Chegaram as estradas de plástico; e é uma boa notícia

(dr) MacRebur Plastic Roads Company

Estrada construída a partir de resíduos plásticos em Londres

Uma empresa escocesa desenvolveu um granulado feito a partir de plástico reciclado, que depois é utilizado no processo de asfaltamento. As “estradas de plástico” já são uma realidade no Reino Unido, Canadá e na Austrália.

As estradas de plástico são uma das formas de aproveitar os resíduos plásticos que diariamente desperdiçamos. Esses resíduos, associados a graves problemas de poluição nos oceanos, podem agora ser utilizados para fazer estradas a partir de milhões de garrafas ou sacos de plástico.

O engenheiro escocês Toby McCartney e seus dois sócios andaram durante muito tempo testando a ideia: em uma panela, derreteram vários plásticos, como garrafas, fraldas e sacos de compras. McCartney procurava a receita perfeita para as estradas ecológicas, segundo a CNN.

“Fizemos entre cinco e seis centenas de designs diferentes de polímeros – substância criada através da junção de várias unidades similares – até encontrarmos um que realmente funcionasse”, contou o escocês.

A receita final de plásticos misturados é depois adicionada ao asfalto comum, criando uma estrada mais forte e duradoura. “Queremos resolver dois problemas mundiais. Por um lado, a chamada epidemia do lixo e, por outro lado, a má qualidade das estradas”, explicou.

Os resíduos plásticos são transformados peletizados, ou seja, são transformados em pequenos grânulos e substituem 20% do óleo pegajoso utilizado para selar as estradas tradicionais. Cada tonelada de asfalto contém, aproximadamente, 20 mil garrafas plásticas ou 70 mil sacos de compras descartáveis. Segundo o engenheiro, seu aditivo plástico é mais econômico e funciona como uma “cola” mais forte.

McCartney afirma que suas estradas de plástico são 60% mais fortes do que as estradas tradicionais, e os testes conduzidos em laboratório projetam que as rodovias podem durar até três vezes mais. No entanto, só o tempo poderá dizer como as estradas de plástico resistem ao desgaste.

Atualmente, os negócios de McCartney, a MacRebur Plastic Roads Company, forneceram grânulos de plástico para estradas no Reino Unido, Canadá e Austrália.

Inspiração veio da Índia

McCartney encontrou, pela primeira vez, plásticos nas estrada quando realizou uma viagem ao sul da Índia. De acordo com o escocês, os resíduos eram colocados nos buracos das estradas e depois incendiados, de forma a fundir os plásticos nas crateras, resolvendo assim o problema dos buracos.

Na verdade, a Índia usa o plástico na construção de estradas desde o início do século, seguindo um processo desenvolvido por Rajagopalan Vasudevan, professor de química na Universidade de Engenharia de Thiagarajar, na cidade de Madurai.

O processo de Vasudevan consiste em espalhar fragmentos de plástico picado sobre pedras quentes, formando um revestimento fino, uma espécie de primer. Só depois é adicionado ao betume, fazendo uma forte ligação.

Até o momento, o método foi aplicado em cerca de 100 mil quilômetros de estrada na Índia. Em novembro de 2015, o Ministério dos Transportes Rodoviários tornou obrigatória a construção de estradas a partir de resíduos plásticos na maioria das áreas urbanas. No entanto, alguns estados ainda não começaram a seguir as diretrizes.

“Caso as regras sejam seguidas, as estradas de plástico permitirão que uma cidade, estado ou mesmo todo o país se transforme em um espaço com zero resíduos, mas ainda está longe de acontecer”, disse fonte governamental da Índia.

Tanto Patel quanto McCartney acreditam que os plásticos colocados nas estradas não voltarão a entrar nos rios e oceanos através das chuvas. “Se o plástico estiver completamente espremido entre a pedra e o betume, não há risco para o ambiente“, concluiu.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Um traumatizado veterano SEAL da Marinha dos EUA disse que uma viagem "mágica" de cogumelo pôs fim à sua depressão

Antes de sua primeira viagem guiada de cogumelos “mágicos”, Chad Kuske era prisioneiro de sua própria raiva no trânsito. Se um carro parasse na frente dele, ele ficava consumido pela raiva, ultrapassando todos os veículos em …

Esta espécie rara de uva é maior que um ovo de galinha

Não, as fotos de uvas gigantes (do tamanho de ovos de galinha) não são falsas. Se você passa um tempo considerável na internet, deve ter visto imagens dessas frutas atípicas por aqui. Para a surpresa …

Reino Unido anuncia novas restrições após fim do lockdown para tentar conter segunda onda de covid-19

O Reino Unido sai na próxima semana de um novo lockdown, mas, diante do aumento de casos de covid-19 no país, não entra em um período de flexibilização das medidas de distanciamento social. Nesta quinta-feira (26/11), …

Neandertais podem ter usado as mãos de maneira diferente à dos humanos modernos

Os neandertais podem ter feito um uso diferente das mãos em comparação à forma como os humanos modernos as usam, para eles seria difícil repetir muitos gestos normais para nós hoje em dia. Os dedos do …

Catarro? Som da tosse? Conheça métodos alternativos para detectar a covid-19

Desde o início da pandemia, a realização de testes para detectar a covid-19 fez-se extremamente necessária. No entanto, com o passar dos meses, instituições e empresas privadas ao redor do mundo deram início ao desenvolvimento …

Ativistas preparam protesto global contra a Amazon

Um grupo internacional de ativistas climáticos, aliados a trabalhadores de armazéns da Amazon, lançou uma campanha online global, cujo objetivo é pressionar a gigante do e-commerce a oferecer melhores condições de trabalho para seus funcionários …

Pesquisadores descobrem em cometa elemento essencial para vida na Terra

A descoberta indica que os elementos imprescindíveis para o surgimento da vida podem ter chegado à Terra por meio de cometas. Pesquisadores identificaram fósforo e flúor em partículas de poeira sólida coletadas no interior do cometa …

Consumo de plásticos explode na pandemia e Brasil recicla menos de 2% do material

Com o avanço do delivery de alimentos e do comércio eletrônico, além do maior uso de material hospitalar descartável como máscaras e luvas, o consumo de plásticos explodiu durante a pandemia do coronavírus. O aumento do …

Cientistas explicam por que não se consegue parar a pandemia

Cientistas turcos descobriram que a quantidade de vírus SARS-CoV-2 no organismo de pacientes assintomáticos é mais alta do que nos que apresentam sintomas, o que diferencia radicalmente o novo coronavírus de outros patógenos e explica …

Al-Ahly venceu Liga dos Campeões da CAF

A equipa egípcia do Al-Ahly arrecadou o troféu da Liga dos Campeões da Confederação Africana de futebol pela nona vez ao derrotar o outro clube egípcio, o Zamalek, por 1-2. A final 100% egípcia decorreu no …