Cientistas identificam a fonte física da ansiedade no cérebro

Uma nova pesquisa sobre a base neurológica da ansiedade no cérebro identificou “células ansiosas” localizadas no hipocampo – que não só regulam comportamentos de ansiedade, como podem ser controladas por um feixe de luz.

As descobertas, até agora demonstradas em experiências com ratos de laboratório, podem oferecer esperança para os milhões de pessoas em todo o mundo que têm desordens de ansiedade (incluindo um em cada cinco adultos nos EUA), ao levar a novas drogas que silenciam estes neurónios que controlam a ansiedade.

Os resultado do estudo foram publicados esta semana na revista Neuron.

“Queríamos compreender onde a informação emocional que entra na sensação de ansiedade está codificada dentro do cérebro”, explicou o neurocientista Mazeen Kheirbe, da Universidade da California, em São Francisco, e que faz parte da equipe de pesquisa.

Para descobrir, a equipe utilizou uma técnica chamada “imagem de cálcio“, inserindo miniaturas de microscópios nos cérebros dos ratos para gravar a atividade das células no hipocampo, enquanto os animais andavam nas gaiolas.

No entanto, não eram gaiolas comuns. A equipe construiu labirintos onde alguns percursos levavam a espaços abertos e plataformas elevadas – ambientes expostos conhecidos por induzir ansiedade em ratos devido ao aumento da vulnerabilidade destes animais face a predadores.

Longe da segurança das paredes, algo se desligou nos cérebros dos ratos – com os observadores notando que as células em uma parte do hipocampo chamada ventral CA1 (vCA1) dispararam. Quanto mais ansiosos os ratos ficavam, mais a atividade neural se intensificava.

“Chamamos essas de células da ansiedade porque só disparam quando os animais estão em locais que, para eles, são assustadores”, explicou o pesquisador sênior Rene Hen da Universidade de Columbia.

A saída das células foi atribuída ao hipotálamo, uma região do cérebro que, entre outras coisas, regula os hormônios que controlam as emoções. Como o processo de regulação opera também em pessoas, e não apenas em ratos, os cientistas formularam a hipótese de que os neurônios da ansiedade poderiam também fazer parte da biologia humana.

“Agora que descobrimos essas células no hipocampo, isso nos abre uma nova área para explorar ideias de tratamento que não sabíamos que existiam antes”, disse a cientista Jessica Jimenez, que também fez parte da pesquisa.

O mais excitante de tudo isto é que os cientistas já descobriram uma forma de controlar as células de ansiedade, pelo menos em ratos, ao ponto de ser observável mudanças no comportamento dos animais.

Através da utilização de uma técnica chamada optogenética, os cientistas puseram um feixe de luz nas células da região vCA1 e conseguiram silenciar as células ansiosas. “Se as desligarmos, os animais se tornarão menos ansiosos?”, perguntou Kheirbek.

“O que descobrimos foi que, efetivamente, os ratos se tornaram menos ansiosos e mostraram tendência de querer explorar os espaços abertos cada vez mais”. Mas este interruptor não funciona apenas em um sentido.

Ao alterarem as definições da luz, os cientistas também conseguiram melhorar a atividade das células, provocando tremores nos animais mesmo quando estavam perfeitamente seguros e rodeados por paredes – não que a equipe acredite que a vCA1 é a única região cerebral envolvida nisto.

“Essas células são provavelmente apenas uma parte de um extenso circuito através do qual o animal aprende mais sobre a ansiedade”, explicou Kheirbek, alertando que outras células neurais justificam estudos adicionais.

De qualquer forma, o próximo passo será entender se o mesmo controle funciona nos humanos e, com base no que sabemos sobre as similaridades com os ratos, isso parece plausível.

Se isso acontecer, os resultados abririam um nova pesquisa sobre formas de tratar a ansiedade. E isso é algo pelo qual todos devíamos agradecer.

Ciberia // Science Alert / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …