Criatura inesperada é encontrada sepultada em cemitério medieval

Após três semanas de trabalho, uma escavação arqueológica no Canal da Mancha teve uma reviravolta bizarra e inexplicável, depois de os arqueólogos terem se deparado com uma sepultura aberta com cuidado e escondida no solo – cujo teor, definitivamente, não era humano.

A descoberta, encontrada na pequena ilha de Chapelle Dom Hue, na costa de Guernsey, na França, revelou os restos antigos de uma toninha – um animal marinho da família dos golfinhos – enterrada no solo. Agora, os cientistas enfrentam dificuldades em encontrar uma explicação para o misterioso túmulo animal.

“É uma descoberta muito peculiar e não sei o que pensar sobre isso. Por que alguém haveria de enterrar um golfinho em uma sepultura?”, disse o arqueólogo Philip de Jersey, da Universidade de Oxford, no Reino Unido, ao The Guardian.

O mistério é ainda mais intrigante pela forma como o animal foi enterrado, que não sugere que a toninha morta tenha sido simplesmente descartada no subsolo.

Em vez disso, parece que foi propositadamente estendida para descansar, com o corpo alinhado de leste a oeste, conforme a tradição cristã. A escavação cuidadosa da própria sepultura sugere que o objetivo de quem a construiu era garantir um lugar de descanso solene.

Por essa razão, Jersey esperava encontrar os restos de um monge medieval no túmulo, já que a ilha teria sido um local de retiro religioso para os monges que procuravam refúgio.

É possível que o animal tenha sido morto para servir de alimento à alguém, já que esses mamíferos compunham os hábitos alimentares da época medieval. Mas, se fosse esse o caso, os arqueólogos dizem que faria muito mais sentido que as pessoas tivessem descartado os restos no mar – situado apenas a 10 metros do local.

“Se estivéssemos em uma igreja e encontrássemos algo assim, com base no formato, poderíamos pensar que alguém tivesse substituído o que havia no interior do túmulo. Isso é o que me confunde. Se o tivessem comido ou matado pela gordura, por que se esforçariam para o enterrar?”, disse Jersey à Guernsey Press..

Uma hipótese é que o animal tenha sido morto para alimentar alguém e cuidadosamente armazenado até que fosse necessário outra vez, mas os restos preservados nunca foram usados, segundo Jersey. Mas sobram dúvidas e faltam certezas.

“Ele pode ter sido embalado em sal e, por algum motivo, nunca ninguém voltou para buscá-lo”, disse. Após a descoberta, os ossos da toninha foram removidos do local de repouso, e agora serão estudados por um especialista em animais marinhos, a fim de encontrar provas mais sólidas.

Uma vez que a análise esteja concluída, talvez possamos obter algumas respostas sobre como e por que essa toninha medieval descansava no túmulo de um monge. Jersey, por sua vez, diz que é a descoberta mais estranha da sua carreira de 35 anos como cientista e um verdadeiro enigma na sua história como pesquisador.

“O golfinho tem um forte significado no cristianismo, mas nunca encontrei nada assim antes em todos estes anos. É o tipo de coisa ligeiramente louca que se pode descobrir na Idade do Ferro, mas não na época medieval. Um verdadeiro mistério“, concluiu.

Ciberia // HypeScience / ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Que assunto irrelevante! Exceto pelo fato de que o golfinho pode ter sido significativo para o Catolicismo, mas nunca para o Cristianismo. Cristãos dependem apenas de Cristo. Católicos dependem de um monte de coisas.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Covid-19: EUA autorizam 3ª dose da vacina da Pfizer para idosos e grupos de risco

Os Estados Unidos autorizaram nesta quarta-feira a aplicação de uma terceira dose da vacina contra a covid-19 da Pfizer para maiores de 65 anos, pessoas com alto risco de contrair uma forma grave da …

Ministério da Saúde recua e volta a recomendar vacinação de adolescentes

O Ministério da Saúde recuou nesta quarta-feira (22/09) e voltou a recomendar a vacinação de adolescentes sem comorbidades contra a covid-19, uma semana após ter recomendado a suspensão. "Concluímos que os benefícios da vacinação de adolescentes …

Queiroga testa positivo para covid-19 e fica em Nova York

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testou positivo para covid-19 durante a viagem a Nova York, na comitiva do presidente Jair Bolsonaro, e ficará em isolamento na cidade, comunicou nesta quarta-feira (21/09) a Presidência da …

Vulcão em erupção nas Canárias: o cenário 'desolador' enfrentado por moradores afetados pelo Cumbre Vieja

Juan Vicente Rodríguez ainda não chegou às lágrimas, mas ele garante que no final "todos vão acabar chorando". Morador da ilha canária La Palma, Rodríguez observa nas redondezas os rios de lava do vulcão Cumbre Vieja …

Anistia Internacional acusa empresas farmacêuticas de deixar países pobres sem vacinas anticovid

A ONG Anistia Internacional divulgou um relatório nesta quarta-feira acusando os grandes grupos farmacêuticos que produzem vacinas contra a Covid-19 de alimentar uma crise de direitos humanos sem precedentes. Por essa razão, a entidade …

Descobrem na Espanha dezenas de pegadas de espécie extinta de elefantes

Paleontólogos descobriram em Huevla, na Espanha, em um sítio da época do Pleistoceno Superior, trilhas e rastros de elefantes recém-nascidos e juvenis atribuídos a elefantes de presas retas (Palaeoloxodon antiquus). Os elefantes de presas retas são …

Na ONU, Bolsonaro defende ineficaz "tratamento precoce"

O presidente Jair Bolsonaro usou nesta terça-feira (21/09) seu discurso de abertura da 76ª Assembleia-Geral das Nações Unidas para defender o desacreditado "tratamento precoce" promovido pelo seu governo, que consiste num coquetel de drogas ineficazes …

Turismo em reservas naturais federais no Brasil triplica em 13 anos

Cerca de 15 milhões de turistas visitaram reservas ambientais federais no Brasil em 2019, uma alta de 300% nos últimos 13 anos. Se por um lado esse aumento reflete um maior interesse dos brasileiros em …

Presidente do Conselho da UE acusa EUA de "falta de lealdade" após ruptura de contrato com a França

O presidente do Conselho da União Europeia, Charles Michel, acusou nesta segunda-feira (20) os Estados Unidos de falta de lealdade depois que a Austrália cancelou um amplo contrato com a França para comprar submarinos …

Morcegos das cavernas de Laos podem revelar origem da COVID-19

Descobriu-se que os morcegos que habitam as cavernas do norte de Laos transportam um coronavírus que compartilha uma característica importante com o SARS-CoV-2, dando pistas aos cientistas para desvendar a causa da COVID-19. Uma equipe de …