Quanto custa para a Netflix produzir uma série?

(dr) Antena 3 / Netflix

La Casa de Papel

Praticamente um império do entretenimento, não é equivocado dizer que a Netflix investe muito para ter um nome forte dentro do mercado na atualidade. Nós já falamos por aqui quais são as séries mais caras da empresa, com cada episódio custando mais de US$ 10 milhões, mas você já se perguntou quanto custa de fato para a Netflix produzir uma série?

Em um orçamento, é levado em conta todos os custos que aquela determinada produção vai desempenhar no resultado final: desde equipamentos de luz, som e filmagem a figurino, cabelo, maquiagem — e depois da pandemia da covid-19, EPIs e itens de higiene e segurança também tiveram que ocupar um espaço do orçamento.

Ao pensar em quanto deve custar para a gigante do streaming desenvolver uma série de televisão, o Canaltech decidiu utilizar como exemplo a mais cara de todo o seu portfólio (porém muito bem-sucedida também, obrigada): The Crown. Atualmente, o seriado conta com quatro temporadas, acompanhando o drama do reinado da Rainha Elizabeth II na Inglaterra.

De acordo com o ScreenRant, a Netflix gasta US$ 13 milhões para finalizar cada episódio da trama Real. Em 2017, o The Daily Beast produziu uma reportagem indo à fundo da produção da série, revelando que a primeira temporada custou um total de US$ 130 milhões para ser produzida, quebrando o recorde de E.R. e The Get Down e tornando-se a série mais cara de toda a história da televisão.

“A verdade é que não vemos essas coisas”, declarou Matt Smith em 2017 sobre o orçamento de The Crown. O ator interpretou o Príncipe Philip nas duas primeiras temporadas da produção britânica, além de ser o 11º doutor em Doctor Who.

Vale lembrar que por serem os primeiros episódios, o impacto da audiência era muito importante, bem como o cuidado com os mínimos detalhes: o vestido que Claire Foy utilizou no primeiro episódio no casamento da Rainha Elizabeth II custou cerca de US$ 35 mil. Ainda falando de figurino, a produção chegou a reproduzir o icônico vestido de casamento de Lady Di na quarta temporada, que, de acordo com o Bustle, levou mais de 600 horas para ser recriado — mesmo que o seu preço não tenha sido revelado.

A Netflix foi considerada “ousada” nos orçamentos das primeiras temporadas de algumas séries originais, como a já citada The Crown e o sucesso Stranger Things. Esta última foi profundamente inspirada nos filmes de ficção científica de Steven Spielberg da década de 1980, com os episódios iniciais custando US$ 6 milhões cada e tendo um acréscimo de US$ 2 milhões para a segunda temporada. Agora, com a quarta temporada tendo filmagens em locações ao redor do mundo, espera-se que esse valor fique ainda maior.

Quanto custa para a Netflix adquirir um título

Para realizar projetos ambiciosos como o deste ano, de lançar um filme com o selo original do streaming por semana no catálogo, a Netflix precisou “correr” para outros lados ao invés de produzir tudo o que disponibilizaria. Para isso, a empresa buscou adquirir produções que ainda estavam sendo realizadas por estúdios terceiros.

De acordo com uma reportagem da CNBC, a Netflix popularizou um modelo diferente de negócio no setor. Isso porque, anteriormente, era muito comum as produtoras venderem suas produções, mas reterem a maior parte de direitos que podem se tornar lucrativos futuramente.

A publicação revela que embora a empresa compre um programa, ela normalmente deduz uma taxa pela distribuição e inclui esse custo no contrato como uma “licença imputada”. Ou seja, de certa forma, isso acaba compensando 30% dos custos de produção que a produtora pode ter futuramente — mas que a Netflix já está pagando de forma antecipada.

