Astrônomos acidentalmente encontram uma galáxia enorme do início do universo

Uma nova pesquisa da Universidade do Arizona (EUA) descobriu uma galáxia enorme nascida no início da história do universo, praticamente invisível para nós, utilizando o grupo de mais de 60 telescópios do Atacama Large Millimetre Array, no Chile.

As observações realizadas pela equipe indicam que a galáxia tem 12,5 bilhões de anos, ou seja, surgiu apenas um bilhão de anos depois do Big Bang, uma época que é considerada a “infância” do universo.

A luz que os pesquisadores observaram é provavelmente o brilho de partículas de gás formando estrelas dentro da galáxia. A poeira bloqueia outros comprimentos de luz, incluindo a luz das próprias estrelas.

“A luz parecia não estar ligada a nenhuma galáxia conhecida. Quando vi que essa galáxia era invisível em qualquer outro comprimento de onda, fiquei muito empolgada, porque significava que provavelmente estava muito longe e escondida por nuvens de poeira”, explica Christina Williams, pós-doutoranda na Universidade do Arizona e principal autora do estudo.

“Faz você pensar se isso é apenas a ponta do iceberg, com todo um novo tipo de população de galáxias esperando para ser descoberta”, disse outra pesquisadora do estudo, Kate Whitaker, em um comunicado à imprensa.

A nova galáxia é interessante por um número de fatores. Por exemplo, enquanto possui o mesmo número de estrelas que a Via Láctea, é 100 vezes mais ativa.

Os cientistas já previam que tais galáxias enormes e “maduras”, fábricas velozes de estrelas, existiam no início do universo, mas nunca tinham encontrado uma.

O Telescópio Espacial Hubble encontrou alguns objetos semelhantes, porém muito menores. Logo, o achado pode ajudar os pesquisadores a compreenderem melhor seus modelos do universo jovem.

“Nossa galáxia monstruosa invisível tem precisamente os ingredientes certos para ser o elo que falta”, afirmou Williams.

Os cientistas esperam que tecnologias futuras possam oferecer mais detalhes sobre essa galáxia e outras semelhantes. Por enquanto, é muito difícil observá-la, mas telescópios como o James Webb, que deve estar ativo em março de 2021, podem trazer muitas novas informações.

“O Telescópio Espacial James Webb poderá olhar através do véu de poeira para que possamos aprender quão grandes são realmente essas galáxias e quão rápido elas estão crescendo, para entender melhor por que os modelos falham em explicá-las”, resumiu Williams.

Um artigo sobre o estudo foi publicado na revista científica The Astrophysical Journal.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Documentos secretos dos EUA expõem grandes bancos

Arquivos do Departamento do Tesouro americano revelam que algumas das maiores instituições financeiras do mundo facilitaram por anos lavagem de dinheiro. Valor suspeito movimentado chega a 2 trilhões de dólares. Milhares de documentos secretos do governo …

Estudo confirma que animais e humanos podem transmitir SARS-CoV-2 entre si

Cientistas neerlandeses examinaram grupos de animais e humanos de 16 fazendas de martas nos Países Baixos, descobrindo que houve infeção entre eles. Um estudo realizado em 16 fazendas de martas nos Países Baixos confirma que o …

Uma imensidão de novos mundos podem conter vida após essa nova descoberta

Pesquisadores observaram um planeta gigante orbitando sua estrela, uma anã branca, pela primeira vez. É a mais forte evidência até o momento de que planetas conseguem sim sobreviver a morte violenta de suas estrelas-mãe. A estrela …

Covid-19 vira “oportunidade" para golpistas na internet

Incertezas sobre os sintomas, alta contagiosidade, milhares de mortes no mundo. Ao atingir em cheio o medo das pessoas, o coronavírus se tornou uma “oportunidade" para golpistas na internet, que se aproveitam da ansiedade …

Trump ofereceu perdão a Assange em troca de fonte de e-mails vazados, diz advogada

Advogada de Assange afirmou que administração Trump ofereceu liberdade para o fundador do WikiLeaks caso ele revelasse a fonte por trás dos vazamentos de e-mails do Partido Democrata dos EUA. A oferta teria sido feita através …

Estudo mostra material especial que pode ser usado em construções em Marte

A NASA planeja levar humanos novamente à Lua com o programa Artemis a partir de 2024, que irá contribuir para a realização de futuras visitas a Marte. E Elon Musk é um entusiasta da ideia …

YouTube, Facebook: redes sociais bloqueiam contas de pesquisadores de maconha medicinal

No final do ano passado o uso medicinal da maconha foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e legalizado no Brasil. A lei, que beneficia a saúde de milhares de pessoas que sofrem com …

Telescópio Hubble revela Júpiter se preparando para mudar de cor

"A visão nítida do Hubble oferece um informe meteorológico atualizado sobre a atmosfera do monstruoso planeta", afirmam astrônomos. O telescópio espacial Hubble capturou uma imagem de uma singular tormenta branca em Júpiter, que começou em 18 …

Pessoas anti-máscaras são obrigados a virar coveiros de vítimas do Covid-19

Máscaras são comprovadamente uma das melhores, mais simples e baratas maneiras de proteger a si mesmo e aos demais contra o Covid-19. Mas ainda há uma imensidade de pessoas que insistem em recusar usar máscaras …

Manifestantes protestam em Tel Aviv a poucas horas do reconfinamento em Israel

Centenas de israelenses foram às ruas na noite desta quinta-feira (17) protestar contra o reconfinamento determinado pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu a partir desta sexta-feira (18) em Israel. O isolamento imposto nas próximas três semanas, para …