“Pretendo beneficiar um filho meu, sim”, diz Bolsonaro

Marcelo Camargo / Agência Brasil

O deputado Jair Bolsonaro

“Se puder dar um filé mignon ao meu filho, eu dou”, afirmou o Presidente ao tentar justificar a indicação de Eduardo Bolsonaro como embaixador nos EUA.

Em transmissão ao vivo nas redes sociais nesta quinta-feira, o Presidente Jair Bolsonaro afirmou que pretende beneficiar seu filho ao falar sobre a possível indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro para o cargo de embaixador nos Estados Unidos.

O Presidente reagiu à enxurrada de críticas de que vem sendo alvo nos últimos dias após sinalizar que pretende nomear Eduardo Bolsonaro para a embaixada em Washington. “Lógico que é filho meu. Pretendo beneficiar meu filho, sim. Pretendo, está certo. Se puder dar um filé mignon ao meu filho, eu dou”.

Ele, porém, disse que não se trata de “dar um filé mignon” a Eduardo, mas sim de “aprofundar um relacionamento com um país que é a maior potência econômica e militar do mundo”.

O Presidente rebateu o que chamou de “crítica pela crítica” e disse ainda que não tem o receio de perder eleitores por causa dessa decisão. “Quem diz que não vai votar mais em mim, paciência! Em algumas coisas, vou desagradar vocês“, disse.

Bolsonaro disse que não vê a nomeação para o cargo como um prêmio, além de considerar Eduardo preparado para a função. Ele afirmou que, se fosse uma pessoa “sem princípios”, nomearia o filho para um ministério com grande orçamento.

No mesmo dia, durante uma cerimônia no Palácio do Planalto que marcou os 200 dias de seu governo, o Presidente também falou sobre a questão, inclusive sugerindo que se a indicação de Eduardo não for aprovada no Senado, ele poderia nomear o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, para a embaixada dos EUA e colocar Eduardo no Ministério.

O Presidente disse que a função do embaixador é ser um “cartão de visitas” do país e ressaltou a proximidade de Eduardo com a família do presidente dos EUA, Donald Trump.

“Imagina se o [Presidente da Argentina, Mauricio] Macri tivesse um filho embaixador aqui”, exemplificou. “Eu atenderia agora ou pediria ao ajudante de ordem para marcar uma data futura? Atenderia agora”, disse Bolsonaro.

Especialistas criticam indicação

A indicação de Eduardo Bolsonaro foi contestada por veteranos e especialistas em diplomacia, como Paulo Roberto de Almeida, que atuou como ministro-conselheiro na embaixada em Washington entre 1999 e 2003. “É uma quebra de padrão diplomático jamais vista na diplomacia brasileira e possivelmente nos anais da diplomacia mundial”, disse.

“Um Presidente confiar a seu filho uma função importante – e o Brasil não tem nenhum embaixador mais importante do que o de Washington – seria impensável num Estado europeu. Aqui, não se falaria de uma relação especial de lealdade e confiança, mas sim de falta de transparência e nepotismo“, afirmou o cientista político Thomas Jäger, da Universidade de Colônia, à DW.

Alexander Schmotz, da Universidade Humboldt, em Berlim, considera a indicação “estranha”. Para ele, o mais problemático nem é o suposto nepotismo, ou seja, o beneficiar-se do cargo do pai de forma pessoal e lucrativa.

“O que chama a atenção é que conhecemos um procedimento desses antes em autocracias. O motivo por que isso ocorre com tanta frequência em não democracias, contudo, não é a multiplicação da fortuna familiar, mas o fato de os líderes autocráticos serem – e terem que ser – naturalmente desconfiados.” Assim, laços familiares seriam uma certa garantia prévia de confiança.

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, avalia que o caso configura nepotismo porque, segundo ele, a Constituição afasta a possibilidade de o presidente nomear seu próprio filho.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

China consegue pousar veículo não tripulado em Marte

A China conseguiu neste sábado pousar um veículo autônomo não tripulado em Marte. A fase final da operação Tianwen-1 aconteceu sem falhas, informou a TV estatal chinesa, que transmitiu um programa especial chamado Alo …

Lewandowski permite que Pazuello fique em silêncio na CPI

Ex-ministro da Saúde será obrigado a comparecer ao depoimento, mas não precisará responder perguntas que possam incriminá-lo. No entanto, será obrigado a falar a verdade em fatos e questões relacionados a terceiros. O ministro do Supremo …

Como o coronavírus afeta o fígado

O SARS-CoV-2, vírus causador da covid-19, mudou completamente a cara do mundo que conhecíamos até então. Ele afetou praticamente todos os aspectos da vida cotidiana e causou mudanças substanciais nas ciências da saúde e, portanto, na …

'Síndrome de Havana': lesão cerebral atinge ao menos 130 diplomatas e oficiais americanos, dizem EUA

Diplomatas, agentes da CIA e oficiais de defesa dos EUA relataram sintomas graves da perturbação conhecida como "síndrome de Havana" nas últimas semanas. O elevado número de casos causa espanto. Nas últimas semanas, foram relatados mais …

RJ comunica 1º caso de raiva em cachorro em quase três décadas

Pela primeira vez desde 1995, o Laboratório Municipal de Saúde Pública (Lasp) do Rio de Janeiro diagnosticou um caso de raiva animal. A descoberta parte do resultado de perícia no corpo de um cão morto …

O que dizem cientistas sobre isenção de máscaras para vacinados nos EUA

Os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira (13/05) o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção na maioria das situações para pessoas que já foram completamente vacinadas contra a covid-19. Segundo a nova orientação do …

Putin: Rússia reagirá de maneira devida às ameaças perto de suas fronteiras

Durante reunião com membros do Conselho de Segurança da Rússia nesta sexta-feira (14), o presidente da Rússia pediu que lhe fosse reportado sobre o agravamento do conflito israelo-palestino, que toca diretamente os interesses de segurança …

Covid: 16 mil pessoas foram imunizadas com doses de vacina trocadas no Brasil

Um levantamento de dados da Folha de São Paulo com informações do DataSUS, base de dados do Ministério da Saúde, mostrou que pelo menos 16 mil pessoas receberam doses de vacinas diferentes em seu processo …

Covid-19: diretor do Butantan prevê vacinação lenta até setembro no Brasil

Como diretor do Instituto Butantan desde 2017, Dimas Covas sempre precisou aliar o conhecimento técnico e científico com as particularidades do mundo político que, na visão dele, não parecem seguir uma lógica. E essa necessidade se …

Escalada de violência entre israelitas e palestinianos já fez mais de 100 mortos

O conflito entre israelitas e palestinianos subiu de tom na madrugada de hoje, com o Exército israelita a bombardear a faixa de Gaza. Desde segunda-feira já morreram 119 palestinianos nestes ataques, entre eles 31 …