Tabela Periódica mais antiga do mundo é encontrada por acaso em depósito

Cientistas da Universidade de St. Andrews acreditam ter encontrado o primeiro exemplar sobrevivente de uma tabela periódica de sala de aula.

O químico Dmitri Mendeleev fez sua famosa revelação sobre a periodicidade em 1869 e a tabela de St Andrews é bastante semelhante, mas não idêntica à segunda tabela de Mendeleev de 1871.

A tabela, impressa em alemão sobre papel de linho, foi descoberta em 2014, enquanto funcionários da Escola de Química limpavam um depósito, de acordo com um comunicado da universidade.

Entre a bagunça de equipamentos de laboratório e frascos químicos, os funcionários encontraram um antigo depósito de cartas de ensino enormes e enroladas. Um dos pergaminhos continha a tabela periódica – com tinta em papel tão velho que começou a destruir-se quando foi tocada.

Uma inscrição no canto inferior esquerdo – Verlag v. Lenoir & Forster, Wien – identifica um impressor científico que operou em Viena entre 1875 e 1888. Outra inscrição – Lith. von Ant. Hartinger & Sohn, Wien – identifica o litógrafo do gráfico, que morreu em 1890.

O professor Eric Scerri, da Universidade da Califórnia, datou a tabela entre 1879 e 1886 com base nos elementos representados. Por exemplo, tanto o gálio quanto o escândio, descobertos em 1875 e 1879, respectivamente, estão presentes, enquanto o germânio, descoberto em 1886, não está.

A cientista da Universidade de St. Andrews, M Pilar Gil, encontrou uma entrada nos registros da transação financeira nos arquivos de St Andrews que registrava a compra de uma tabela de 1885 pelo professor Thomas Purdie do catálogo alemão de C Gerhardt (Bonn) por três marcos (equivalente a R$ 6,54) em outubro de 1888.

A entrada e evidência de compra por correspondência parece definir a origem da Tabela Periódica de St Andrews. Foi produzida em Viena em 1885 e foi comprada pelo professor Purdie em 1888. Segundo a universidade, a tabela parece ser a única da época a sobreviver em toda a Europa.

“A descoberta da Tabela Periódica mais antiga do mundo na Universidade de St Andrews é notável”, disse David O’Hagan, professor de química da Universidade de St Andrews.

“A tabela estará disponível para estudo e exibição na universidade e temos uma série de eventos planejados em 2019, designado ano internacional da tabela periódica pelas Nações Unidas, para coincidir com o 150º aniversário da criação da tabela por Mendeleev.”

“Estamos muito satisfeitos por agora saber quando a mais antiga Tabela Periódica conhecida chegou a St Andrews para ser usada no ensino“, disse Gabriel Sewell, Chefe de Coleções Especiais da Universidade de St. Andrews.

“Graças à generosidade do National Manuscripts Conservation Trust, a tabela foi preservada para as gerações atuais e futuras e estamos ansiosos para torná-la acessível a todos.”

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

MDZhB: a misteriosa rádio soviética que segue emitindo sinais e ruídos há quase 50 anos

Uma misteriosa estação de rádio segue ininterruptamente transmitindo somente ruídos estáticos interrompidos por sons robóticos há mais de quatro décadas. Conhecida como UVB-76 ou MDZhB, os sinais da rádio são transmitidos de dois diferentes pontos da …

Atmosfera da Terra primitiva pode ter sido tão tóxica quanto a de Vênus hoje

Pesquisadores tentaram reproduzir o equilíbrio delicado entre os gases que evaporaram do oceano de magma e a atmosfera que eles podem ter criado, e descobriram que esta seria fina e composta por dióxido de carbono …

Enorme monolito misterioso descoberto no deserto de Utah

Uma ocorrência totalmente comum. Você está em um helicóptero sobrevoando uma região remota do sul de Utah contanto cabras e bodes selvagens, quando de repente avista um monolito inexplicável saindo do solo. A KSL TV, relatou …

Funcionário de funerária é demitido após tirar selfie com corpo de Maradona

Foi demitido o funcionário da funerária responsável pelo velório do ex-jogador Diego Armando Maradona que tirou uma foto ao lado do caixão com o corpo do astro, enterrado nesta quinta-feira, dia 26, na Grande Buenos …

Museu de Londres reunirá relatos de sonhos de britânicos na pandemia

Projeto visa documentar mudanças no sono causadas pelo confinamento e pela crise gerada com a covid-19, além de coletar narrativas sobre o período para gerações futuras. Mudanças no sono aparentemente têm sido comuns durante a pandemia …

'O Gambito da Rainha': série da Netflix ignora sexismo no xadrez, diz ex-campeã

Existem várias cenas comoventes em O Gambito da Rainha, a série da Netflix que conta a história fictícia de Beth Harman, uma jovem prodígio do xadrez da década de 1960. Em uma delas, um jogador experiente …

Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930

Uma equipe internacional de cientistas conseguiu, pela primeira vez, detectar diretamente a presença do ciclo carbono-nitrogênio-oxigênio (CNO) na fusão nuclear do Sol. Este ciclo representa uma das reações de fusão pelas quais as estrelas convertem hidrogênio …

Musk acertou? Tesla se aproxima dos US$ 500 bilhões de valor de mercado

Nesta segunda-feira (23), a Tesla atingiu o valor de mercado de US$ 498 bilhões. E isso em um momento em que não se sabe se a empresa vai conseguir atingir a sua meta de entregar …

Papai Noel é considerado 'trabalhador essencial' na Irlanda

Na mesma semana em que novas restrições de viagem foram colocadas em prática no Reino Unido e na Irlanda diante dos estragos causados pela segunda onda da pandemia de covid-19 na Europa, a Irlanda fez …

Especialistas da ONU advertem sobre viés racista em algoritmos

Os países devem fazer mais para combater o racismo, principalmente nos algoritmos de inteligência artificial utilizados para reconhecimento facial e controles policiais. Essas ferramentas podem reforçar discriminações, alertam especialistas da ONU. Segundo a especialista jamaicana …