Tomografia mostra que o cérebro de Lucy era meio macaco e meio humano

carlos_lorenzo / Flickr

Lucy, uma Australopithecus Afarensis que viveu há 3 milhões de anos

O fóssil Lucy encontrado na Etiópia em 1974 tem 3,2 milhões de anos e é da espécie Australopithecus afarensis, que já andava com a coluna ereta e provavelmente usava ferramentas. Novos exames do crânio de Lucy revelaram que esses hominídeos tinham cérebros com algumas características de primatas e outras de humanos.

O cérebro humano tem estruturas específicas que o diferenciam do cérebro de primatas não-humanos, e pesquisadores sempre tentaram apontar em qual momento exato de nossa evolução essas características se desenvolveram. Teria sido durante a era dos Australopithecus ou mais tarde? Um novo estudo publicado no início de abril na revista Science Advances traz mais informações sobre isso.

Os pesquisadores analisaram seis filhotes e um segundo adulto da espécie de Lucy. Para isso, utilizaram exames de tomografia computadorizada. A partir do modelo conseguido no exame, eles construíram imagens de alta resolução de como teria sido o cérebro dos australopitecíneos.

O estudo apontou que os Australopithecus já tinham um desenvolvimento cerebral mais demorado que o dos chipanzés durante o período da infância, se aproximando mais dos humanos.

“O que é mais intrigante é que apesar de o cérebro parecer muito com o cérebro de um primata, ele tem uma característica humana: cresce por um longo período de tempo”, diz o pesquisador Phillip Gunz, do Instituto Maz Planck de Antropologia Evolutiva (Alemanha). Isso indica uma infância longa, uma característica humana.

Por outro lado, o exame de imagem revelou a presença do sulco semilunar, uma fissura nas dobras cerebrais encontradas em chipanzés. Esse sulco não costuma ser observado em cérebros humanos. Assim, a superfície cerebral parece mais com o de um primata do que com um humano.

“Temos uma tendência de ver a evolução como contínua, essa ideia de que tudo está evoluindo em sincronia é destruída por um artigo como esse. Ele mostra que como todo o resto na evolução humana, nós evoluímos mais como um mosaico, de forma modular, em que aspectos da nossa anatomia se desenvolve em ritmos diferentes”, diz um dos antropólogos que revisaram o trabalho, Jeremy DeSilva, ao portal Gizmodo.

Isso quer dizer que a evolução não acontece de forma linear, nossos ancestrais foram adquirindo algumas características humanas enquanto mantiveram outras específicas de primatas. DeSilva explica que da cintura para baixo os Australopithecus tinham uma aparência humana, enquanto da cintura para cima eram mais semelhantes aos primatas.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Uma imensidão de novos mundos podem conter vida após essa nova descoberta

Pesquisadores observaram um planeta gigante orbitando sua estrela, uma anã branca, pela primeira vez. É a mais forte evidência até o momento de que planetas conseguem sim sobreviver a morte violenta de suas estrelas-mãe. A estrela …

Covid-19 vira “oportunidade" para golpistas na internet

Incertezas sobre os sintomas, alta contagiosidade, milhares de mortes no mundo. Ao atingir em cheio o medo das pessoas, o coronavírus se tornou uma “oportunidade" para golpistas na internet, que se aproveitam da ansiedade …

Trump ofereceu perdão a Assange em troca de fonte de e-mails vazados, diz advogada

Advogada de Assange afirmou que administração Trump ofereceu liberdade para o fundador do WikiLeaks caso ele revelasse a fonte por trás dos vazamentos de e-mails do Partido Democrata dos EUA. A oferta teria sido feita através …

Estudo mostra material especial que pode ser usado em construções em Marte

A NASA planeja levar humanos novamente à Lua com o programa Artemis a partir de 2024, que irá contribuir para a realização de futuras visitas a Marte. E Elon Musk é um entusiasta da ideia …

YouTube, Facebook: redes sociais bloqueiam contas de pesquisadores de maconha medicinal

No final do ano passado o uso medicinal da maconha foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e legalizado no Brasil. A lei, que beneficia a saúde de milhares de pessoas que sofrem com …

Telescópio Hubble revela Júpiter se preparando para mudar de cor

"A visão nítida do Hubble oferece um informe meteorológico atualizado sobre a atmosfera do monstruoso planeta", afirmam astrônomos. O telescópio espacial Hubble capturou uma imagem de uma singular tormenta branca em Júpiter, que começou em 18 …

Pessoas anti-máscaras são obrigados a virar coveiros de vítimas do Covid-19

Máscaras são comprovadamente uma das melhores, mais simples e baratas maneiras de proteger a si mesmo e aos demais contra o Covid-19. Mas ainda há uma imensidade de pessoas que insistem em recusar usar máscaras …

Manifestantes protestam em Tel Aviv a poucas horas do reconfinamento em Israel

Centenas de israelenses foram às ruas na noite desta quinta-feira (17) protestar contra o reconfinamento determinado pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu a partir desta sexta-feira (18) em Israel. O isolamento imposto nas próximas três semanas, para …

Zuckerberg quer controlar discussões políticas entre funcionários do Facebook

Mark Zuckerberg não parece muito contente com as denúncias e discussões políticas que têm surgido em fóruns e redes internas de funcionários do Facebook. De acordo com relatos da imprensa internacional, em encontro com eles nesta …

Drones serão usados para ajudar na manutenção de vagões de trens

A vistoria de vagões e trilhos na serra do mar paranaense, que antes levava uma hora ou mais para ser feita, agora tem sido realizada em poucos minutos após a concessionária Rumo passar a usar …