Basta uma hora de exercício por semana para prevenir a depressão

Todos sabemos que o exercício físico traz grandes benefícios não só à nossa saúde física mas também mental. Cientistas descobriram agora que basta uma hora por semana para prevenir a depressão.

Pesquisadores do Reino Unido, Austrália e Noruega se uniram para analisar dados recolhidos entre 1984 e 1997, em um questionário norueguês chamado HUNT (Nord-Trondelag Health Study), que inclui informações sobre os hábitos da população, condições de saúde e amostras de sangue.

De acordo com a equipe internacional, os últimos dados apontam para uma ligação entre os níveis de atividade física e a saúde mental, como a depressão e a ansiedade.

“Sabemos há algum tempo que o exercício tem um papel importante em tratar sintomas da depressão. Mas esta é a primeira vez que conseguimos quantificar o potencial de prevenção da atividade física em termos de reduzir futuros níveis de depressão”, explica o líder da pesquisa Samuel Harvey, da Universidade de New South Wales, na Austrália.

No estudo, foram analisados 33.908 adultos saudáveis, sem indícios de ansiedade ou depressão, bem como seus hábitos de exercício físico. Depois, os dados recolhidos entre nove e 13 anos mais tarde mostraram quem desenvolveu ansiedade e depressão.

Resultados

Os dados revelaram que, mesmo desconsiderando variáveis socioeconômicas, as pessoas que não se exercitavam de nenhuma forma tiveram 44% mais chances de desenvolver depressão em relação àqueles que se exercitaram pelo menos uma hora por semana.

Esta é uma ótima notícia para todos os que não conseguem praticar esporte com frequência ou cumprir os 150 minutos semanais recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Além disso, os pesquisadores não encontraram relação entre a intensidade do exercício e seus efeitos protetores relativamente à depressão. A idade ou sexo dos participantes também não interferiu nos resultados. “A maior parte dos benefícios mentais provenientes da prática de exercício acontece na primeira hora semanal de exercício”, afirma Harvey.

Infelizmente, os resultados não se estenderam à ansiedade. A equipe observou que a prática de exercício físico não influenciou o desenvolvimento posterior, ou não, desse problema na vida de uma pessoa.

No entanto, é importante destacar que a pesquisa não conseguiu excluir as pessoas que já tinham tido episódios de depressão antes de 1983, o que significa que muitos casos observados poderiam ser recaídas e não uma “novidade”.

Quem tem um episódio de depressão tem mais probabilidades de ter outros episódios semelhantes no futuro, por isso, a prevenção é uma palavra-chave nesta doença.

“Este fator tem consequências importantes na interpretação dos resultados e sugere que os efeitos protetores do exercício podem ser ainda maiores do que o observado no estudo”, concluem os pesquisadores no artigo, publicado na revista American Journal of Psychiatry.

Ciberia // HypeScience / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Coronavírus: Reino Unido proíbe entrada de viajantes vindos da América do Sul e de Portugal por variante encontrada no Brasil

Chegadas ao Reino Unido da América do Sul e Portugal serão proibidas a partir de sexta-feira (15/01) devido a preocupações com a variante brasileira do coronavírus. O secretário de transportes, Grant Shapps, disse que a mudança …

Vacinação nacional contra a COVID-19 começa no dia 20, às 10h

Ao que tudo indica o Brasil já tem uma data oficial para o início da vacinação, em massa, contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2). Nesta quinta-feira (14), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou que a …

"Futuro assustador de extinção em massa" nos espera, elite dos cientistas alerta

O planeta enfrenta um “futuro assustador de extinção em massa, declínio da saúde e distúrbios climáticos” que ameaçam a sobrevivência humana por causa da ignorância e da inação, de acordo com um grupo internacional de …

Oferta de perfuração do Ártico tem fracasso histórico por falta de interessados

O recente leilão que oferecia arrendamentos de perfuração de petróleo no Ártico foi um fracasso. Esperava-se que a chamada atraísse muitos interessados em explorar a área no Alasca, mas a realidade foi outra. A notícia é …

Palácio mais antigo da China de 5.300 anos é descoberto perto de antiga capital

Palácio descoberto no sítio arqueológico de Shuanghuaishu, nos arredores da cidade de Zhengzhou, uma das oito capitais antigas, foi construído por volta de 3300 a.C., ou seja, tem cerca de 5.300 anos, sendo possivelmente a …

Variante da Covid-19 no Brasil faz Reino Unido banir viajantes da América Latina e Portugal

O governo britânico proibiu, nesta quinta-feira, as chegadas de todos os países da América do Sul e do Panamá, além de Portugal, em resposta à nova variante da Covid-19, descoberta no Brasil. A decisão …

CEO do Twitter defende banimento de Trump da rede social

Jack Dorsey diz que medida resulta do “fracasso” da plataforma em mediar diálogo saudável e admite que pode abrir “precedente perigoso”. Proibição veio após presidente dos EUA insuflar apoiadores que invadiram Capitólio. O CEO da rede …

O zumbido de fundo do universo pode ter sido ouvido pela primeira vez

Baseado no que sabemos sobre ondas gravitacionais, o Universo deve estar cheio delas. Cada par de buracos negros ou estrelas de nêutrons e colisão, cada supernova com núcleo em colapso — até mesmo o próprio …

Monocultura da soja destruiu mais de 30% do cerrado brasileiro entre 2004 e 2017, alerta WWF

Os 24 principais focos de desmatamento no mundo provocaram a perda de uma superfície equivalente ao tamanho do Paraguai em menos de uma década, aponta um relatório do Fundo Mundial para a Natureza (WWF, na …

Coreia do Sul eleva capacidades de combate para conter ameaça norte-coreana

A Coreia do Sul planeja elevar suas capacidades militares para conter as ameaças de mísseis de curto alcance dos norte-coreanos, declarou o Ministério da Defesa sul-coreano. A declaração ocorreu após os norte-coreanos prometerem elevar o arsenal …