Crânio de 3,8 milhões de anos torna possível reconstrução facial de ancestral humano

Cleveland Museum of Natural History

Um crânio praticamente preservado de um hominídeo permitiu que especialistas recriassem como eram os nossos antepassados há uns quatro milhões de anos.

A cavidade óssea foi encontrada enterrada perto da margem de um antigo lago na região de Afar, na Etiópia, em fevereiro de 2016 e pertence a um Australopithecus anamensis, a espécie mais antiga de seu gênero, conhecido por ser o primeiro a se mover em duas pernas e dar origem ao gênero Homo.

A boa conservação do crânio, denominado MRD-VP-1/1, permitiu recriar a face deste hominídeo, informou a equipe internacional de antropólogos em um artigo publicado na revista Nature.

Suspeita-se que o indivíduo era um homem, como indicado pelo tamanho de seus ossos.

John Gurche / Matt Crow / Cleveland Museum of Natural History

Reconstrução do rosto do fóssil encontrado

O fóssil tem cerca de 3,8 milhões de anos e revela uma face óssea com mandíbula saliente e grandes dentes caninos, muito semelhante à da famosa Lucy, um espécime de Australopithecus afarensis quase completo encontrado na mesma região em 1974.

“Até agora, tínhamos uma grande diferença entre os mais antigos ancestrais humanos conhecidos […] e espécies como Lucy, que têm entre dois e três milhões de anos. Um dos aspectos mais emocionantes desta descoberta é como ela une o espaço morfológico entre estes dois grupos”, afirmou Stephanie Melillo, uma das autoras do estudo, em um comunicado emitido pelo Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva.

“A nova descoberta sugere que as duas espécies viveram juntas em Afar durante algum tempo. Isto muda a nossa compreensão do processo evolutivo e levanta novas questões: Será que eles competiram por comida ou território?”, questiona Melillo.

Para o coautor do estudo e paleoantropólogo, Yohannes Haile-Selassie, essa descoberta é “um divisor de águas na nossa compreensão da evolução humana durante o Plioceno“.

“O que sabíamos sobre o Australopithecus anamensis até agora era limitado a fragmentos isolados de mandíbula e dentes. Nós não tínhamos restos do rosto ou do crânio, exceto por um pequeno fragmento perto da região da orelha”, conclui Haile-Selassie.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Cara, me desculpem os adeptos de Darwin, mas isso é um macaco e não um ser humano!!
    Chega de falácias, a humanidade tem que saber a verdade!!
    Acreditem no Deus eterno, Aquele que criou tudo e todos, simples assim!! Igrejas não são locais de adoração e sim de escravidão!! Rezem em céu aberto, como todos os verdadeiros mestres ensinaram! Busquem a verdade e ela vos libertará!!

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Plataforma de gelo no Canadá quebra e cria iceberg pouco menor que Vitória, do Espírito Santo

Após um aquecimento de cerca de 9 ºC nas últimas décadas, a Milne, considerada "a última plataforma de gelo completa" no mundo, perdeu uma grande parte, formando um iceberg. Uma das maiores plataformas de gelo no …

Cientistas propõe adicionar drogas psicoativas na água potável

Pesquisadores do Reino Unido propuseram uma idéia radical para reduzir a taxa de suicídios: incluir o medicamento psicoativo lítio — um estabilizador de humor — na água potável da população. Parece uma idéia completamente radical, mas …

Magnata da mídia é preso em Hong Kong

Jimmy Lai, crítico do regime de Pequim e proprietário de jornal pró-democracia, foi detido com base em nova lei de segurança nacional imposta pela China. O empresário Jimmy Lai, uma das figuras mais influentes do movimento …

Twitter entra na briga pela compra do TikTok e pode fundir redes sociais

O banimento do TikTok nos Estados Unidos virou uma verdadeira novela mexicana. O aplicativo chinês, que tem até 45 dias para encontrar uma companhia americana para assumir suas operações no país e não ser bloqueado …

Motoboy é vítima de racismo de homem branco: "Você tem inveja disso aqui [minha cor]"

A manhã de sexta-feira (7) começou com mais um caso de racismo no Brasil. Um vídeo que viralizou no Twitter registra um homem branco fazendo injúrias raciais contra um entregador de delivery. As fortes imagens são …

‘Grande ameaça à saúde pública’: cientistas descobrem mutação resistente a remédio contra a malária

Pesquisadores em Ruanda identificaram uma cepa do parasita causador da malária que é resistente a medicamentos. O estudo, publicado na revista Nature, revelou que os parasitas eram capazes de resistir ao tratamento com a artemisinina, um …

Brasil, um ano no foco da crítica ambiental mundial

Em agosto de 2019, país virou pária ambiental devido a incêndios e aumento do desmatamento. Bolsonaro reagiu com agressividade e insultos. Agora, aumenta a pressão de investidores estrangeiros por uma mudança de rumo. Foi uma catástrofe …

Com medo da Covid-19, Venezuela discrimina venezuelanos que voltam ao país

Várias medidas vêm sendo aplicadas na Venezuela para conter a Covid-19. Um estádio foi transformado em hospital de campanha, blocos de concreto foram colocados nas vias, festas estão proibidas e há um canal de …

Centro Gamalei, desenvolvedor de vacina russa, explica como funciona e se há riscos para o paciente

O diretor do Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei falou sobre os testes da vacina, que será registrada oficialmente na quarta-feira (12). As partículas do coronavírus na vacina da COVID-19 não podem prejudicar …

Mistura inusitada de amônia e água cria raios superficiais e granizos em Júpiter

Júpiter, o maior gigante gasoso do Sistema Solar, é um lugar coberto por tempestades estranhas. O que os cientistas ainda não sabiam é que no meio dessas tormentas, existem raios de natureza bem diferente dos …