Cientistas brasileiros desenvolvem algoritmo capaz de detectar covid pela tosse

Para o diagnóstico de infecção do coronavírus SARS-CoV-2, diferentes pesquisas buscaram soluções para identificar sinais da doença.

Agora, cientistas brasileiros do Grupo CyberLabs desenvolveram um algoritmo capaz de detectar a covid-19 através de um simples áudio em que uma pessoa está tossindo. A equipe está entre as ganhadoras de uma competição do Interspeech 2021 — um dos principais eventos sobre o processamento de fala do mundo.

Com a Inteligência Artificial (IA), os pesquisadores testaram amostras de fala e de tosse tanto de pessoas saudáveis quanto de indivíduos infectados pelo coronavírus para identificar quem estava, de fato, infectado. De acordo com a equipe, a taxa de acerto foi de 75,9%, a partir de amostras da tosse. Quando analisada apenas a fala, a taxa chegou a 70,3%.

Segundo o pesquisador Edresson Casanova, foram disponibilizados áudios que somavam algumas horas de pessoas falando e tossindo. “Primeiramente, exploramos várias técnicas de IA para análise de áudios. Essas IAs foram previamente expostas a mais de 2 milhões de áudios diferentes de 527 categorias”, detalha Casanova sobre o processo de desenvolvimento.

“Após [a primeira etapa], ajustamos as IAs para processarem áudios especificamente da covid-19, em conjunto com técnicas para aumentar a diversidade dos dados, o que nos possibilitou criar um programa que acerta 75,9% do tempo quando um áudio de tosse é de uma pessoa com covid-19 ou não e acerta 70,3% do tempo quando um áudio de fala é de uma pessoa infectada pelo coronavírus ou não”, conta o pesquisador do Grupo CyberLabs. A partir desses resultados animadores, a equipe ganhou a competição.

Com o surgimento inesperado do coronavírus, muitos setores voltaram suas atividades para a solução dos novos problemas, principalmente a tecnologia. A partir do algoritmo para o disgnóstico da covid-19, o presidente do Grupo CyberLabs, Marco DeMello, afirma: “Esse é mais um exemplo de como a IA pode revolucionar a vida da humanidade”.

Além disso, DeMello lembra que “o desenvolvimento da própria vacina contra a covid-19, que também aplicou IA, demonstra o quanto o uso da Inteligência Artificial é transformador e que precisa ser democratizado o quanto antes”.

Agora, o algoritmo para o diagnóstico da covid-19, a partir de um áudio de tosse ou da fala, está em fase de validação de viabilidade. Segundo os desenvolvedores, os próximos passos da descoberta serão avaliados com uma possível inclusão de parceiros estratégicos.

Participaram do estudo os pesquisadores Edresson Casanova e Lucas Rafael Stefanel Gris, que fazem parte do time da CyberLabs de Pesquisa e Desenvolvimento. Houve ainda a participação dos pesquisadores Arnaldo Candido Jr., Ricardo Corso Fernandes Jr., Marcelo Finger, Moacir A. Ponti e Daniel Peixoto Pinto da Silva.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …