Projeto que torna crime a importunação sexual é aprovado no Senado

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (7) a proposta que aumenta a pena para o estupro coletivo. O texto também torna crime a importunação sexual, a chamada vingança pornográfica e a divulgação de cenas de estupro. O projeto altera trechos do Código Penal e segue para a sanção presidencial.

O texto aprovado é um substitutivo da Câmara dos Deputados a um projeto de lei proposto pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). Como foi modificado na Câmara, senadores precisaram reanalisar a proposta.

Com a tipificação dos crimes de divulgação de cena de estupro e de importunação sexual, as penas poderão variar de 1 a 5 anos de prisão.

No relatório, o senador Humberto Costa (PT-PE) cita episódios ocorridos no transporte público pelo país em que homens ejacularam em mulheres e o comportamento de outros criminosos que se aproveitam da aglomeração de pessoas no interior de ônibus e metrôs “para esfregar seus órgãos sexuais nas vítimas”. Atualmente, esse comportamento é classificado de contravenção penal, punido somente com multa.

A proposta também agrava penas para o crime de estupro, atualmente com pena prevista de 6 a 10 anos de prisão. Ainda pela legislação atual, nos casos em que o estupro é cometido por duas ou mais pessoas, a pena aumenta em um quarto.

A punição será aumentada em um terço se o crime for cometido em local público, aberto ao público ou com grande aglomeração de pessoas ou em meio de transporte público, durante a noite em lugar ermo, com o emprego de arma, ou por qualquer meio que dificulte a possibilidade de defesa da vítima.

Vídeo de estupro

A divulgação de cena de estupro ou de imagens de sexo, sem que haja consentimento da pessoa atingida, também passa a ser tipificada. Será punida com pena de um a cinco anos de prisão a pessoa que divulgar, publicar, oferecer, trocar ou vender fotografia ou vídeo que contenha cena de estupro ou estupro de vulnerável.

Segundo o texto, também estarão sujeitos à mesma sanção, aqueles que divulgarem cena de sexo ou nudez sem o consentimento da vítima e os que disseminarem mensagem que induza ou traga apologia ao estupro.

Em situações em que o crime seja praticado por pessoa que mantém ou tenha mantido relação íntima afetiva com a vítima, como namorado, namorada, marido ou esposa, a pena é agravada em dois terços.

O texto, contudo, desconsidera a ocorrência de crime quando a situação seja divulgada em publicação jornalística, científica, cultural ou acadêmica preservando a identidade da vítima, que deve, no entanto, ter mais de 18 anos e autorizar previamente a veiculação.

A proposta aprovada também prevê que as penas fixadas para o crime de estupro de vulnerável sejam aplicadas independentemente do consentimento da vítima para o ato sexual ou do fato de ela já ter mantido relações sexuais anteriormente.

O projeto cria ainda os tipos penais de “induzimento ou instigação a crime contra a dignidade sexual” e “incitação ou apologia de crime contra a dignidade sexual”, ambos com pena de 1 a 3 anos de detenção.

Admite, também, hipótese de aumento de pena nos crimes contra a dignidade sexual se a vítima engravidar (metade a dois terços); contrair doença sexualmente transmissível, for idosa ou pessoa com deficiência (um a dois terços).

Todos os crimes contra a liberdade sexual e crimes sexuais contra vulneráveis terão a ação movida pelo Ministério Público mesmo quando for maior de 18 anos. Esse tipo de ação (incondicionada) não depende do desejo da vítima de entrar com o processo contra o agressor.

Ciberia // Agência Brasil

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Estudo descobre 1,8 bilhão de árvores no deserto do Saara e no Sahel

Um estudo publicado na revista Nature descobriu que na região do Saara Ocidental e no Sahel, há mais de um bilhão de árvores. No meio da aridez do local, a surpreendente descoberta colocou um novo …

Guerra Fria 2.0 entre EUA e China será uma batalha tecnológica, dizem especialistas

A batalha mundial pelo domínio da alta tecnologia está cada vez mais centrada em EUA e China. Com confronto aberto no caso da Huawei, especialistas do clube Valdai alertam para uma longa guerra fria tecnológica …

Combate à corrupção reduz mortalidade infantil, aponta estudo

Auditorias anticorrupção realizadas em municípios brasileiros entre 2003 e 2015 reduziram a mortalidade infantil. Esta é a principal conclusão de um estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, que relacionou o …

2.300 maneiras de prevenir o Covid-19 foram mapeadas por universidade brasileira

Está disponível online a Plataforma das Universidades contra COVID-19 organizada pelo Projeto Ciência Popular e desenvolvida em parceria com a Empresa Júnior de Sistemas de Informação da EACH/USP (Síntese Jr.). Em setembro havia sido publicado o …

Debate nos EUA: Trump não disse nada de novo para reverter vantagem de Biden, diz historiador

O segundo e último debate entre o presidente americano, Donald Trump, e seu rival democrata Joe Biden, nesta quinta-feira (22), em Nashville, foi mais civilizado do que a primeira confrontação entre os dois candidatos …

Mais humanos estão evoluindo para ter três artérias nos braços; entenda porquê

Não se engane ao achar que o corpo humano não está em constante evolução. Pesquisadores australianos descobriram recentemente que o nosso organismo parece estar, aos poucos, desenvolvendo uma nova artéria no braço: a artéria mediana. Esse …

Tesla supera expectativas e apresenta quinto trimestre consecutivo de lucros

A Tesla divulgou nesta quarta-feira (21) seus resultados financeiros relativos ao terceiro trimestre de 2020. E as notícias foram boas: além de apresentar lucros pelo quinto trimestre consecutivo, a montadora elétrica apresentou os três meses …

Bitcoin alcança valor máximo anual após anúncio do PayPal

Nesta quarta-feira (21), o PayPal anunciou que vai lançar um sistema que permite efetuar compras e vendas em moedas digitais. Nesta quarta-feira (21), o bitcoin alcançou seu valor máximo neste ano, acima de US$ 13.200 (R$ …

Papa Francisco defende união civil homossexual

Pela primeira vez desde que assumiu a liderança da Igreja Católica, pontífice se manifesta a favor da união civil entre pessoas do mesmo sexo. "Gays têm direito a ter família, são filhos de Deus", diz …

Obama faz campanha para Biden e tenta ganhar votos republicanos com evento drive-in na Pensilvânia

Em seu primeiro evento presencial do ano, o ex-presidente Barack Obama vai participar de uma campanha drive-in na noite desta quarta-feira (21) na Pensilvânia. A expectativa é que Obama conquiste eleitores negros no sul …