Crânio de 3,8 milhões de anos torna possível reconstrução facial de ancestral humano

Cleveland Museum of Natural History

Um crânio praticamente preservado de um hominídeo permitiu que especialistas recriassem como eram os nossos antepassados há uns quatro milhões de anos.

A cavidade óssea foi encontrada enterrada perto da margem de um antigo lago na região de Afar, na Etiópia, em fevereiro de 2016 e pertence a um Australopithecus anamensis, a espécie mais antiga de seu gênero, conhecido por ser o primeiro a se mover em duas pernas e dar origem ao gênero Homo.

A boa conservação do crânio, denominado MRD-VP-1/1, permitiu recriar a face deste hominídeo, informou a equipe internacional de antropólogos em um artigo publicado na revista Nature.

Suspeita-se que o indivíduo era um homem, como indicado pelo tamanho de seus ossos.

John Gurche / Matt Crow / Cleveland Museum of Natural History

Reconstrução do rosto do fóssil encontrado

O fóssil tem cerca de 3,8 milhões de anos e revela uma face óssea com mandíbula saliente e grandes dentes caninos, muito semelhante à da famosa Lucy, um espécime de Australopithecus afarensis quase completo encontrado na mesma região em 1974.

“Até agora, tínhamos uma grande diferença entre os mais antigos ancestrais humanos conhecidos […] e espécies como Lucy, que têm entre dois e três milhões de anos. Um dos aspectos mais emocionantes desta descoberta é como ela une o espaço morfológico entre estes dois grupos”, afirmou Stephanie Melillo, uma das autoras do estudo, em um comunicado emitido pelo Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva.

“A nova descoberta sugere que as duas espécies viveram juntas em Afar durante algum tempo. Isto muda a nossa compreensão do processo evolutivo e levanta novas questões: Será que eles competiram por comida ou território?”, questiona Melillo.

Para o coautor do estudo e paleoantropólogo, Yohannes Haile-Selassie, essa descoberta é “um divisor de águas na nossa compreensão da evolução humana durante o Plioceno“.

“O que sabíamos sobre o Australopithecus anamensis até agora era limitado a fragmentos isolados de mandíbula e dentes. Nós não tínhamos restos do rosto ou do crânio, exceto por um pequeno fragmento perto da região da orelha”, conclui Haile-Selassie.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Cara, me desculpem os adeptos de Darwin, mas isso é um macaco e não um ser humano!!
    Chega de falácias, a humanidade tem que saber a verdade!!
    Acreditem no Deus eterno, Aquele que criou tudo e todos, simples assim!! Igrejas não são locais de adoração e sim de escravidão!! Rezem em céu aberto, como todos os verdadeiros mestres ensinaram! Busquem a verdade e ela vos libertará!!

DEIXE UM COMENTÁRIO:

“Não existe gene gay”, afirma estudo genético feito com meio milhão de DNAs

Como ser baixo ou alto, mais ou menos inteligente, o fato de amar homens ou mulheres não é definido por um único gene, mas por várias regiões do genoma e, como qualquer aspecto humano complexo, …

Este projeto social está buscando 7 pessoas para viajar o mundo com tudo pago

A empresa portuguesa YourBestLife está recrutando sete pessoas para viajar o mundo realizando trabalhos de impacto social com tudo pago. As inscrições vão até o dia 31 de outubro e podem se candidatar pessoas que …

Pela primeira vez na história cientistas conseguem reverter envelhecimento

Nenhuma pessoa está livre do tempo: seja um jovem, uma criança, um recém-nascido ou um adulto em idade madura, todo mundo irá envelhecer e sentir os efeitos desse processo. Essa é uma verdade incontestável em qualquer …

Greta Thunberg protesta em frente à Casa Branca ao lado de estudantes pelo clima

A militante do meio ambiente, Greta Thunberg, participou nesta sexta-feira (13) de uma pequena manifestação sobre o clima em frente à Casa Branca. “Nunca desistam”, disse a ativista aos jovens que foram até o local …

Snowden alerta para propagação de mentiras na internet

Há seis anos, ex-analista da NSA causou terremoto político ao revelar atividades ilícitas do serviço secreto dos EUA. Em entrevistas a jornais alemães, Snowden conta que ainda almeja asilo político na Alemanha. Seis anos após divulgar …

Visita de objeto interestelar intriga comunidade científica

  O objeto interestelar foi detectado por um astrônomo amador, e desde então o visitante passou a intrigar a comunidade científica. Gennady Borisov, astrônomo amador, utilizou um telescópio que ele mesmo construiu para avistar o objeto. Sua …

Homem morto há 22 anos é encontrado com ajuda do Google Earth

Os restos mortais de um homem desaparecido há duas décadas, nos EUA, foram encontrados dentro de um carro submerso em um lago graças ao Google Earth. William Moldt foi dado como desaparecido em Lantana, na Flórida, …

O plano japonês de jogar ao mar água radioativa de Fukushima

Nesta semana, o ministro do Meio Ambiente do Japão, Yoshiaki Harada, declarou que despejar no Oceano Pacífico mais de 1 milhão de toneladas de água contaminada pelo desastre nuclear de Fukushima seria a "única opção" …

Incêndio no Hospital Badim deixou 11 mortos no Rio de Janeiro

Um incêndio atingiu o Hospital Badim, no Maracanã, zona norte do Rio de Janeiro, na noite de quinta-feira, deixando pelo menos onze mortos, conforme noticiado pela imprensa brasileira. Os pacientes foram retirados às pressas da unidade …

Origem dos cometas é revelada em novo estudo

Pesquisadores da Universidade de Leiden (Holanda) aplicaram modelos químicos em 14 cometas e encontraram um padrão em sua composição. Os cometas são bolas de gelo, poeira e pequenas partículas parecidas com pedras. Seus núcleos podem alcançar …