Trump assina ordem executiva que repõe sanções contra o Irã

O presidente dos Estados Unidos assinou a ordem executiva que prevê a reposição de várias sanções contra o Irã, afirmando que o objetivo político de Washington é impor uma “máxima pressão econômica” sobre Teerã.

A ordem executiva é assinada três meses depois de Washington ter saído do acordo nuclear com o Irã e as sanções previstas no documento entrarão em vigor a partir da meia-noite (hora local em Washington).

O acordo nuclear foi assinado em 2015 entre o Irã e o grupo 5+1 (EUA, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha).

Com exceção de Washington, os restantes continuam comprometidos com o protocolo, que previa o congelamento do programa nuclear iraniano em troca do levantamento de sanções econômicas.

Em comunicado, o chefe de Estado norte-americano reiterou nesta segunda-feira (6) que o acordo de 2015 foi “horrível e unilateral”, salientando que o protocolo acabou por proporcionar ao governo iraniano o dinheiro necessário para promover um clima de conflito no Oriente Médio.

“Instamos todas as nações a tomar medidas que deixem claro que o regime iraniano enfrenta uma escolha: ou mudar seu comportamento ameaçador, desestabilizador e a se reintegrar na economia global, ou continuar em um caminho de isolamento econômico”, frisou Trump.

O presidente advertiu igualmente que aqueles que não abandonarem os respectivos laços econômicos com o Irã “correm o risco de sofrer severas consequências” à luz das sanções agora repostas.

Trump reiterou igualmente a sua disponibilidade de firmar um novo acordo, “mais amplo”, com o Irã, um texto que não se limite ao programa nuclear iraniano.

Estou aberto para alcançar um acordo mais amplo, que aborde todo o conjunto de atividades malignas do regime, incluindo seu programa de mísseis balísticos e seu apoio ao terrorismo”, disse Trump, citado em comunicado divulgado pela Casa Branca.

Antes da divulgação da nota, o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, já tinha assegurado que as novas sanções contra o Irã vão ser impostas de forma rigorosa e que serão mantidas até que o governo iraniano altere sua política.

Em declarações aos jornalistas no regresso aos EUA, após uma deslocação ao sudeste asiático, Pompeo disse ainda que o restabelecimento das sanções constitui um importante pilar da política norte-americana frente ao Irã.

Um alto funcionário da administração norte-americana afirmou que a ordem executiva firmada por Trump volta novamente a penalizar o comércio do ouro, de metais preciosos e outros, incluindo alumínio e aço, mas também repõe sanções ao setor automobilístico iraniano.

O decreto presidencial proíbe igualmente transações financeiras relacionadas com o sistema ferroviário, impede a aquisição de dólares por parte de Teerã e prever a imposição de sanções a todos que comprarem ou facilitarem a emissão de dívida soberana iraniana.

Rohani responde

O presidente do Irã, Hassan Rohani, respondeu ao homólogo norte-americano, afirmando ser insensato associar negociações a sanções e classificando a postura de Washington como “contraditória”. “Não se pode negociar ao mesmo tempo que há sanções”, disse.

Associar negociações a sanções é insensato. Impõem sanções às crianças iranianas, aos doentes e à nação”, disse o chefe de Estado iraniano, em entrevista à televisão estatal iraniana, algumas horas antes da entrada em vigor das sanções norte-americanas.

“Aquele que fala em negociações tem que demonstrar que quer solucionar algo com as negociações”, destacou Hassan Rohani.

Na mesma entrevista, o chefe de Estado acusou ainda os EUA de quererem promover uma “guerra psicológica” contra o país. “Querem lançar uma guerra psicológica contra a nação iraniana e provocar divisões” entre os iranianos, disse o representante.

Ciberia, Lusa // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

União Europeia começa exame contínuo da vacina russa Sputnik V

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) deu início ao exame contínuo do dossiê de registo da vacina Sputnik V para verificar sua conformidade com as normas europeias de eficácia, segurança e …

Afrouxar uso de máscaras é "pensamento neandertal", diz Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, criticou nesta quarta-feira (03/03) a decisão dos estados do Texas e do Mississippi de suspender a obrigatoriedade do uso máscaras para conter a propagação do coronavírus. O democrata …

Argentina só vai habilitar motoristas que fizerem curso sobre igualdade de gênero

A partir de março e 2021 quem quiser tirar carteira de habilitação na Argentina terá de estudar mais do que somente as leis de trânsito, o funcionamento do automóvel e a própria condução de um …

ONGs denunciam grupo Casino na Justiça francesa por desmatamento na Amazônia

Organizações de defesa do meio ambiente e dos povos indígenas denunciaram nessa quarta-feira (3) o grupo Casino na Justiça francesa. A empresa é acusada de responsabilidade no desmatamento da Amazônia através da venda de …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Um cientista criou um algoritmo de computador que pode levar a descobertas transformadoras em energia e cuja própria existência levanta a probabilidade de que nossa realidade possa realmente ser uma simulação. O algoritmo foi criado pelo …

The Crown "é baseada na verdade", diz Harry que dá ideia de convívio com família real

Principe Harry defendeu a série “The Crown” da Netflix, dizendo que – embora não fosse “estritamente preciso” – retratava as pressões da vida dentro da família real. Em uma entrevista com James Corden, do programa americano …

Microsoft acusa hackers chineses de ciberataques a entidades dos EUA com uso de falhas desconhecidas

A Microsoft relatou a detecção de exploits desconhecidos utilizados por hackers chineses "patrocinados pelo Estado" destinados a atacar versões locais da Microsoft Exchange Server a fim de receber informações de entidades dos EUA. Exploit é uma …

Compra de mansão lança novas suspeitas sobre Flávio Bolsonaro

Filho mais velho do presidente comprou imóvel de luxo de R$ 6 milhões. Valor está bem acima do patrimônio declarado pelo senador, e condições de empréstimo para quitar mais da metade do valor levantam questionamentos. O …

Condenado a três anos de prisão, ex-presidente francês Sarkozy enfrenta outros processos na Justiça

Ele se tornou o primeiro ex-chefe de Estado francês a receber em primeira instância uma pena de prisão em regime fechado. Nicolas Sarkozy foi julgado culpado na segunda-feira (1°) por corrupção e tráfico de …

Colômbia é o 1º país latino-americano a receber vacinas da iniciativa COVAX

Nesta segunda-feira (1º), um lote de 117 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech chegou à Colômbia por meio da iniciativa COVAX. O país é o primeiro na região a receber os imunizantes do consórcio da …