É possível combater a resistência a antibióticos (com mais antibióticos)

purcio / Flickr

Cientistas norte-americanos descobriram cerca de 8 mil combinações de medicamentos que conseguem combater bactérias resistentes a antibióticos, embora essas bactérias consigam resistir aos medicamentos individualmente.

Para ajudar a resolver o crescente problema da resistência aos antibióticos, os cientistas apresentaram mais de 8 mil novas combinações de antibióticos que se mostraram surpreendentemente eficazes no combate às bactérias nocivas.

Biólogos da Universidade da Califórnia (UCLA), em Los Angeles, usaram um sistema de testes metódicos para identificar essas combinações, misturando quatro ou cinco medicamentos de cada vez.

“Há a tradição de se usar apenas uma droga, talvez duas”, diz a pesquisadora Pamela Yeh. “Com esse estudo, estamos oferecendo uma alternativa que parece muito promissora. Não devemos nos limitar a drogas isoladas ou combinações de duas drogas. Esperamos que várias dessas combinações funcionem muito melhor do que os antibióticos existentes”.

Publicado recentemente na revista científica Systems Biology and Applications, esse estudo pode ser o primeiro passo no sentido de conseguir enfrentar aquela que é atualmente uma das maiores ameaças à saúde pública mundial.

Até agora, acreditava-se que a desvantagem de combinar antibióticos suplantava um benefício devido à possibilidade de criar interações prejudiciais ao organismo. Mas os pesquisadores conseguiram contrariar isso mesmo com a descoberta de milhares de combinações de quatro ou cinco comprimidos que provaram ser muito eficazes.

Segundo a revista portuguesa Visão, foram tidos em conta oito antibióticos comuns e durante a realização do estudo foram observadas como todas as combinações possíveis, com doses variadas, funcionavam contra a bactéria E.Coli. Quando combinados, os medicamentos têm um efeito diferente.

Os cientistas suspeitam que o sucesso deveu-se, em parte, ao fato de diferentes medicamentos atacarem a bactéria de diferentes formas. Os oito antibióticos abrangem seis mecanismos diferentes para combater a E. coli e, em alguns casos, parecem ser mais eficazes do que uma única abordagem.

Apesar de o estudo oferecer novas esperanças no que diz respeito à resolução do problema da resistência aos antibióticos, os tratamentos podem ainda demorar vários anos. Além disso, a pesquisa mostra apenas efeitos potenciais em laboratório, e somente contra a E. coli.

Ao contrário do que possamos pensar, não se trata de uma simples combinação de qualquer tipo de medicamentos: eles precisam ser cuidadosa e sistematicamente escolhidos para tratar problemas específicos, avisam os cientistas.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Com 14 prêmios no Oscar do turismo, Portugal tenta se reinventar na pandemia de COVID-19

Portugal conquistou 14 prêmios no World Travel Awards 2020, considerado o Oscar do turismo mundial, na noite de sexta-feira (27). Lisboa, Madeira e Algarve foram os destaques como melhores destinos do mundo na premiação, feita …

Um traumatizado veterano SEAL da Marinha dos EUA disse que uma viagem "mágica" de cogumelo pôs fim à sua depressão

Antes de sua primeira viagem guiada de cogumelos “mágicos”, Chad Kuske era prisioneiro de sua própria raiva no trânsito. Se um carro parasse na frente dele, ele ficava consumido pela raiva, ultrapassando todos os veículos em …

Esta espécie rara de uva é maior que um ovo de galinha

Não, as fotos de uvas gigantes (do tamanho de ovos de galinha) não são falsas. Se você passa um tempo considerável na internet, deve ter visto imagens dessas frutas atípicas por aqui. Para a surpresa …

Reino Unido anuncia novas restrições após fim do lockdown para tentar conter segunda onda de covid-19

O Reino Unido sai na próxima semana de um novo lockdown, mas, diante do aumento de casos de covid-19 no país, não entra em um período de flexibilização das medidas de distanciamento social. Nesta quinta-feira (26/11), …

Neandertais podem ter usado as mãos de maneira diferente à dos humanos modernos

Os neandertais podem ter feito um uso diferente das mãos em comparação à forma como os humanos modernos as usam, para eles seria difícil repetir muitos gestos normais para nós hoje em dia. Os dedos do …

Catarro? Som da tosse? Conheça métodos alternativos para detectar a covid-19

Desde o início da pandemia, a realização de testes para detectar a covid-19 fez-se extremamente necessária. No entanto, com o passar dos meses, instituições e empresas privadas ao redor do mundo deram início ao desenvolvimento …

Ativistas preparam protesto global contra a Amazon

Um grupo internacional de ativistas climáticos, aliados a trabalhadores de armazéns da Amazon, lançou uma campanha online global, cujo objetivo é pressionar a gigante do e-commerce a oferecer melhores condições de trabalho para seus funcionários …

Pesquisadores descobrem em cometa elemento essencial para vida na Terra

A descoberta indica que os elementos imprescindíveis para o surgimento da vida podem ter chegado à Terra por meio de cometas. Pesquisadores identificaram fósforo e flúor em partículas de poeira sólida coletadas no interior do cometa …

Consumo de plásticos explode na pandemia e Brasil recicla menos de 2% do material

Com o avanço do delivery de alimentos e do comércio eletrônico, além do maior uso de material hospitalar descartável como máscaras e luvas, o consumo de plásticos explodiu durante a pandemia do coronavírus. O aumento do …

Cientistas explicam por que não se consegue parar a pandemia

Cientistas turcos descobriram que a quantidade de vírus SARS-CoV-2 no organismo de pacientes assintomáticos é mais alta do que nos que apresentam sintomas, o que diferencia radicalmente o novo coronavírus de outros patógenos e explica …