Quatro estados norte-americanos processam a Casa Branca pelo fim dos “sonhadores”

Alba Vigaray / EPA

Donald Trump acaba com lei que protege milhares de jovens imigrantes

Califórnia, Minnesota, Maryland e Maine vão processar a Casa Branca, acusando a decisão presidencial de acabar com o DACA, o programa que protege os jovens indocumentados, de ser “anticonstitucional” e ilegal.

O ministro da Justiça da Califórnia, Xavier Becerra, juntamente com seus homólogos do Minnesota, Maryland e Maine, apresentou nesta segunda-feira (11) uma queixa ao tribunal federal do norte da Califórnia.

O texto afirma que o programa “permitiu a mais de 800 mil crianças chegadas sem documentos aos EUA – os designados ‘dreamers’ (sonhadores) – sair da sombra e torná-los cidadãos (norte-americanos) produtivos e coroados de sucesso”.

Com o fim do programa, lançado pelo anterior presidente, Barack Obama, e sem uma reforma migratória no Congresso nos próximos meses, estes jovens podem ser obrigados a regressar à clandestinidade.

“Mais de um quarto dos beneficiários do DACA vivem na Califórnia e não é por acaso que o nosso formidável Estado é a sexta economia do mundo”, comentou Becerra, em comunicado.

O fim do DACA pode custar muito caro à Califórnia. Um estudo de reflexão independente do Centro para o Progresso Americano, publicado em janeiro, estimou um impacto negativo de 11,3 bilhões de dólares por ano para o Estado, mais do que em qualquer outro.

Na última quarta-feira, outros 15 Estados, entre os quais Nova York e a capital federal, Washington D.C., já tinham apresentado queixa contra o fim do programa, por considerarem que viola o direito constitucional de a pessoa não ver sua liberdade, vida ou subsistência colocada em perigo, sem ter podido se beneficiar do curso normal da Justiça.

A queixa acusou ainda a decisão de acabar com o DACA de discriminar injustamente os mexicanos, que representam três quartos dos beneficiários.

Neste momento, 750 mil pessoas usufruem do programa, o que lhes permitiu ir para a universidade, trabalhar de forma legal, visitar o país de origem e ter carteira de motorista. As únicas diferenças destas pessoas para um cidadão norte-americano é que elas não têm direito ao passaporte dos EUA, não podem votar e podem ser deportados se cometerem algum crime.

Na altura, Obama considerou a decisão da administração de Donald Trump “cruel” e “um tiro no pé” para o país: “É sobre jovens que cresceram na América, crianças que estudaram nas nossas escolas, jovens adultos que estão começando suas carreiras, patriotas que juraram aliança à nossa bandeira. Estes ‘Dreamers’ são Americanos nos seus corações, mentes, em todas as formas menos em uma: no papel”, realçou.

Muitos, como escreve o antigo presidente, “nem sabiam que eram ilegais até terem tentado arranjar um emprego ou tirar a carteira de motorista”.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Essa “formiga-diabo” pré-histórica ataca sua presa há 99 milhões de anos

Uma linhagem extinta há tempos, nomeada afetuosamente de “formiga do inferno” ou “formiga-diabo”, foi encontrada presa em âmbar há 99 milhões de anos atrás, com sua mandíbula em formato de foice agarrada firme na presa. No …

Mataram um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros depois de 50 anos de perseguição

Notícia triste para quem luta pela preservação do meio ambiente. Conhecido como Demônio, um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros, que segundo moradores aterrorizava vilarejos na ilhas Bangka Belitung (Indonésia), foi morto na semana …

China diz que encontrou traços de coronavírus em frango brasileiro

Carga de asas de frango que chegou a Shenzhen, no sul do país asiático, foi confiscada. Funcionários da alfândega que entraram em contato com alimentos foram testados, mas exames deram negativo. Traços do novo coronavírus foram …

Vacinação em SP começa em janeiro, segundo diretor do Butantan

Com a pandemia, inúmeras empresas estão dedicadas ao desenvolvimento de uma vacina que possa ajudar na luta contra a COVID-19. Nesta quarta-feira (12), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, afirmou que o estado …

Descoberto "Stonehenge de madeira" de 4.500 anos em Portugal

A estrutura de madeira achada é a "única na pré-história da Península Ibérica", explicou o arqueólogo que lidera as escavações. Durante uma escavação no sítio arqueológico de Perdigões, arqueólogos descobriram uma estrutura para fins cerimoniais de …

Coronavírus reaparece na "protegida" Nova Zelândia e gera alerta

A detecção de quatro casos de transmissão local do novo coronavírus, depois de mais de 100 dias sem o vírus, levou as autoridades da Nova Zelândia a restaurar a quarentena em Auckland, cidade mais populosa …

Viagem aos anos 90: Airbnb abrirá reservas para pernoites na última Blockbuster

Quem viveu o boom das locadoras nos anos 90 sabe que ir até uma Blockbuster ou redes semelhantes de VHS e DVDs era um verdadeiro programa de final de semana: a experiência de assistir a …

Joe Biden escolhe Kamala Harris como candidata a vice

Senadora eleita pela Califórnia pode se tornar a primeira mulher vice-presidente dos Estados Unidos, caso chapa democrata derrote Donald Trump em eleição de novembro. O candidato à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta terça-feira …

Bilionários do Vale do Silício apostam em bunkers para vencer fim do mundo

Esqueça a vida no espaço: bilionários do Vale do Silício estão se preparando para o apocalipse comprando bunkers. A parte mais abastada da população mundial tem se mostrado interessada em adquirir “buracos na terra” equipados para …

Presidente russo Vladimir Putin anuncia registro de 1ª vacina contra COVID-19

Nesta terça-feira (11), o presidente Vladimir Putin anunciou o registro da primeira vacina russa contra a COVID-19. "Tanto quanto sei, nesta manhã foi registrada, pela primeira vez no mundo, uma vacina contra a COVID-19", disse o …