São Paulo pode ter iniciado monitoramento de celulares antes de firmar acordo

Manny Valdes / Flickr

O governo do estado de São Paulo pode ter iniciado o monitoramento de dados de celulares antes de oficializar o contrato com as operadoras. O Tilt, do UOL, disse ter obtido acesso a documentos que mostram que o governo começou a acompanhar os dados junto às teles 20 dias antes de formalizar o acordo.

As informações são relativas ao Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP). A plataforma foi acordada em contrato em 14 de abril, mas mostra dados desde 5 de março. Contudo, o governo já tinha dito que as companhias conseguiam retroceder a análise de tempo com as informações que tinham.

Entretanto, de acordo com o Tilt, uma fonte interna do governo paulista teria informado que o SIMI começou a funcionar em 24 de março, portanto cerca de 20 dias antes da assinatura do contrato com teles.

A aplicação do sistema só foi anunciada pelo governador João Doria em 9 de abril, pouco antes da formalização oficial do acordo. Com isso, mesmo em caso de urgência, o governo só poderia começar o monitoramento após informar a população sobre isso.

Em resposta ao UOL, a assessoria do Estado não citou datas de início do trabalho: “Os dados respeitam a legislação vigente e a nova lei geral de proteção de dados, sem desrespeitar a privacidade de cada usuário. Os dados de georreferenciamento servem para aprimorar as medidas de isolamento social para enfrentamento ao coronavírus. Além disso, o acordo espontâneo com as operadoras foi anunciado publicamente e a sua formalização foi realizada em seguida, pois as premissas de proteção aos dados do cidadão persistem”.

O acordo foi assinado entre o Governo do Estado de São Paulo com as principais operadoras de telefonia móvel no país: Claro, Oi, TIM e Vivo, além da ABR Telecom. A organização técnica foi feita pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT).

O órgão precisa garantir que os dados serão usados somente para monitoramento do isolamento social, colaborar com outros órgãos públicos para análise dessas informações e garantir que servidores não divulguem os dados sem autorização.

O levantamento é feito por meio de registros de geolocalização triangulada por torres de sinal das operadoras. Com isso, elas garantem que tais dados são oferecidos ao governo de forma anônima. As operadoras também precisam aprovar quais entes públicos podem receber autorização para acessar o SIMI.

Por fim, a ABR Telecom, associação que regula o setor, é quem gerencia as senhas e usuários para acesso à plataforma.

Com isso, o governo estadual consegue mapear o nível de isolamento social em São Paulo. Até o momento, de acordo com o site oficial da plataforma, apenas duas cidades estão com índices acima dos 60% (Ubatuba e São Sebastião), considerado bom pelo SIMI.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Eu sabia que isso Seria irresponsável, pois fazia tempo que recebia propostas de lojas justo no lugar em que estava. No shopping sempre recebia sms para passar na loja tal que tinha desconto. Esta prática já é feito entre operadoras e comércios de marketing há muito tempo.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Sarcófago de 'supervisor dos tronos' é desenterrado no Egito

Um sarcófago de pedra calcária e várias estatuetas funerárias ushebti foram descobertas na cidade egípcia de Minya, por uma missão arqueológica do país, liderada por Mostafa al-Waziry, o secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades do …

Trump não se compromete com transferência pacífica de poder

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recusou-se a se comprometer com uma transferência pacífica de poder caso seja derrotado na eleição presidencial de 3 de novembro. "Vamos ver o que vai acontecer", disse Trump, ao …

TikTok impõe restrições em anúncios de emagrecimento para combater gordofobia

O TikTok anunciou nesta quarta-feira (23) uma série de novas regras que restringem a veiculação de anúncios de aplicativos e suprimentos de emagrecimento dentro da plataforma. Segundo o comunicado oficial da rede social, o objetivo das …

Volkswagen vai indenizar ex-trabalhadores que denunciaram ditadura militar no Brasil

A subsidiária da montadora alemã Volkswagen anunciou que vai indenizar ex-trabalhadores por violações de direitos humanos no Brasil. Como reconhecido pela própria empresa, seus serviços de segurança interna colaboraram com a ditadura militar brasileira …

Coreia do Sul acusa Norte de ter matado brutalmente um de seus funcionários desaparecido

A Coreia do Sul afirmou que um dos funcionários de seu Ministério dos Oceanos e Pesca foi morto e queimado após ter desaparecido durante o serviço no mar. O funcionário de 47 anos teria desaparecido nesta …

Pedaço de gelo quase do tamanho do Recife se descola da última plataforma do Ártico

Um pedaço de quase 110 quilômetros quadrados de gelo se desprendeu da última plataforma de gelo da Groenlândia, chamada de Nioghalvfjerdsfjorden ou 79N. A título de comparação, o tamanho da parte que se soltou equivale …

Blue Origin quer criar habitats espaciais comerciais já na década de 2020

Parece que a Blue Origin, empresa de Jeff Bezos focada em voos espaciais comerciais, está mesmo querendo entrar no novíssimo e vindouro mercado de habitats na órbita da Terra — e pode ter a NASA …

Brasil é líder em conflitos socioambientais na Amazônia

Dono da maior extensão de Floresta Amazônica, o Brasil também é campeão em conflitos socioambientais na região. Um levantamento inédito comparando a situação de quatro países mostrou que, dos 1.308 confrontos registrados em 2017 e …

Lukashenko toma posse em cerimônia secreta em Belarus

O presidente de Belarus prestou juramento, nesta quarta-feira (26), em uma cerimônia mantida em sigilo. Este é o sexto mandato do chefe de Estado, no poder há 26 anos. "Alexander Lukashenko prestou juramento no idioma bielorrusso, …

Pássaros sacrificados como oferenda aos deuses são encontrados no Egito

Milhões de aves, que teriam sido utilizadas como oferenda aos deuses Hórus, Rá ou Thoth foram encontradas por uma equipe de arqueólogos no Egito. Os arqueólogos da Universidade Claude Bernard Lyon estavam trabalhando nas escavações de …