Trump e Putin na Finlândia: “Nosso relacionamento nunca foi pior”

Michael Klimentyev / Sputnik / Kremlin Pool

O presidente russo, Vladimir Putin com Donald Trump na cúpula do G20, em julho do ano passado

Os presidentes dos EUA e da Rússia realizam, nesta segunda-feira (16), em Helsinque, sua primeira cúpula bilateral, sob o espectro da ingerência russa nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016 e ainda da situação na Ucrânia e na Síria.

O encontro entre Donald Trump e Vladimir Putin acontece na residência oficial do chefe de Estado da Finlândia, Sauli Niinisto, e o presidente norte-americano voltaria pela terceira vez a discutir com o homólogo russo sobre a situação na Síria, na Ucrânia e no Oriente Médio, e ainda o estado das relações bilaterais, de que se destaca a suposta ingerência russa nas eleições de 2016.

A cúpula teve início com um encontro privado entre os dois líderes, sendo acompanhado apenas pelos seus intérpretes. Em seguida, ambos participam de um almoço de trabalho conjunto com ministros e assessores, seguido de uma coletiva de imprensa.

No Twitter, o presidente dos EUA escreveu que, graças à investigação de Robert Mueller sobre a suposta ingerência russa nas últimas eleições, o relacionamento entre os dois países nunca foi tão ruim. “Nosso relacionamento com a Rússia nunca foi pior devido aos muitos anos de absurdo e estupidez dos EUA e agora a caça às bruxas”.

Na sexta-feira (13), o procurador-geral adjunto dos Estados Unidos, Rod Rosenstein, revelou a acusação a 12 oficiais de inteligência russa por práticas de pirataria informática no ato que elegeu Donald Trump à Presidência.

Ingerência russa, situação na Ucrânia e na Síria

A proximidade entre os presidentes norte-americano e russo tem sido notória há mais de um ano, como também tem sido um fato que a Administração Trump foi envolvida em controvérsias por causa da ingerência russa.

Antes de viajar para Helsinque, durante a visita que efetuou ao Reino Unido, Trump afirmou que os ataques ao presidente russo são uma “caça às bruxas” e estão prejudicando as relações com Moscou.

“Eu acho que isso prejudica seriamenete o nosso país, e prejudica nossa relação com a Rússia. Eu acho que nós teríamos uma oportunidade de ter uma relação muito boa com a Rússia e uma relação muito boa com o presidente Putin”, afirmou.

Por outro lado, o apoio, difícil de esconder, de Moscou aos separatistas ucranianos e a intervenção militar na Síria, para manter Bashar al-Assad na Presidência, colocam a Rússia e os EUA em lados diferentes do conflito.

Na Síria, o único denominador comum é o combate ao Estado Islâmico, mas isso não é o suficiente para igualar as diferenças que se acumulam entre Washington e Moscou em outros domínios, apesar do bom relacionamento pessoal que os dois presidentes mutuamente cultivam.

A cúpula de Helsinque é a terceira entre presidentes dos dois países e embora não se pronuncie sobre a agenda do encontro, Trump ainda acredita que a melhoria das relações bilaterais assenta no bom relacionamento pessoal que mantém com Putin.

Todavia, em entrevista à CBS News, divulgada neste domingo (15) pela televisão norte-americana, Trump afirmou que não espera muito do encontro: “Não vou com altas expectativas”.

2 mil manifestantes em protesto anti-Trump e Putin

Cerca de 2 mil pessoas se manifestaram neste domingo na capital finlandesa contra as políticas de Putin e Trump. A manifestação percorreu o centro de Helsinque em protesto contra as políticas de imigração da Administração de Donald Trump e a intenção do presidente dos EUA de construir um muro na fronteira com o México e contra a homofobia impulsionada pelo Kremlin, a falta de liberdade e a detenção de ativistas.

O lema da manifestação foi “Seremos novamente grandes nos direitos humanos”, em alusão ao slogan de Donald Trump desde que chegou à Casa Branca, há um ano e meio (“Make America Great Again”). O protesto contra os líderes das duas grandes potências nucleares reuniu ativistas da Anistia Internacional, ecologistas, anarquistas e membros do movimento LGBTI+.

