Pela primeira vez, cientistas ligam o cérebro humano à internet

Em feito inédito, pesquisadores da Universidade Wits, de Johanesburgo, na África do Sul, ligaram um cérebro humano diretamente à internet em tempo real. Os dados recolhidos a partir deste projeto podem ajudar no desenvolvimento da tecnologia de aprendizagem de máquina e interfaces cérebro-computador.

A equipe realizou um grande avanço no campo da engenharia biomédica. O projeto foi apelidado de “Brainternet”, e essencialmente transforma o cérebro em uma “Internet das Coisas” (uma rede de objetos físicos conectados), dentro da rede mundial de computadores (world wide web).

O projeto, que teve o estudo publicado na Medical Express, funciona usando sinais de eletroencefalografia (EEG) de ondas cerebrais reunidos por um dispositivo conectado à cabeça do usuário.

Os sinais são então transmitidos para um computador Raspberry Pi de baixo custo, que os comunica para uma interface de aplicativos, exibindo-os em um site aberto onde qualquer pessoa pode visualizar a atividade.

“Brainternet é uma nova fronteira nos sistemas de interface cérebro-computador. Há uma falta de dados facilmente compreensíveis sobre como o cérebro humano funciona e processa informações”, disse Adam Pantanowitz, professor da Escola de Engenheira da Informação e Elétrica na Universidade Wits e supervisor do projeto.

“Brainternet procura simplificar a compreensão de uma pessoa de seu próprio cérebro e dos cérebros dos outros. O projeto faz isso através do monitoramento contínuo da atividade cerebral, além de possibilitar alguma interatividade”, explicou.

Os próximos passos do estudo giram em torno de permitir uma experiência mais interativa entre o usuário e seu cérebro. Algumas dessas funcionalidades já foram incorporadas no site, mas as opções são limitadas ao estímulo, como o movimento do braço.

“Brainternet pode ser melhorado ainda mais para classificar informações através de um aplicativo de smartphone que irá fornecer dados para um algoritmo de aprendizagem em máquina. No futuro, poderia haver informações transferidas em ambas as direções – entradas e saídas”, disse Pantanowitz.

Além das aplicações na aprendizagem de máquinas e em interfaces cérebro-computador, como Neural Lace e Kernel, os dados coletados neste projeto podem levar a uma melhor compreensão de como nossas mentes funcionam e como podemos aproveitar esse conhecimento para aumentar nosso poder cerebral.

Ciberia // HypeScience

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Maravilhoso podermos futuramente adentrar-nos em uma máquina e sairmos com um tipo de conhecimento específico que almejamos. Ou até curados de alguma enfermidade oriunda do espírito. Parabéns mantenha-me informado , grato

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Nokia é a marca de Android mais durável e segura, aponta pesquisa

A Counterpoint Research divulgou um novo relatório sobre o índice de confiabilidade das fabricantes de smartphones e destacou o desempenho da HMD/Nokia, que liderou o ranking pelo segundo ano. Em resumo, a empresa foi a …

Rejeição à França aumenta no mundo islâmico

Após governo Macron sair em defesa do secularismo e iniciar ofensiva contra o islã radical, líderes como o presidente turco Erdogan passam a insuflar suas populações como forma de distração de problemas internos. Na esteira do …

Meteoro explode no céu e causa tremor em cidades da Bahia

Um meteoro brilhou nos céus de algumas cidades da Bahia nesta segunda-feira (26). O bólido (nome que recebem os meteoros que explodem na atmosfera terrestre tornando-se extremamente brilhantes), foi detectado e registrado por câmeras de …

O salmão consumido no Brasil está acabando com a costa chilena

Comer em um rodízio de japonês pode soar como uma ótima ideia para quem gosta das iguarias orientais. O que muita gente não sabe é que o salmão comprado como matéria prima em restaurantes do …

Motor nuclear projetado para NASA poderá transportar humanos para Marte em apenas 3 meses

A NASA tem como meta enviar a primeira tripulação humana para Marte em 2030, e certa inovação poderá fazer a jornada de mais de 64 milhões de quilômetros em apenas três meses, em vez de …

Imunidade ao coronavírus 'diminui rapidamente' em assintomáticos, diz estudo britânico

Um estudo britânico publicado nesta terça-feira mostra que a imunidade adquirida por pessoas curadas do novo coronavírus "diminui muito rapidamente", especialmente em pacientes assintomáticos e, em certos casos, pode durar apenas alguns meses. O trabalho …

Senado dos EUA aprova indicada de Trump para Suprema Corte

A poucos dias das eleições americanas, Amy Barrett é confirmada para a vaga por 52 votos a 48. Conservadora e católica devota, ela substitui Ruth Bader Ginsburg, uma das mais célebres figuras progressistas do tribunal. O …

NASA descobre grandes quantidades de água em cratera iluminada na Lua

Nesta segunda-feira (26), a NASA revelou os resultados de dois estudos que trouxeram novas descobertas sobre a Lua: dados obtidos pelo observatório aéreo Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy (SOFIA) confirmam, pela primeira vez, que existe …

Ciclone no litoral brasileiro pode causar tempestades em 9 estados

Um ciclone no litoral brasileiro já está causando graves chuvas em diversas regiões do Brasil e seus impactos podem causar tempestades em 9 estados. O Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) emitiu sinal de alerta para diversas …

Processo contra o Google nos EUA pode afetar o modo como você usa seu celular

Na última terça-feira (23), o Departamento de Justiça dos EUA entregou um "presente de Halloween" pouco agradável ao Google: um gigantesco processo antitruste, acusando a empresa de práticas que eliminam a competição nos mercados de …