Cientistas coletaram um pedaço do sol

NASA

-

O Sol lança partículas para o espaço com uma velocidade de 750km/s

Há quinze anos, a nave Genesis intercetou partículas de vento solar, armazenou essas amostras de matéria solar em wafers especiais, e enviou à Terra uma cápsula com os wafers. Alguns anos mais tarde, depois de uma viagem acidentada, os pedaços de Sol foram recolhidos pelos cientistas.

Você sabia que existe um local na Terra em que é possível segurar um pedaço do Sol? Este lugar fica no Centro Espacial Johnson, em Houston, Texas. Lá existem duas salas repletas de wafers (finas fatias de material semicondutor) e folhas metálicas que armazenam partículas do vento solar.

Há quinze anos, essas partículas carregadas foram lançadas pelo Sol para o espaço com velocidade de 750km/s. Normalmente, elas iriam viajar pelo sistema solar, mas naquela ocasião, algo esperava por elas no caminho.

Acampada entre a Terra e o Sol, no ponto exato em que as gravidades dos dois corpos se cancelam, estava uma nave brilhante, com a missão de captar o número máximo de partículas.

NASA

A nave Genesis ficou 3 anos acampada no ponto exacto em que a gravidade do Sol e da terra se anulam

A nave Genesis ficou acampada por 3 anos no ponto exacto em que a gravidade do Sol e da Terra se anulam

Esta nave se chama Genesis, e ficou neste ponto entre dezembro de 2001 e abril de 2004, captando as partículas com os wafers compostos de materiais como silício, diamante, ouro, alumínio e safira.

A viagem de volta à Terra levou quatro meses. Genesis não pousou na nossa superfície, mas enviou uma cápsula contendo os wafers para nós.

Em 8 de setembro de 2004, a cápsula da Genesis passou por uma entrada na atmosfera bastante acidentada. Ela tinha um enorme paraquedas e deveria descer tão lentamente que um helicóptero iria coletar o material com segurança. Mas para o horror os cientistas, o paraquedas não funcionou, e a cápsula se espatifou no deserto de Utah.

Ao examinar os pedaços de metal retorcido no deserto, os cientistas respiraram aliviados ao constatar que nem tudo estava perdido. Muitos wafers estavam quebrados, mas outros ficaram intactos, com as amostras de vento solar guardadas com segurança.

USAF 388th Range Squadron

O paraquedas da cápsula enviada pela da Genesis não funcionou

O paraquedas da cápsula enviada pela da Genesis não funcionou

Em janeiro de 2005, o primeiro wafer estava pronto para análise. Cientistas finalmente colocaram as mãos nos pedacinhos do Sol e passaram a examiná-los.

Os resultados foram fascinantes. Primeiro, os pesquisadores determinaram que as partículas hipotéticas chamadas partículas energéticas solares não existem no vento solar, desbancando uma teoria da Era Apollo.

Eles também descobriram que o Sol tem proporção maior de Oxigênio 16 do que a Terra. Isso é estranho, já que a Terra e quase tudo no sistema solar surgiram da mesma nebulosa. Então o que aconteceu com o oxigênio? Os cientistas ainda não têm certeza.

As amostras de vento solar estão agora armazenadas em segurança, nas duas salas especiais do Johnson Space Center, em Houston, no Texas – esperando o desenvolvimento de novas tecnologias e pesquisas para nos fornecer ainda mais informações sobre o Sol e desvendar seus segredos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Bolsonaro faz apologia à ignorância, afirmam historiadoras no jornal Le Monde

  O jornal Le Monde que chegou às bancas na tarde desta segunda-feira (27) traz um texto de meia página criticando a política cultural em vigor atualmente Brasil. Assinado por duas historiadoras francesas e uma brasileira, …

OMS considera elevado risco global de coronavírus

A Organização Mundial da Saúde admitiu nesta segunda-feira (27/01) um erro na avaliação de risco global do novo coronavírus, que surgiu na China, e disse que o nível correto é elevado. Anteriormente, ele havia sido …

Quem é Vanessa Nakate, ativista negra cortada de foto com Greta em Davos

O tema era o meio-ambiente, mas o debate sofre o futuro da humanidade ganhou outros vultos quando a jovem ativista climática de Uganda, Vanessa Nakate, descobriu que havia sido cortada pela agência de notícias Associated …

Sobreviventes retornam a Auschwitz nos 75 anos da libertação

Autoridades de 50 países participam da solenidade no antigo campo de concentração na Polônia, em meio a temores pelo aumento do antissemitismo. "Precisamos tomar cuidado para que não volte a acontecer", diz sobrevivente. Mais de 200 …

Por que cientistas querem tanto provar que Einstein e Galileu estavam errados

Ano entra, ano sai, e tanto a lei dos corpos em queda de Galileu Galilei quanto a teoria da relatividade de Albert Einstein são testadas novamente apenas para os pesquisadores confirmarem pela enésima vez que …

Morreu Kobe Bryant, um dos maiores astros da NBA

Neste domingo (26), o astro do basquete norte-americano, Kobe Bryant, faleceu em acidente de helicóptero, na cidade de Los Angeles, nos EUA. Autoridades e testemunhas levantam as primeiras hipóteses sobre a causa da queda. O lendário …

Coronavírus terá impacto no PIB chinês e na economia global

A nova epidemia de coronavírus é um balde de água fria na cabeça do mundo. A começar pelos chineses. Em 2003, o último vírus mortal se propagando pelo mundo inteiro – o SARS – …

Abelhas adoram cannabis e este caso de amor pode ajudar a salvar a espécie

Consideradas os seres vivos mais importantes do planeta, as abelhas são animais insubstituíveis, dos quais dependemos para viver. No entanto, nas últimas décadas, devido ao aquecimento global e o uso execessivo de pesticidas, elas estão …

Cientistas finalmente descobriram como capturar o espectro todo da luz solar para gerar hidrogênio

Pela primeira vez, cientistas da Universidade Estadual de Ohio (EUA) desenvolveram uma molécula que é capaz de coletar a energia de todo o espectro da luz solar. O processo, 50% mais eficiente que as atuais …

Você agora pode ouvir a voz de uma múmia de 3 mil anos

Com uso de tomografia computadorizada, impressão 3D e laringe eletrônica, pesquisadores do Reino Unido reconstruíram o trato vocal de uma múmia egípcia. Para a realização do projeto que teve início em 2013, foi preciso combinar medicina, …