Com baterias, Tesla consegue armazenar energia solar e evitar fontes a gás para abastecer fábrica

(dr) Tesla

Central de Energia da Tesla no estado norte-americano da Califórnia

Central de Energia da Tesla no estado norte-americano da Califórnia

As fontes de energia solar proporcionam excelentes perspectivas para se produzir eletricidade de uma forma mais sustentável, mas é normal haver problemas de adaptação.

Talvez o principal deles seja um certo descompasso: os painéis solares produzem mais energia do que o suficiente durante o dia; à noite, quando não há mais luz solar e a demanda costuma ser mais alta, a energia produzida é pouca.

A solução mais comum em locais que já possuem plantas de usinas solares, como em certas regiões dos EUA, foi a de tornar a ligar as usinas de gás natural no horário de pico para produzir a energia necessária para algumas poucas horas. Porém, isso não é nada sustentável.

O modo mais lógico seria armazenar a energia gerada ao longo do dia, certo? Só que essa tecnologia parecia distante.

Até Elon Musk, CEO da empresa Tesla, envolvida na produção de carros, baterias de íon-lítio e outras soluções tecnológicas que envolvem redução de emissões, prometeu utilizá-las em sua nova fábrica.

O que é realmente surpreendente é o prazo. Em apenas três meses, a Tesla entregou uma planta de baterias gigante com 396 pilhas de baterias de íon-lítio que podem fornecer eletricidade suficiente para abastecer 15 mil casas por quatro horas.

Para se ter uma ideia, representantes do setor energético diziam que tinham expectativas limitadas a respeito de surgimento de baterias para armazenamento de grandes quantidades de eletricidade antes de 2020.

Segundo o diretor de tecnologia da Tesla, J. B. Straubel, “havia equipes trabalhando 24 horas por dia, vivendo em trailers e fazendo trabalhos de comissionamento às 2h da manhã”. “Parece o tipo de ritmo que precisamos para mudar o mundo“, disse o diretor em entrevista ao site Bloomberg.

Jamie Condliffe, da MIT Technology Review, é um pouco cético, observando que as baterias de lítio são caras e degradam.

“A Tesla não diz quantos ciclos que as baterias em seus sistemas Powerpack (que compõem a instalação) podem tolerar antes de se degradarem e chegarem ao fim de suas vidas úteis”, comentou Condliffe a respeito da iniciativa da empresa de Musk.

“Mas, como outras baterias de íon-lítio, é provável que durem cerca de cinco mil ciclos, o mesmo que suas unidades Powerwall. Isso não é ruim em um cenário doméstico, mas pode ser rapidamente devorado em uma grande configuração. Muitos não pensam que se trata de um problema porque os preços da bateria tendem a cair“, concluiu.

// EcoD

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Polônia é multada em € 1 milhão por dia por desobedecer decisão judicial da UE

A Polônia foi condenada nesta quarta-feira (27) a pagar para a Comissão Europeia, órgão Executivo do bloco, uma multa diária de € 1 milhão por não ter encerrado as atividades da câmara disciplinar da …

Startup ajuda pequenas empresas a monitorarem vacinação dos funcionários

A startup brasileira White Tents lançou uma versão em formato freemium — isto é, gratuita mas com alguns recursos pagos — de sua plataforma digital para pequenas empresas que queiram monitorar a vacinação de até …

Argentina vacinará brasileiros na região de fronteira e turistas estrangeiros menores de 18 anos

O governo argentino anunciou uma nova flexibilização para a entrada de estrangeiros no país, a vacinação de turistas menores de 18 anos e de cidadãos de países vizinhos que atravessarem a fronteira por via …

CPI da Pandemia conclui trabalhos e pede o indiciamento de Bolsonaro

Senadores aprovam relatório sobre atuação do governo na crise do coronavírus que propõe punição de 78 pessoas e duas empresas, após seis meses de depoimentos, coleta de provas e repercussão na mídia. A CPI da Pandemia …

Sinais de possível 1º exoplaneta fora da Via Láctea são detectados

Pela primeira vez na história, é possível que os cientistas tenham descoberto um planeta em outra galáxia. O possível exoplaneta recebeu o nome de M51-ULS-1 e se encontra a 28 milhões de anos-luz de distância na …

China vai vacinar crianças a partir de três anos contra a covid-19

Imunizantes aprovados são das farmacêuticas chinesas Sinopharm e Sinovac, fabricante da Coronavac. País será um dos primeiros a começar a vacinar essa faixa etária. No total, China já vacinou 76% da população. Ao menos cinco províncias …

"Bolsonaro ignora todas as necessidades culturais dos brasileiros", diz Gilberto Gil à revista Télérama

A imprensa francesa desta segunda-feira (25) destaca o show de Gilberto Gil nesta noite na Filarmônica de Paris. O músico brasileiro conversou com o jornal Le Monde e com a revista Télérama. "Gilberto Gil", embaixador …

"Peças extraordinárias" achadas na Indonésia podem ser da lendária "ilha do Ouro"

Tesouros no valor de milhões de dólares encontrados nos últimos cinco anos ao longo do rio Musi podem ser do antigo império malaio Serivijaia, na ilha de Sumatra, que por 300 anos dominou as rotas …

Pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", diz diretor da OMS

A pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", disse neste domingo (24) o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus. O representante da ONU discursou na abertura …

Google está “criando Deus”, alerta ex executivo da Google

Segundo um ex-executivo do Google, a singularidade está chegando. E, segundo ele isso representa uma grande ameaça para a humanidade. Mo Gawdat, ex-diretor de negócios da organização moonshot do Google, que na época se chamava Google …