Basta uma hora de exercício por semana para prevenir a depressão

Todos sabemos que o exercício físico traz grandes benefícios não só à nossa saúde física mas também mental. Cientistas descobriram agora que basta uma hora por semana para prevenir a depressão.

Pesquisadores do Reino Unido, Austrália e Noruega se uniram para analisar dados recolhidos entre 1984 e 1997, em um questionário norueguês chamado HUNT (Nord-Trondelag Health Study), que inclui informações sobre os hábitos da população, condições de saúde e amostras de sangue.

De acordo com a equipe internacional, os últimos dados apontam para uma ligação entre os níveis de atividade física e a saúde mental, como a depressão e a ansiedade.

“Sabemos há algum tempo que o exercício tem um papel importante em tratar sintomas da depressão. Mas esta é a primeira vez que conseguimos quantificar o potencial de prevenção da atividade física em termos de reduzir futuros níveis de depressão”, explica o líder da pesquisa Samuel Harvey, da Universidade de New South Wales, na Austrália.

No estudo, foram analisados 33.908 adultos saudáveis, sem indícios de ansiedade ou depressão, bem como seus hábitos de exercício físico. Depois, os dados recolhidos entre nove e 13 anos mais tarde mostraram quem desenvolveu ansiedade e depressão.

Resultados

Os dados revelaram que, mesmo desconsiderando variáveis socioeconômicas, as pessoas que não se exercitavam de nenhuma forma tiveram 44% mais chances de desenvolver depressão em relação àqueles que se exercitaram pelo menos uma hora por semana.

Esta é uma ótima notícia para todos os que não conseguem praticar esporte com frequência ou cumprir os 150 minutos semanais recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Além disso, os pesquisadores não encontraram relação entre a intensidade do exercício e seus efeitos protetores relativamente à depressão. A idade ou sexo dos participantes também não interferiu nos resultados. “A maior parte dos benefícios mentais provenientes da prática de exercício acontece na primeira hora semanal de exercício”, afirma Harvey.

Infelizmente, os resultados não se estenderam à ansiedade. A equipe observou que a prática de exercício físico não influenciou o desenvolvimento posterior, ou não, desse problema na vida de uma pessoa.

No entanto, é importante destacar que a pesquisa não conseguiu excluir as pessoas que já tinham tido episódios de depressão antes de 1983, o que significa que muitos casos observados poderiam ser recaídas e não uma “novidade”.

Quem tem um episódio de depressão tem mais probabilidades de ter outros episódios semelhantes no futuro, por isso, a prevenção é uma palavra-chave nesta doença.

“Este fator tem consequências importantes na interpretação dos resultados e sugere que os efeitos protetores do exercício podem ser ainda maiores do que o observado no estudo”, concluem os pesquisadores no artigo, publicado na revista American Journal of Psychiatry.

Ciberia // HypeScience / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Startup ajuda pequenas empresas a monitorarem vacinação dos funcionários

A startup brasileira White Tents lançou uma versão em formato freemium — isto é, gratuita mas com alguns recursos pagos — de sua plataforma digital para pequenas empresas que queiram monitorar a vacinação de até …

Argentina vacinará brasileiros na região de fronteira e turistas estrangeiros menores de 18 anos

O governo argentino anunciou uma nova flexibilização para a entrada de estrangeiros no país, a vacinação de turistas menores de 18 anos e de cidadãos de países vizinhos que atravessarem a fronteira por via …

CPI da Pandemia conclui trabalhos e pede o indiciamento de Bolsonaro

Senadores aprovam relatório sobre atuação do governo na crise do coronavírus que propõe punição de 78 pessoas e duas empresas, após seis meses de depoimentos, coleta de provas e repercussão na mídia. A CPI da Pandemia …

Sinais de possível 1º exoplaneta fora da Via Láctea são detectados

Pela primeira vez na história, é possível que os cientistas tenham descoberto um planeta em outra galáxia. O possível exoplaneta recebeu o nome de M51-ULS-1 e se encontra a 28 milhões de anos-luz de distância na …

China vai vacinar crianças a partir de três anos contra a covid-19

Imunizantes aprovados são das farmacêuticas chinesas Sinopharm e Sinovac, fabricante da Coronavac. País será um dos primeiros a começar a vacinar essa faixa etária. No total, China já vacinou 76% da população. Ao menos cinco províncias …

"Bolsonaro ignora todas as necessidades culturais dos brasileiros", diz Gilberto Gil à revista Télérama

A imprensa francesa desta segunda-feira (25) destaca o show de Gilberto Gil nesta noite na Filarmônica de Paris. O músico brasileiro conversou com o jornal Le Monde e com a revista Télérama. "Gilberto Gil", embaixador …

"Peças extraordinárias" achadas na Indonésia podem ser da lendária "ilha do Ouro"

Tesouros no valor de milhões de dólares encontrados nos últimos cinco anos ao longo do rio Musi podem ser do antigo império malaio Serivijaia, na ilha de Sumatra, que por 300 anos dominou as rotas …

Pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", diz diretor da OMS

A pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", disse neste domingo (24) o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus. O representante da ONU discursou na abertura …

Google está “criando Deus”, alerta ex executivo da Google

Segundo um ex-executivo do Google, a singularidade está chegando. E, segundo ele isso representa uma grande ameaça para a humanidade. Mo Gawdat, ex-diretor de negócios da organização moonshot do Google, que na época se chamava Google …

Pandemia causa a maior redução na expectativa de vida desde a Segunda Guerra

Desde a descoberta do coronavírus SARS-CoV-2, mais de 4,9 milhões de pessoas morreram oficialmente em consequência da infecção, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. Nesse cenário, a pandemia da covid-19 reduziu a expectativa de vida …