A comunidade ucraniana residente em Helsinque também protestou contra o fato de a Rússia continuar a ocupar a Crimeia. “Que Putin faça tudo o que queira no seu próprio país é uma coisa, mas invadir outros países para roubar territórios não está nada bem”, disse à EFE o ucraniano Víctor Ivanov, que marchou acompanhado da mulher, envolto a uma bandeira da Ucrânia.

Oki, um finlandês que se expressa em russo, percorreu 250 quilômetros desde a cidade de Pori, no noroeste da Finlândia, para se manifestar no centro de Helsinque com um grande cartaz com a palavra de ordem “Deportemos o racismo”. “Queremos que Putin e Trump deixem de estimular guerras em todo o mundo”, disse à agência espanhola.

A poucos metros, Helena, finlandesa que trabalha em uma instituição da ONU em Genebra, exibia um cartaz que exigia a liberdade para o cineasta ucraniano Oleg Sentsov, que cumpre uma pena de 20 anos de prisão na Rússia, por delitos de terrorismo, e que se encontra em greve de fome há dois meses.

“A situação da liberdade de imprensa na Rússia é realmente deplorável. Falar com liberdade e trabalhar para os direitos humanos é muito problemático na Rússia”, afirmou.

Ciberia, Lusa // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Bebês ingerem 1,5 milhão de partículas de microplástico por dia, diz estudo

Um bebê de 12 meses ingere, em média, mais de 1,5 milhão de partículas de microplástico por dia que são liberadas da mamadeira, revelou um estudo divulgado nesta segunda-feira (19/10). O impacto destas micropartículas para …

Aumento na densidade do espaço fora do sistema solar é descoberto pela sonda espacial Voyager

Em novembro de 2018, após uma viagem épica de 41 anos, a Voyager 2 finalmente cruzou a fronteira que marcava o limite da influência do Sol e entrou no espaço interestelar. Mas a missão da …

Polícia Federal faz operação de busca e apreensão na 77ª fase da Lava Jato

São sete mandatos no Rio de Janeiro e em Niterói contra suspeita de propina na Petrobras envolvendo pouco mais de três bilhões de litros de combustíveis. Por determinação da 13ª Vara Federal em Curitiba (PR), a …

Suspeitos de COVID-19 podem ter dados compartilhados com a polícia na Inglaterra

  As informações pessoais de suspeitos de contaminação pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) podem ser utilizadas pela polícia da Inglaterra para garantir que eles não quebrem o isolamento. De acordo com as informações oficiais, as autoridades poderão ter …

Jejum intermitente funciona? Este estudo indica que não

Um estudo recém publicado na revista médica “Jama Internal Medicine” mostra que a prática conhecida como jejum intermitente não traz benefícios para o corpo e, ainda, não promove perda de peso de fato. A pesquisa, …

Estudos corroboram correlação entre tipo sanguíneo e risco de covid-19

A suscetibilidade ao contágio com o vírus Sars-Cov-2 pode variar segundo o grupo sanguíneo: os indivíduos do grupo O tendem a um menor risco, enquanto os demais estão também potencialmente mais expostos a quadros clínicos …

Bolsonaro reforça que brasileiro não será obrigado a tomar vacina contra a COVID-19

Declaração do presidente acontece três dias depois de o governador João Doria informar que vacinação será obrigatória no estado de São Paulo. O presidente Jair Bolsonaro reforçou hoje (19) na saída do Palácio da Alvorada o …

Engenheiros criam sabre de luz real de plasma retrátil de 2.200°C que corta aço

Os engenheiros por trás do canal do YouTube “The Hacksmith” criaram o sabre de luz de “Star Wars” no mundo real que é quente o suficiente para derreter aço e até titânio em segundos. James Hobson, …

Evo Morales comemora vitória de seu candidato, Luis Arce, à presidência na Bolívia

De La Paz, na Bolívia, o candidato a presidente Luis Arce e, de Buenos Aires, na Argentina, o ex-presidente Evo Morales comemoram vitória nas eleições tanto para presidente quanto para o Congresso, realizadas neste …

Síndrome provoca mudança na coloração dos olhos em população nativa da Indonésia

Em um país cujo a vasta maioria da população possui cabelos e olhos escuros, uma rara síndrome genética ofereceu aos membros de uma tribo nativa da Indonésia uma impressionante condição: os mais impactantes e profundos …