Ataques sônicos a diplomatas dos EUA podem não passar de histeria coletiva

US Department of State

Segundo um especialista, os diplomatas norte-americanos que se dizem vítimas dos chamados “ataques sônicos” experimentam apenas uma forma contagiosa de delírio coletivo.

Em 2016, diplomatas norte-americanos em Cuba foram alvo de um misterioso “ataque sônico”, realizado por uma tecnologia nunca vista antes de sons armados. O ataque em Cuba e, mais recentemente, na China, acionaram o alerta da chegada dessa arma perigosa e invisível.

No entanto, talvez nunca tenha acontecido nada.

De acordo com um especialista em doenças psicogênicas coletivas, os sintomas dos diplomatas poderiam ser o resultado de uma ilusão contagiosa coletiva, e não as marcas de uma arma sonora invisível para a qual não existem provas concretas.

“Estou convencido de que lidamos com um caso de histeria coletiva”, disse o sociólogo Robert Bartholomew à ABC News.

A condição é descrita pelo especialista como um fenômeno médico e social que causa ilusões e sintomas em determinado grupo de pessoas. O fenômeno tem sido observado não só nos últimos tempos, como ao longo da história.

Apesar de um relatório divulgado por cientistas da Universidade da Pensilvânia ter concluído que as vítimas de Cuba sofreram “danos nas redes cerebrais”, Bartholomew diz que a histeria coletiva é exatamente o fenômeno que estamos presenciando.

Armas sônicas não podem causar concussões – é fisicamente impossível”, argumenta Bartholomew, contrariando o resultado do relatório.

Na verdade, o estudo não foi conclusivo no que toca à forma como o trauma aconteceu, sugerindo que os sintomas e manifestações podem representar “uma nova entidade clínica”, destacando que ainda não está claro de que forma o ruído está relacionado com o que os diplomatas americanos relataram.

No entanto, Bartholomew desvaloriza os resultados do estudo, defendendo a tendência estereotipada das pessoas de alcançar diagnósticos médicos improváveis face a explicações mais plausíveis. “As pessoas escolhem uma hipótese mais exótica e cientificamente impossível”, destaca.

Seja qual for a causa dos sintomas misteriosos – se um som armado ou delírios desenfreados –, o certo é que não estão desaparecendo.

Caso venha a ser comprovado que se trata mesmo de um fenômeno de histeria coletiva, é provável que nunca venha a ser anunciado pelo governo. “Uma vez que é afirmada a existência de um ataque, não há volta”, explica Mitchell Joseph Valdés-Sosa, diretor do Centro de Neurociência cubano.

O governo estaria disposto a admitir que cometeu um erro?“, questiona.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

60% das espécies de café estão em risco de extinção

Pela primeira vez, o café integra a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza como espécie em vias de extinção. De acordo com um estudo publicado esta semana nas revistas ScienceAdvances e Global Change Biology, 60% …

Pela felicidade dos professores, escola cria “licença do amor”

A escola de ensino médio de Dinglan, localizada na cidade chinesa de Hangzhou, apresentou esta semana a “licença do amor”, que visa melhorar o humor dos professores e, consequentemente, o trabalho com os alunos. Segundo relata …

Parte da Antártida está encolhendo (e não deveria)

Quando os cientistas falam sobre o derretimento da Antártida, geralmente se referem à Antártida Ocidental, onde gigantescos glaciares costeiros derramam grandes quantidades de água. Mas, do outro lado das montanhas transantárticas a leste, há um manto …

Estátua de diabo “alegre demais” gera polêmica na Espanha

Uma estátua que representa o diabo foi criticada por ser “alegre demais” pelos moradores da cidade de Segóvia, na Espanha. A escultura de bronze, que ainda não foi instalada, foi criada em homenagem a uma lenda …

Deputada britânica adiou o parto para votar contra o acordo do Brexit

Tulip Siddiq decidiu adiar o nascimento do segundo filho para poder votar contra o acordo do Brexit. A deputada trabalhista chegou ao Parlamento em uma cadeira de rodas. Tulip Siddiq decidiu adiar o nascimento do filho por …

Sorveteria em Florença cobra R$ 106 de turista por uma bola de sorvete

Uma sorveteria cobrou 25 euros (cerca de R$ 106) por um sorvete a um turista de Taiwan. Indignado, o turista reclamou ao guia que o acompanhava, que chamou a polícia. O estabelecimento foi multado em …

McDonald’s perde direitos do Big Mac para cadeia de fast food irlandesa

A irlandesa Supermac’s conseguiu uma vitória histórica: o Big Mac deixa de ser uma marca registrada na Europa. Mas a decisão ainda é passível de recurso. “É o fim do McBully”, disse Pat McDonagh, que recebeu …

Disco de gelo giratório gigantesco "invade" rio no Maine

Um enorme círculo de gelo giratório se formou esta semana no rio de Presumpscot, na cidade de Westbrook, no estado norte-americano do Maine. Esse disco bizarro, ainda que raro, é um fenômeno natural fruto da Física. …

Em um restaurante de Dubai, deixar comida no prato dá multa (e é mais cara que a refeição)

Com Dubai se tornando mais consciente do desperdício de alimentos, um restaurante se lembrou de uma maneira de fazer com que os clientes não deixem comida no prato. O restaurante Gulou Hotpot, em Al Barsha, uma sossegada …

Crivella quer abrir cassino no Rio

Com uma expansão em mente para atrair ainda mais turistas ao Rio de Janeiro, o prefeito Marcelo Crivella começou a trabalhar para abrir um cassino na cidade. A era de ouro dos cassinos no Brasil durou de …