António Guterres presta juramento de posse como novo secretário-geral da ONU

Rick Bajornas / ONU

António Guterres na Assembleia Geral, no dia 13 de outubro de 2016

António Guterres chega na Assembleia Geral, no dia 13 de outubro de 2016

O secretário-geral designado das Nações Unidas chegou à organização esta segunda-feira para prestar seu juramento de posse. O português António Guterres começa a exercer o cargo oficialmente no dia 1º de janeiro.

A cerimônia de juramento aconteceu durante a manhã, no saguão da Assembleia Geral. António Guterres fez o juramento com a mão esquerda sobre a Carta das Nações Unidas.

António Guterres, afirmou que as “Nações Unidas nasceram da guerra e hoje, devem estar aqui para a paz”.

Falando em inglês, Guterres prestou juramento, esta segunda-feira, em cerimônia na Assembleia Geral, em Nova York. Ele jurou solenemente exercer lealdade e defender os interesses da ONU.

Prioridades

Logo depois, Guterres falou sobre suas três prioridades: paz e segurança, desenvolvimento sustentável e reforma das Nações Unidas.

O próximo secretário-geral afirmou que ” a organização é o pilar do multilateralismo e tem contribuído para décadas de uma paz relativa”. Mas ele disse que “os desafios atuais estão superando a sua capacidade de resposta e a ONU precisa estar pronta para mudar”.

António Guterres disse que os conflitos se tornaram mais complexos e interligados do que nunca e produzem “terríveis” violações das leis internacionais e de direitos humanos.

O próximo chefe da ONU declarou que as pessoas estão sendo forçadas a fugir de suas casas numa escala jamais vista em décadas e alertou para uma nova ameaça, o terrorismo global.

Ele citou ainda mudança climática, crescimento da população, rápida urbanização, insegurança de alimentos e escassez de água.

Progressos

Segundo Guterres, nos últimos 20 anos foram alcançados progressos tecnológicos extraordinários, a economia global cresceu e os indicadores sociais básicos melhoraram. Além disso, a proporção de pessoas que deixaram de viver na pobreza caiu drasticamente.

Mas ele afirmou que a globalização e o progresso tecnológico contribuíram para o aumento das desigualdades.

O novo chefe da ONU declarou que muitas pessoas acabaram ficando para trás, incluindo nos países em desenvolvimento, onde empregos desapareceram e novos postos de trabalho estão fora do alcance de muitos.

Eskinder Debebe / ONU

António Guterres presta juramento como novo Secretário Geral das Nações Unidas

António Guterres presta juramento como novo Secretário Geral das Nações Unidas

Guterres afirmou que o desemprego entre os jovens “explodiu” e a globalização também ampliou o alcance do crime organizado e do tráfico. Ele disse que “o medo “está comandando as decisões de muitas pessoas em todo o mundo”.

Para Guterres, uma das maiores deficiências atuais é a “incapacidade de prever crises”.

Prevenção

Falando em francês, o próximo secretário-geral disse que “a prevenção exige lidar com as causas do problema entre os três pilares das Nações Unidas: paz e segurança, desenvolvimento sustentável e direitos humanos”.

Ele afirmou que “a proteção e a autonomia de mulheres e meninas são fundamentais. Igualdade de gênero é a chave para o desenvolvimento”.

Guterres declarou que em crises graves, como na Síria, Iêmen, Sudão do Sul, entre outros e em longas disputas como o conflito entre israelenses e palestinos são necessários mais esforços de mediação, arbitragem e o que chamou de diplomacia criativa.

Ele alertou que “a escala de desafios atuais exige que todos os países cooperem para uma reforma profunda e contínua das Nações Unidas”.

Guterres citou ainda que a ONU “não fez o suficiente para prevenir e responder a crimes de violência e exploração sexual cometidos por tropas de paz.

Ele prometeu trabalhar conjuntamente com os países-membros na criação de medidas estruturais, legais e operacionais para tornar realidade a política de tolerância zero da organização.

Valores

Guterres encerrou o discurso prometendo respeitar a paridade de gênero até o final de seu mandato, em 2021.

Ele disse que “todos nós vivemos em um mundo complexo e que as Nações Unidas não podem fazer tudo sozinhas”. Para o próximo secretário-geral, “a parceria deve ser parte central da nova estratégia”.

Guterres quer que o mundo, que será herdado pelas crianças, seja definido pelos valores consagrados na Carta da ONU: paz, justiça, respeito, direitos humanos, tolerância e solidariedade.

Ele explicou que as ameaças a esses valores têm como base, geralmente, o medo. António Guterres afirmou que o dever de todos é trabalhar em conjunto para acabar com o medo mútuo e transformá-lo em confiança mútua.

Guterres assume o cargo de secretário-geral em 1º de dezembro, substituindo o atual chefe da ONU, Ban Ki-moon, cujo mandato termina em 31 de dezembro.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …