Pesquisadores revelam as vantagens de estudar quinto estado da matéria no espaço

Nuvens de átomos extremamente frios conhecidas como condensados de Bose-Einstein foram produzidas pela primeira vez no espaço em julho de 2018 no Cold Atom Laboratory da Nasa, instalado na Estação Espacial Internacional.

Além de ser um marco tecnológico, também pode melhorar a compreensão da física fundamental. O constante estado de queda livre da estação espacial oferece novos métodos para estudar condensados de Bose-Einstein e permite medições de alta precisão.

Nos condensados de Bose-Einstein os átomos se comportam diferente de qualquer coisa conhecida na Terra. Diferente de líquidos, gases, sólidos ou plasma, esses condensados são caracterizados como o quinto estado da matéria. Os átomos de elementos, nesse caso rubídio, são resfriados até próximo a zero absoluto, que equivale a menos 273 graus Celsius ou zero Kelvin.

No condensado de Bose-Einstein os átomos se portam mais como ondas do que como partículas. Esse fenômeno, que normalmente é observado em escala microscópica, passa a ser macroscópico e, portanto, mais fácil de ser estudado.

Em estado extremamente frio os átomos, em estado de energia mais baixo, assumem a mesma identidade de onda e se tornam indistintos. As nuvens de átomos se assemelham a um superátomo, em vez de átomos individuais. Eles se tornam uma única entidade com propriedades quânticas.

Os condensados de Bose-Einstein borram a linha entre as forças que regem o mundo macroscópico (como a força da gravidade) e o mundo microscópico governado pela mecânica quântica. Os cientistas acreditam que eles contêm pistas essenciais sobre fenômenos como a matéria escura.

Mas a mínima interação com o mundo exterior pode aquecê-los o suficiente para que passem do limite de condensação. Como a gravidade interfere nos campos magnéticos necessários para manter os condensados de Bose-Einstein em posição para a observação, é mais difícil estudá-los na Terra.

Diferenças

Agora, os cientistas publicaram na Nature artigo que relata diferenças nas propriedades dos condensados de Bose-Einstein criados na Terra e aqueles criados na Estação Espacial Internacional.

Uma delas é que enquanto nos laboratórios do planeta os condensados de Bose-Einstein duram milissegundos, no espaço eles demoram mais do que um segundo para se dissipar. Isso permite que os pesquisadores estudem suas propriedades.

Essa diferença de duração está relacionada ao fato de que a microgravidade permitiu aos pesquisadores criar condensados de Bose-Einstein de rubídio em espaço bem mais raso do que na Terra.

Além disso, na microgravidade os átomos podem ser manipulados por campos magnéticos mais fracos. Isso acelera o resfriamento e permite imagens mais claras.

Para o líder da pesquisa, David Aveline, estudar condensados de Bose-Einstein em microgravidade criou oportunidades de pesquisa. Entre elas estão aplicações em teses de relatividade geral, procura por energia escura e ondas gravitacionais para navegação de naves espaciais, além de prospecção de minerais na superfície lunar e outros corpos planetários.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …