Cientistas criam neurônio capaz de reparar lesões na medula espinhal

Cientistas dos Instituto Gladstone, nos EUA, criaram, a partir de células-tronco, um tipo especial de neurônio que pode potencialmente reparar lesões da medula espinhal.

A células, interneurônios (que se ligam a outro neurônios) “V2a”, transmitem sinais na medula espinhal para ajudar a controlar os movimentos. Quando os pesquisadores transplantaram essas células na medula de cobaias os interneurônios se integraram nas células existentes.

Os interneurônios “V2a” retransmitem sinais do cérebro para a medula espinhal, onde se ligam a neurônios motores que se projetam para os braços e pernas.

Assim, dizem os responsáveis do estudo, publicado esta semana na revista Proceedings of the National Academy of Sciences. Os interneurônios percorrem longas distâncias, subindo e descendo a medula espinhal para iniciar e coordenar movimentos musculares, bem como a respiração.

Danos nos interneurônios “V2a” podem interromper as ligações entre o cérebro e os membros, o que contribui para a paralisia após lesões na medula espinhal.

“Os interneurônios podem se redirecionar após lesões na medula espinhal, o que os torna um alvo terapêutico promissor”, disse um dos autores da pesquisa, Todd McDevitt.

“O nosso objetivo é reformular os circuitos afetados, substituindo interneurônios danificados para criar novos caminhos para a transmissão do sinal em torno do local da lesão”, adiantou o pesquisador.

Segundo o estudo, os cientistas produziram pela primeira vez interneurônios “V2a” a partir de células-tronco humanas, criando substâncias químicas, e mais tarde ajustando-as, que gradualmente levavam as células base a desenvolverem os interneurônios.

A principal autora do estudo, Jessica Butts, explicou que o objetivo foi encontrar a forma de levar à produção de interneurônios “V2a” em vez de outro tipo de células neuronais, como neurônios motores.

Nas suas experiências, os cientistas implantaram interneurônios na medula espinhal de cobaias saudáveis e verificaram que eles se integraram com as outras células.

De acordo com os cientistas, o próximo passo do estudo é transplantar células em cobaias com lesões na medula espinhal, para ver se os interneurônios “V2a” se ajustam para restaurar os movimentos afetados pela lesão.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Agora sabemos sobre o que os orangotangos estão conversando: estudo

Um novo estudo da Universidade de Exeter desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os pesquisadores passaram dois anos filmando mais de 600 horas do comportamento …

Cientistas desenvolvem holograma com som e toque iguais aos de Star Wars

Quando pensamos em desenvolver tecnologias baseadas nos filmes de Star Wars, a primeira, segunda e terceira coisa que passa pela cabeça dos fãs é a criação de sabres de luz da vida real. Mas, para os …

Secom diz que não há 'indicativo de câncer de pele' em Bolsonaro

Após o presidente Jair Bolsonaro declarar que tinha feito exame para investigar "possível câncer de pele", a Secretaria de Comunicação da Presidência disse por nota que não havia qualquer indicativo da doença. O chefe de Estado …

Evo Morales vai fazer da Argentina o seu comitê de campanha para as eleições na Bolívia

Em uma operação secreta, o ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, chegou à Argentina de onde vai comandar a campanha do seu partido para as próximas eleições. Depois de passar quase um mês no México, …

Boris Johnson vence por ampla margem no Reino Unido

O Partido Conservador do atual primeiro-ministro, Boris Johnson, conquistou a maioria absoluta dos assentos no Parlamento do Reino Unido nas eleições realizuadas nesta quinta-feira (12/12) no país. Esse resultado eleitoral garante ao premiê o número …

Simples e atemporal, azul clássico é a cor de 2020, segundo a Pantone

A cor do ano de 2020 será o Classic Blue, um azul clássico que oferece estabilidade e conexão. Quem diz isso é a Pantone, a principal empresa de cores do mundo, que oferece o sistema …

Segredos do idioma dos orangotangos são revelados

Um novo estudo da Universidade de Exeter (Inglaterra) desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os pesquisadores passaram dois anos filmando mais de 600 horas do comportamento …

Exaustos com o Brexit, britânicos vão às urnas pela quarta vez em quatro anos

O Reino Unido está indo às urnas nesta quinta-feira (12) para o que está sendo chamada de a eleição mais importante desta era. Os britânicos estão diante de duas escolhas: apoiar o primeiro-ministro conservador Boris Johnson e …

VÍDEO da NASA revela degelo dramático das geleiras do Alasca

Vídeo recém-publicado mostra derretimento de geleiras e calotas de gelo do Alasca visto do espaço. Algumas imagens revelam mudanças de quase 50 anos, e dão aos cientistas novas ideias relacionadas aos efeitos das mudanças climáticas …

Greta Thunberg é eleita Pessoa do Ano pela "Time"

Revista dedica capa à jovem adolescente sueca por liderar a maior manifestação pelo clima na história da humanidade e diz que mudanças significativas raramente ocorrem sem a força mobilizadora de indivíduos influentes. A ativista sueca Greta …