Teve covid? Agora você tem mais de 33% de chance de problemas cardíacos

COVID-19 pode fazer coisas assustadoras com o coração humano. Em casos graves, pode desencadear coágulos sanguíneos e causar inflamação e cicatrizes.

Uma nova pesquisa mostra agora que mesmo os jovens com COVID-19 que são assintomáticos correm o risco de desenvolver uma inflamação potencialmente perigosa ao redor do coração.

Eu sou um cardiologista de imagem que está desenvolvendo técnicas de diagnóstico para avaliar as alterações na função do músculo cardíaco em pacientes com COVID-19. Em um estudo divulgado em 4 de novembro, meus colegas e eu encontramos evidências de anomalias cardíacas em mais de um terço dos estudantes atletas que testaram positivo para COVID-19 e foram submetidos a exames cardíacos na West Virginia University neste outono.

Embora não tenhamos detectado danos contínuos ao músculo cardíaco em si, frequentemente encontramos evidências de inflamação e excesso de líquido no pericárdio, a bolsa que envolve o coração. Quase todos os 54 alunos testados tinham COVID-19 leve ou eram assintomáticos.

Com base em nossos resultados e outros estudos, um grupo de especialistas convocado pelo Journal of the American College of Cardiology: Cardiovascular Imaging também publicou uma lista de recomendações para testes cardíacos e períodos de recuperação antes que os alunos atletas voltem a jogar.

Uma lição importante: os alunos atletas com teste positivo para COVID-19 devem consultar seus médicos para determinar se exames de triagem cardíaca são necessários, mesmo que nunca tenham apresentado sintomas.

COVID-19 é uma péssima notícia para os nossos corações

Ainda há muito que não sabemos sobre COVID-19 e seus efeitos de longo prazo no corpo humano.

O SARS-CoV-2, o coronavírus que causa o COVID-19, pode causar uma série de danos incompreensíveis, incluindo o desencadeamento de respostas inflamatórias no músculo cardíaco e no tecido circundante à medida que o corpo tenta combatê-los. Cerca 1 em 8 pacientes com COVID-19 hospitalizados apresentam algum tipo de dano cardíaco, outro estudo alemão mostrou 78% dos pacientes tiveram algum problema cardíaco.

O que mais nos preocupa no caso dos atletas é se o vírus consegue entrar no músculo cardíaco e levar a miocardite, uma inflamação rara do músculo cardíaco que pode ser causada por infecções virais. A miocardite pode atrapalhar a capacidade do coração de bombear sangue e causar arritmias. Também pode causar insuficiência cardíaca súbita em atletas que pareciam saudáveis. Se você tem miocardite, não deve estar no campo ou treinando até muito depois de se recuperar.

Sabe-se que um pequeno número de atletas universitários com COVID-19 foi diagnosticado com miocardite. Em um estudo, os médicos da Ohio State University testaram 26 atletas universitários em setembro e encontraram sinais de inflamação cardíaca consistentes com miocardite em quatro deles.

Miocardite não é o único problema cardíaco com que devemos nos preocupar, no entanto. Há anos os médicos do esporte alertam que os atletas que desenvolvem pericardite não devem voltar a jogar até que ela passe.

Na West Virginia University, meus colegas e eu examinamos 54 alunos atletas com teste positivo para COVID-19 entre três a cinco semanas antes.

Não encontramos sinais convincentes de miocardite, mas vimos muitas evidências de pericardite. Entre os estudantes atletas avaliados, 40% tiveram indicações pericárdicas, o que sugere inflamação no saco que protege o coração, e 58% tiveram derrame pericárdico,ou seja, acúmulo de excesso de líquido.

Normalmente, esse tipo de inflamação cicatriza em poucas semanas, sem efeitos residuais. No entanto, em alguns casos, podem haver efeitos de longo prazo, como a recorrência da inflamação pericárdica. Pode causar cicatrizes no saco pericárdico, que em casos raros pode ser grave, e o pericárdio pode se contrair ao redor do coração. Isso pode levar a sintomas semelhantes aos de insuficiência cardíaca e causar congestão nos pulmões e no fígado.

É difícil prever se um paciente desenvolverá alguma dessas complicações raras de longo prazo, e é muito cedo para dizer se isso está acontecendo.

COVID-19 não é brincadeira. A melhor maneira de os atletas se manterem saudáveis para continuar praticando esportes é evitar o contágio do coronavírus. As equipes devem testar os alunos atletas para o vírus e certificar-se de que os positivos consultem um médico para determinar se são necessários exames médicos de danos cardíacos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …