Trump e Putin tiveram encontro “não divulgado” durante o G20; Trump diz que é “fake news”

Michael Klimentyev / Sputnik / Kremlin Pool

Donald Trump e Vladimir Putin tiveram uma segunda conversa, à margem da cúpula do G20, na Alemanha, que não tinha sido inicialmente divulgada pela Casa Branca. O “encontro” já foi entretanto confirmado, nesta terça-feira (18).

Não constam da agenda oficial do encontro, mas são uma das mais importantes partes da cúpula: os encontros bilaterais entre chefes de Estado ou de Governo. Este ano, o mais esperado era o de Donald Trump com Vladimir Putin, que se realizou pela primeira vez desde a eleição do norte-americano.

Mas os dois líderes mundiais estão agora a ser falados por terem realizado não um, mas dois encontros à margem da cúpula. No primeiro encontro, Trump e Putin estiveram reunidos durante cerca de duas horas e, no final, o presidente dos EUA saiu a dizer que Putin negou as alegações de ter interferido diretamente nas presidenciais de 2016.

No segundo encontro, que não tinha sido inicialmente divulgado, não se sabe sobre o que os dois presidentes teriam falado, já que o encontro teria sido informal. Segundo a Reuters, ocorreu durante um jantar, no qual estavam presentes todos os líderes que participaram no G20, assim como os cônjuges.

Segundo Ian Bremmer, presidente do Eurasia Group e o primeiro a “denunciar” o encontro – que foi entretanto confirmado pelo porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Michael Anton à CNN –, perto do fim do jantar, o presidente Trump falou com Putin.

Bremmer disse que Trump se levantou do seu lugar e teria ido falar com Putin “em privado e se mostrando animado, com apenas o tradutor de Putin presente“, já que o tradutor de Trump não falava russo, diz o New York Times.

A falta do tradutor norte americano foi notada pelos presentes no jantar, segundo o presidente da Eurasia Group, e vista como “uma quebra no protocolo nacional de segurança”.

Apesar do encontro ter sido confirmado pela Casa Branca, Trump comentou no Twitter dizendo que o segundo encontro entre ele e Putin era “fake news”, provavelmente porque este teria sido apenas uma conversa informal entre dois líderes que estavam presentes no mesmo jantar com outros chefes mundiais.

Essa notícia falsa de um jantar secreto é ‘doentia’. Todos os membros do G20 e os seus parceiros foram convidados pela chancelaria federal alemã. A imprensa sabia!“, escreveu na noite desta terça-feira.

As notícias são cada vez mais desonestas. Até um jantar organizado para os 20 principais líderes mundiais na Alemanha se torna em algo sinistro”, acrescentou noutro comentário.

A Casa Branca também negou que haja algo de errado no encontro, que descreveu como um “breve encontro no fim do jantar“. “A insinuação de que a Casa Branca tentou esconder um segundo encontro é falsa, maliciosa e absurda”, disse um funcionário.

A relação entre Trump e Putin é alvo de interesse devido às denúncias de que o governo russo tenha interferido na eleição presidencial americana de 2016, com o objetivo de favorecer o então candidato republicano. O Kremlin nega as acusações.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

CIA teria considerado assassinar Assange durante presidência de Trump, aponta relatório

Jornalistas, analistas políticos e organizações de imprensa ficaram chocados neste domingo (26) após lançamento de uma reportagem que acusa membros da administração do ex-presidente dos EUA, Donald Trump, de haver planejado assassinato do fundador do …

Cresce a desconfiança nas instituições no Brasil, segundo Datafolha

A confiança dos brasileiro nas instituições públicas sofreu uma queda generalizada desde julho de 2019, com a maior piora ocorrendo na avaliação da Presidência da República, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (25/09). Também houve aumento …

Alemanha: social-democratas saem à frente nas eleições, mas disputa é acirrada

Os social-democratas alemães saíram na frente neste domingo (26) nas eleições parlamentares que marcam o fim da era Merkel, de acordo com as estimativas iniciais, mas os conservadores da chanceler alemã ainda pretendem disputar …

Revelada consequência grave da COVID-19 mais frequente do que se acreditava

Novo estudo revelou que os pacientes com COVID-19 que foram internados em unidades de terapia intensiva (UTI) têm mais possibilidade de desenvolver deficiências cognitivas contínuas. O estudo de quase 150 pacientes internados no início da pandemia …

Fundo de Bill Gates investe US$ 50 milhões em robôs agricultores que poupam água

A startup norte-americana Iron Ox recebeu um aporte de US$ 53 milhões (R$ 280,5 milhões) para melhorar sua tecnologia de robôs usados na agricultura e que consomem 90% menos água que plantações tradicionais. O dinheiro veio …

Bolsonaro pede à população que tome banho frio e evite elevador

O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira (23/09) à população que tome banho frio e evite usar o elevador para economizar energia elétrica. "Aqui são três andares. Quando tem que descer, mesmo que o elevador esteja …

A incrível descoberta que indica presença humana nas Américas muito antes do que se pensava

Novas descobertas científicas apontam que humanos chegaram às Américas pelo menos 7 mil anos antes do que se estimava anteriormente. As pesquisas em torno do momento em que o continente americano passou a ser povoado a …

Mianmar: Justiça americana ordena quebra de sigilo do Facebook para investigar ameaças contra rohingyas

Um juiz americano ordenou ao Facebook que divulgue os arquivos de contas ligadas de membros do exército birmanês e de milícias budistas que perseguiram a minoria Rohingya em Mianmar. A decisão, que encontra resistência …

Eduardo Bolsonaro está com covid-19

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, está com covid-19. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (24/09) por vários sites brasileiros de notícias. O próprio Eduardo teria confirmado seu diagnóstico ao portal …

Covid: o que alta em internação de idosos revela sobre efetividade da vacina e 3ª dose

As últimas estatísticas de casos, internações e mortes por covid-19 no Brasil trazem uma conclusão importante: as vacinas funcionam e protegem contra as formas graves da doença, mas algumas pessoas mais vulneráveis realmente precisam tomar …