Sofisticado sistema de defesa descoberto em campo de mineração da era bíblica

(dr) Tel Aviv University, Central Timna Valley Project

O arqueólogo Erez Ben-Yosef aponta para o local das escavações

O arqueólogo Erez Ben-Yosef aponta para o local das escavações

Arqueólogos descobriram elementos de uma portaria sofisticada em um campo de mineração que remonta à era bíblica, do Rei Davi e do Rei Salomão, no século X aC.

O campo fica em um local conhecido como Colina dos Escravos, no Vale de Timna, ao sul de Israel. Recentes escavações na fábrica de fundição de cobre revelaram um portão fortificado com estábulos para burros.

Os arqueólogos, liderados por Erez Ben-Yosef, da Universidade de Tel Aviv, em Israel, acreditam que essas características indicam que o assentamento da Idade do Ferro tinha um sistema de defesa altamente organizado e dependia de uma impressionante rede de comércio de longa distância.

Os vastos depósitos de cobre foram explorados por seres humanos durante centenas de anos.

Este campo de mineração em particular foi identificado pela primeira vez na década de 1930 pelo famoso arqueólogo bíblico americano Nelson Glueck. Ele o chamou de Colina dos Escravos, teorizando que as maciças paredes que cercavam o perímetro eram destinadas a impedir que os trabalhadores escravizados escapassem para o deserto.

Pesquisas anteriores da equipe de Ben-Yosef, no entanto, descobriram que os trabalhadores não tinham uma dieta típica de escravos.

Em vez disso, os metalúrgicos comiam bons cortes de carne, pistache e peixes importados do Mediterrâneo, sugerindo que tinham um status bastante elevado e eram valorizados pelo seu ofício.

Portaria fortificada

No novo estudo, publicado no Journal of Archaeological Science, Ben-Yosef e seus colegas se concentraram na única entrada para o campo de mineração.

Escavações em 2014 revelaram um portão proeminente com dois cômodos em cada lado da passagem principal, que conduziam ao assentamento.

(dr) Tel Aviv University, Central Timna Valley Project

O portão, que tinha um cômodo de cada lado de um corredor, teria sido uma característica proeminente na paisagem antiga

O portão, que tinha um cômodo de cada lado de um corredor, teria sido uma característica proeminente na paisagem antiga

O portão provavelmente teria sido um marco proeminente na área, servindo a uma importante função administrativa e defensiva: controlar o fluxo de bens e pessoas dentro e fora do campo.

“Embora não exista uma descrição explícita das minas do rei Salomão no Antigo Testamento, há referências a conflitos militares entre Israel e os edomitas no Vale Arava”, disse Ben-Yosef em um comunicado.

A Bíblia descreve uma batalha entre os edomitas, uma confederação tribal seminomádica, e o exército do Rei Davi no Vale Arabah (também chamado de Arava).

A exatidão histórica desse relato é debatida, mas a descoberta de elementos de uma fortificação sofisticada na Colina dos Escravos sugere que o cobre poderia ter sido o motivo das batalhas militares na região.

“O cobre era um produto raro e muito desafiador de se produzir”, disse Ben-Yosef. “Como o petróleo hoje, o cobre, talvez, podia ser a mercadoria mais cobiçada, no coração dos conflitos militares. A descoberta da fortificação indica um período de grave instabilidade e ameaças militares naquela época na região”.

O papel dos burros

Os pesquisadores também encontraram pilhas de esterco intactas em ambos os cômodos da portaria. Eles interpretaram essas áreas como estábulos para burros.

Embora os cientistas ainda estejam investigando o conteúdo do esterco, ele revela que os burros não foram alimentados com palha, mas sim com feno e bagaço de uva, provavelmente vindos da região do Mediterrâneo, a centenas de quilômetros de distância.

(dr) Tel Aviv University, Central Timna Valley Project

Os arqueólogos encontraram pilhas de esterco e interpretaram estas áreas como estábulos de burros

Os arqueólogos encontraram pilhas de esterco e interpretaram estas áreas como estábulos de burros

A comida sugere tratamento e cuidados especiais, de acordo com o papel-chave dos burros na produção de cobre e no comércio em uma região logisticamente desafiadora”, explicou Ben-Yosef.

O esterco também parecia estar empilhado deliberadamente contra uma parede da entrada, sugerindo que poderia ter sido coletado e usado como combustível para os fornos de fundição de cobre.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Fóssil de pterossauro nunca antes visto de 100 milhões de anos é descoberto na China

Um novo gênero e uma nova espécie de pterossauro dsungaripterídeo, que viveu durante o Cretáceo Inferior, foram catalogados na China após análise de uma mandíbula inferior incompleta. Pterossauros eram répteis voadores que viveram simultaneamente com os …

A consciência é um campo energético: afirma estudo

Uma nova ideia incomum em neurociência sugere que nossa consciência é derivada de um campo de ondas eletromagnéticas emitidas pelos neurônios quando disparam suas cargas elétricas. A ideia é que essas ondas de atividade elétrica sejam …

Pais gays viram alvo de investigações na Rússia

Alguns anos atrás, o advogado Vladimir (nome modificado), morador de uma grande cidade russa, decidiu ter um filho com o auxílio de uma mãe de aluguel. Sua família inteira ficou contente quando uma menina nasceu. …

Líbano: Saad Hariri volta ao posto de primeiro-ministro para formar novo governo

Saad Hariri foi nomeado novamente primeiro-ministro do Líbano, com o desafio de chegar a um acordo com as várias forças políticas do país e formar um governo capaz de realizar as reformas necessárias para …

Alunos incentivam câmeras ligadas para que professores não ‘falem’ com telas em branco

Para amenizar a sensação de solidão de professores em aulas online, alunos norte-americanos começaram a usar o TikTok para incentivar mais estudantes a abrirem as câmeras durante encontros educacionais à distância. A usuária da rede social …

Identificada a causa da maior extinção em massa na história da Terra

A vida na Terra tem uma história longa, mas também extremamente turbulenta. Em mais de uma ocasião, a maioria de todas as espécies foi extinta e uma biodiversidade já altamente desenvolvida reduziu para um mínimo …

Cães farejadores de covid: eficazes e baratos, mas esnobados

A Europa está em pânico em meio ao segundo surto de covid-19, com taxas de contágio explodindo e os PIBs despencando. A Bélgica acaba de anunciar que não mais testará cidadãos assintomáticos, mesmo que tenham …

Bolsonaro é avaliado positivamente por 37% da população, diz pesquisa

Entre os que souberam do dinheiro na cueca do senador Chico Rodrigues (52%), 74% não mudaram sua avaliação sobre o presidente Bolsonaro. Os que mais mudaram de opinião foram os pesquisados com ensino superior (26%) …

Tribunal Constitucional da Polônia invalida direito ao aborto por malformação do feto

O Tribunal Constitucional da Polônia invalidou nesta quinta-feira (22) uma disposição que permitia a interrupção voluntária da gravidez (IVG) em caso de malformação do feto. Uma vez que a decisão entre em vigor, apenas o …

Estudo descobre 1,8 bilhão de árvores no deserto do Saara e no Sahel

Um estudo publicado na revista Nature descobriu que na região do Saara Ocidental e no Sahel, há mais de um bilhão de árvores. No meio da aridez do local, a surpreendente descoberta colocou um novo …