WhatsApp volta atrás e estende suporte a aparelhos mais antigos

Atendendo aos pedidos dos usuários, o WhatsApp estendeu o período de suporte para uma série de aparelhos antigos, que ganharam novas datas para o fim do funcionamento. Inicialmente, dispositivos da Nokia e edições mais velhas do Android deixariam de funcionar neste sábado (1º), mas ganharam uma sobrevida adicional com as mudanças.

Apesar da extensão, entretanto, o WhatsApp informa que a garantia é de que apenas as funções essenciais do mensageiro permanecerão funcionando – ou seja, a capacidade de mandar mensagens em si.

Outras opções, entretanto, podem depender de recursos disponíveis em versões mais recentes dos sistemas operacionais, deixando de funcionar quando elas não estiverem disponíveis.

Confira a lista de suporte atualizada e as novas datas para fim do funcionamento em sistemas antigos:

Android 2.3.7: 1º de fevereiro de 2020;
Windows Phone 8: 31 de dezembro de 2017;
BlackBerry OS e BlackBerry 10: 31 de dezembro de 2017;
Nokia S40: 31 de dezembro de 2018.

Para outros, entretanto, esta sexta-feira (30) é o último dia de funcionamento do WhatsApp em seus aparelhos. Os dispositivos e plataformas que perdem suporte no fim deste mês são os seguintes:

Android 2.3.3;
Windows Phone 7;
iOS 6 (iPhone 3GS);
Symbian S60.

Apesar de o calendário de desativação de dispositivos antigos ser sempre informado com antecedência pelo WhatsApp – no caso, aqui, esse anúncio foi feito no começo de 2017.

A iminência do desligamento em dispositivos com Windows 8.1 e BlackBerry 10, por exemplo, gerou bastante ansiedade por parte dos usuários, que reclamaram à empresa uma extensão para que pudessem se adaptar.

No Brasil, por exemplo, a Proteste, associação em prol da defesa do consumidor, notificou o WhatsApp pelo fim do suporte, alegando que a interrupção do serviço fere os direitos dos clientes.

Para a organização, dispositivos que fazem parte da lista de desligamento ainda recebem suporte das operadoras locais, e sendo assim, a empresa não poderia obrigar os usuários a trocarem de dispositivo por dependerem de suas soluções.

Na ocasião, o Facebook, que é dono do WhatsApp, não comentou o caso. As mudanças no calendário de desativação foram realizadas, de acordo com a empresa, para atender aos clamores de uma parcela importante, mesmo que pequena, da base de usuários.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Brasil ruma para "tempestade perfeita" em meio a pandemia

Abril teria sido um mês ocupado para os hospitais brasileiros, de qualquer modo: enquanto a população ainda enfrentas o vírus da dengue, a estação da gripe vai começar a se manifestar. Em 2020, porém, o …

Empresa japonesa testa nova molécula contra a Covid-19

O grupo japonês Fujifilm anunciou nesta quarta-feira (1) o início de testes clínicos de seu medicamento antigripal Avigan para avaliar sua eficácia contra o novo coronavírus. Até o final de junho, o produto vai ser …

Razão pela qual tubarões caçam em torno da Europa e EUA é revelada

Tubarões e grandes prestadores marinhos evitam caçar em águas quentes equatoriais e preferem viver mais ao norte e ao sul, em zonas que compreendem a Europa, os Estados Unidos e a África do Sul. Os tubarões …

Os distanciamentos do coronavírus mudaram a maneira como a Terra se move

As pessoas têm ficado em casa para diminuir a velocidade com a qual o novo coronavírus se espalha. Mas essa atitude pode significar que o planeta também está se movendo um pouco menos. Pesquisadores que estudam …

Facebook não quis investigar desinformação vinda de site norte-americano

“Facebook” e “transparência” são duas palavras que geralmente estão juntas em pautas mais espinhosas, e desta vez não é diferente: segundo uma reportagem veiculada pelo jornal norte-americano The New York Times, a rede social mais …

Maduro denuncia navio turístico 'pirata' português que afundou embarcação da Marinha venezuelana

O presidente venezuelano Nicolás Maduro denunciou o ataque e afundamento de um barco da Marinha da Venezuela por um navio turístico "pirata", a noroeste da ilha de La Tortuga. Na noite de segunda-feira (30), o navio …

Mundo do futebol tenta atenuar perdas financeiras com reduções de salários

O mundo do futebol, como qualquer actividade que gera dinheiro e emprega pessoas, começa a sentir os efeitos do confinamento visto que em quase todas as partes do mundo não se pratica futebol e os …

Políticos da oposição pedem renúncia de Bolsonaro em manifesto

Haddad, Ciro, Boulos e outras lideranças endossam documento crítico à atuação do presidente diante da pandemia de coronavírus. Texto diz que Bolsonaro é um líder irresponsável e agrava a crise com mentiras e crimes. Políticos da …

Economia alemã pode encolher até 5,4% em 2020

Conselho de Consultores Econômicos aponta que pandemia de coronavírus vai, inevitavelmente, levar a Alemanha a uma recessão ainda no primeiro semestre deste ano. A pandemia do novo coronavírus vai, inevitavelmente, levar a Alemanha a uma recessão …

Tênis da Apple nunca comercializado é vendido em leilão por R$ 50 mil

  Você já ouviu falar dos tênis da Apple? Se disse não, está entre a maioria, porque a grande parte das pessoas, mesmo os fãs mais ardorosos da companhia, talvez sequer saibam que esses calçados tenham …