Nessas negociações, a Netflix acaba “levando a melhor” por conta dos direitos de merchandising, distribuição global e desdobramentos para outros países, como reality shows que tiveram suas versões brasileiras. Ainda assim, a gigante do streaming ainda oferece um bônus para as produtoras caso as séries compradas sejam renovadas para uma segunda temporada. No entanto, não é tão lucrativo para as produtoras como se elas mantivessem seus direitos e licenciassem para uma rede de televisão.

O que leva uma produtora a distribuir seu conteúdo na Netflix, então? Alcance global, visto que o streaming está presente em mais de 190 países. Além disso, por conta do tamanho da empresa, chegar no orçamento desejado para desenvolver tal programa é muito mais fácil do que fazê-lo por si só, sem contar que a Netflix é conhecida por tratar muito bem seus criadores de conteúdo.

Ciberia // Canaltech

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Google está “criando Deus”, alerta ex executivo da Google

Segundo um ex-executivo do Google, a singularidade está chegando. E, segundo ele isso representa uma grande ameaça para a humanidade. Mo Gawdat, ex-diretor de negócios da organização moonshot do Google, que na época se chamava Google …

Pandemia causa a maior redução na expectativa de vida desde a Segunda Guerra

Desde a descoberta do coronavírus SARS-CoV-2, mais de 4,9 milhões de pessoas morreram oficialmente em consequência da infecção, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. Nesse cenário, a pandemia da covid-19 reduziu a expectativa de vida …

Forças Armadas da Noruega assinam contrato bilionário de mísseis para caças F-35

Noruega tem sido um parceiro ativo no programa de caças dos EUA F-35, tendo em conta que 18 empresas deste país nórdico são parceiros diretos. Subsequentemente, a Noruega decidiu adquirir 52 caças F-35 para substituir …

Brasil fez lobby para mudar relatório climático, diz Greenpeace

Vários países, entre eles o Brasil, tentaram fazer mudanças em um crucial relatório da ONU sobre como combater o aquecimento global, afirmou o Greenpeace nesta quinta-feira (21/10), citando um grande vazamento de documentos. Os documentos aos …

Site da Coreia do Sul é usado para hospedar vírus e distribuí-lo via torrents

Uma campanha de distribuição de malwares na Coreia do Sul está disfarçando cavalos de troia de acesso remoto como um jogo para o público adulto, compartilhado via serviço de hospedagem de arquivos, como o WebHard, …

América Latina pode levar ‘muitos anos’ para superar impacto da pandemia, alerta FMI

Os efeitos negativos da pandemia de Covid-19 em termos de produtividade, emprego e capital humano na América Latina e Caribe podem "demorar muitos anos para serem revertidos". O alerta foi feito nesta quinta-feira (21) pelo …

Dinossauro “garça do inferno com cara de crocodilo” é descoberto

Dois dinossauros carnívoros de dentes pontiagudos com crânios de crocodilo apareceram uma vez nas margens do rio na Ilha de Wight, na Inglaterra, revelam novos fósseis. Os cientistas deram às criaturas nomes científicos que se traduzem …

As 9 acusações contra Bolsonaro no relatório da CPI - e a manobra governista para tentar blindá-lo

Após o relatório da CPI da Covid no Senado acusar o presidente Jair Bolsonaro de nove crimes durante a pandemia, um senador da bancada governista tentou uma manobra para "blindar" o chefe do Executivo e …

Nova onda de covid-19 atinge o Leste Europeu

Uma nova onda de covid-19 se alastra pela Europa, sobretudo em países do Centro e do Leste, onde as taxas de imunização se mantêm mais baixas. A alta nos casos em vários países faz com …

Ator Alec Baldwin mata acidentalmente cineasta e fere diretor em set de filmagem nos EUA

O ator Alec Baldwin disparou uma arma que não devia estar carregada, utilizada nas filmagens no Novo México (EUA), matando a cineasta Halyna Hutchins e ferindo o diretor Joel Souza, segundo as autoridades. O incidente se …