma parente próxima.

“Quanto mais cópias dos genes forem propagadas para a próxima geração, melhor, por isso, oferecer o corpo como comida é uma solução evolutiva que faz sentido”, diz Bilde.

Outra hipótese do biólogo Jonathan Pruitt, da Universidade da Califórnia, nos EUA, e que não participou no estudo dinamarquês, é que as aranhas são simplesmente pouco inteligentes para perceber que aqueles não são seus filhotes.

“Suspeito que as fêmeas não são capazes de discriminar entre os próprios ovos e o das outras. A colônia é composta por indivíduos geneticamente próximos, então mesmo que produzam os próprios ovos, há sempre benefícios em ajudar as parentes”, conclui.

Uma coisa é certa: nunca devemos questionar o amor de mãe e, pelo visto, de tia.

Ciberia // HypeScience / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas criam pele artificial que é flexível se cura como a de verdade

Cientistas da Universidade Nacional da Austrália criaram um hidrogel que funciona como a pele de verdade, com a mesma força e durabilidade. “Com a química especial que desenvolvemos no hidrogel, ele pode se reparar após ser …

Putin e Zelenski anunciam cessar-fogo na Ucrânia

Em cúpula em Paris, presidentes concordam em retomar processo de paz e prometem troca de todos os prisioneiros até o fim deste ano. Apesar de avanços, divergências sobre eleições em regiões separatistas permanecem. Os presidentes ucraniano, …

Aung San Suu Kyi vai defender Mianmar na ONU de acusações de genocídio

A prêmio Nobel da Paz defenderá seu país das acusações de genocídio da minoria muçulmana rohingya no tribunal internacional da ONU, em Haia. A Corte Penal Internacional (CPI) autorizou em novembro que Mianmar, antiga Birmânia, seja …

Em meio a "emergência climática", UE aposta em Acordo Verde

Com a UE prestes a fracassar em suas metas de redução de CO2 até 2030, todos os olhos se voltam para os planos de longo prazo da Comissão Europeia para combater a mudança climática. A nova …

Kim Jong-un "tem tudo a perder" se agir de maneira hostil, diz Trump

O presidente americano Donald Trump também disse neste domingo (8) que a Coreia do Norte tem potencial econômico, mas deve manter "boas relações" com os Estados Unidos. A mensagem de Trump foi publicada no Twitter …

Governo argentino é alvo de roubo de 10 anos de arquivos administrativos

O governo da Argentina foi alvo de um ataque por meio de um ransonware e está com cerca de 10 anos de dados públicos sequestrados desde do dia 25 de novembro. Em entrevista, a ministra da …

Lausanne, na Suíça, é a melhor cidade pequena do mundo

A cidade de Lausanne, na Suíça, foi considerada a melhor cidade pequena do mundo pela influente revista britânica “Monocle”. A publicação fez uma lista com as 25 melhores cidades pequenas do mundo, com população …

Esse organismo unicelular toma "decisões" complexas mesmo sem um cérebro

Um organismo unicelular de água fresca chamado Stentor roeseli demonstra comportamento inteligente. Ele foi descoberto em 1906, e quando estimulado no microscópio, essa criatura com formato de trompete conseguiu tomar decisões consideradas complexas para um …

Rússia é banida de eventos esportivos mundiais por quatro anos

Decisão deixará o país de fora dos Jogos Olímpicos de 2020 e da Copa do Mundo de Futebol de 2022. Agência Mundial Antidoping (Wada) conclui que Moscou manipulou dados laboratoriais de seus atletas. A Rússia está …

Pessoas em situação de rua viram guias turísticos na Irlanda

Olha só que iniciativa maravilhosa. Na Irlanda, o projeto ‘Secret Street Tours’ treina pessoas em situação de rua para usar seu conhecimento sobre a cidade para serem guias de turistas em tours pela cidade de …