Polícia encontra tumba vazia no Vaticano e mistério sobre garota desaparecida continua

Uma busca da polícia italiana em um cemitério do Vaticano não conseguiu resolver um misterioso desaparecimento há 36 anos que tem causado grande especulação na mídia, que aguardava, com grande expectativa, a abertura das tumbas de duas princesas alemãs do século 19.

Na quinta-feira, a polícia italiana exumou os dois túmulos no cemitério Teutônico, tidos como possíveis peças-chaves para resolver o desaparecimento, em 1983, de uma menina de 15 anos chamada Emanuela Orlandi.

A família tinha recebido uma foto, enviada anonimamente, sugerindo que fosse realizada uma busca nestas tumbas. Após uma petição, o Vaticano autorizou que os túmulos, no pequeno cemitério localizado na área – hoje, escondida atrás dos altos muros à sombra da Basílica de São Pedro – em que ficava o circo nos tempos do imperador Nero, fossem examinados.

As sepulturas eram de duas nobres alemãs, a princesa Sofia von Hohenlohe, que morreu em 1836, e a princesa Carlota Federica, de Mecklenburg, que morreu em 1840.

Mas, para surpresa da polícia, os túmulos estavam vazios. Nem os restos mortais das duas mulheres supostamente enterradas ali foram encontrados.

O que aconteceu com Emanuela?

No dia 22 de junho de 1983, Emanuela voltava para casa depois de uma aula de flauta. Ela foi vista pela última vez em um ponto de ônibus no centro de Roma. A garota, de 15 anos, nunca mais foi vista.

Ao longo das últimas três décadas, surgiram várias especulações em torno do caso, entre elas, a de que a adolescente fora sequestrada e assassinada. Outra, dizia que o desaparecimento poderia estar ligado ao Vaticano, porque Emanuela era filha de um funcionário da cidade-Estado.

A polícia e a família de Emanuela tiveram de lidar com diversos rumores e pistas. “Muitas pessoas me disseram: esqueça, aproveite a sua vida e não pense mais nisso”, disse seu irmão mais velho, Pietro, à BBC. “Mas eu não posso. Eu não posso ficar em paz até que isso seja resolvido.”

Por que o interesse mudou para o cemitério?

Em março de 2019, a família Orlandi recebeu uma carta anônima. Nela havia a foto de um anjo sobre a lápide dedicada à princesa Sofia no cemitério Teutônico do Vaticano, e os dizeres “Busquem onde indica o anjo”. Aquilo era uma pista de onde Emanuela poderia estar enterrada?

A família queria ajuda do Vaticano. Mas não teve sorte em tentativas anteriores. “Para eles, o caso estava encerrado”, diz Pietro. “Com o papa Francisco, o muro ficou mais alto. Eu o conheci poucos dias depois de ele ser eleito (em 2013) e ele me disse: ‘Emanuela está no céu'”.

“Eu pensei: ‘Bem, o papa Francisco sabe de alguma coisa’. Então eu preenchi todos os tipos de pedidos para encontrá-lo novamente, para obter uma explicação. Mas ele nunca mais quis me ver novamente.” Portanto, não havia caminho direto até o papa.

A família teve que fazer uma petição geral ao Vaticano para abrir o túmulo no cemitério Teutônico, e um tribunal estatal da Cidade do Vaticano aceitou a petição.

A última lembrança de um irmão

Falando à BBC antes da abertura das tumbas no Vaticano, Pietro disse se recusar a descartar a remota possibilidade de que sua irmã esteja viva. E se lembra da última vez que a viu.

“Éramos muito próximos. A gente amava música. Ela estava tentando me ensinar uma peça de Chopin. A gente só tinha visto duas páginas quando ela desapareceu. Espero que um dia ela volte para me ensinar o resto.”

Há um pensamento que não sai da cabeça dele. “A última vez que a vi não é exatamente uma bela lembrança”, explica ele. “Tivemos uma briga porque ela tinha uma aula de música. Estava muito quente, eu me recusei a ir com ela porque eu tinha outras coisas para fazer. Ela bateu a porta e saiu, e essa é a última vez que nos vimos.”

“Eu sempre penso: o que teria acontecido se eu tivesse ido com ela?

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

'Síndrome de Havana': lesão cerebral atinge ao menos 130 diplomatas e oficiais americanos, dizem EUA

Diplomatas, agentes da CIA e oficiais de defesa dos EUA relataram sintomas graves da perturbação conhecida como "síndrome de Havana" nas últimas semanas. O elevado número de casos causa espanto. Nas últimas semanas, foram relatados mais …

RJ comunica 1º caso de raiva em cachorro em quase três décadas

Pela primeira vez desde 1995, o Laboratório Municipal de Saúde Pública (Lasp) do Rio de Janeiro diagnosticou um caso de raiva animal. A descoberta parte do resultado de perícia no corpo de um cão morto …

O que dizem cientistas sobre isenção de máscaras para vacinados nos EUA

Os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira (13/05) o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção na maioria das situações para pessoas que já foram completamente vacinadas contra a covid-19. Segundo a nova orientação do …

Putin: Rússia reagirá de maneira devida às ameaças perto de suas fronteiras

Durante reunião com membros do Conselho de Segurança da Rússia nesta sexta-feira (14), o presidente da Rússia pediu que lhe fosse reportado sobre o agravamento do conflito israelo-palestino, que toca diretamente os interesses de segurança …

Covid: 16 mil pessoas foram imunizadas com doses de vacina trocadas no Brasil

Um levantamento de dados da Folha de São Paulo com informações do DataSUS, base de dados do Ministério da Saúde, mostrou que pelo menos 16 mil pessoas receberam doses de vacinas diferentes em seu processo …

Covid-19: diretor do Butantan prevê vacinação lenta até setembro no Brasil

Como diretor do Instituto Butantan desde 2017, Dimas Covas sempre precisou aliar o conhecimento técnico e científico com as particularidades do mundo político que, na visão dele, não parecem seguir uma lógica. E essa necessidade se …

Escalada de violência entre israelitas e palestinianos já fez mais de 100 mortos

O conflito entre israelitas e palestinianos subiu de tom na madrugada de hoje, com o Exército israelita a bombardear a faixa de Gaza. Desde segunda-feira já morreram 119 palestinianos nestes ataques, entre eles 31 …

Maduro diz estar disposto a negociar com oposição

Declaração é feita após líder oposicionista Juan Guaidó propor diálogo mediado por comunidade internacional. Noruega já estaria em contato com regime e oposição. O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou nesta quarta-feira (12/05) que está disposto …

CPI da Covid ouve Pfizer para entender como Brasil foi para o 'fim da fila' das vacinas

O depoimento do comando da farmacêutica Pfizer na sessão desta quinta-feira (13/5) da CPI da Covid tem o objetivo de esclarecer as circunstâncias da recusa do governo Bolsonaro à compra de vacinas da empresa, ainda …

Google é multado pela Itália em mais de € 100 milhões

A Autoridade Garantidora da Concorrência e do Mercado da Itália multou a Google por abuso de posição dominante no mercado, acusando-a de restrições do aplicativo Enel X no sistema Android Auto. A Autoridade Garantidora da Concorrência …