Delta pode causar covid-19 mais grave, alerta agência americana

Narendra Shrestha / EPA

Documento interno do órgão de prevenção de doenças dos EUA indica que a variante delta do coronavírus é tão contagiosa quanto a catapora e pode ser transmitida mesmo por indivíduos vacinados. “A guerra mudou”, diz CDC.

A variante delta do coronavírus é muito mais contagiosa, tem maior probabilidade de atravessar as proteções oferecidas pelas vacinas contra a covid-19 e é capaz de deixar os infectados mais gravemente doentes do que as outras versões conhecidas do vírus Sars-Cov-2.

Os dados constam de um documento interno do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), obtido pelos jornais The Washington Post e The New York Times.

No início desta semana, a diretora da agência americana, Rochelle Walensky, já havia afirmado que indivíduos vacinados contra a covid-19 que se infectam com a variante delta podem transmitir o vírus da mesma forma que pessoas não vacinadas, segundo novos estudos.

No entanto, o documento interno do CDC apresenta uma visão mais ampla – e mais sombria – sobre essa variante, detectada pela primeira vez na Índia. O próximo passo imediato para a agência é “reconhecer que a guerra mudou”, afirma o texto.

O relatório se baseia em vários estudos, incluindo uma análise sobre um surto recente de covid-19 em Provincetown, Massachusetts, que teve início após as festividades de 4 de julho, Dia da Independência dos Estados Unidos. Até esta quinta-feira (29/07), o surto já somava 882 casos da doença. Cerca de 74% dos infectados estavam vacinados, segundo autoridades de saúde locais.

Uma análise detalhada da propagação dos casos em Provincetown, que envolveu um meticuloso rastreio dos contatos das pessoas envolvidas, revelou que os infectados carregam enormes quantidades do Sars-Cov-2 no nariz e na garganta, independentemente de se estão vacinados ou não, afirma o documento do CDC.

O relatório destaca ainda que a delta seria tão transmissível quanto o vírus da catapora, e mais do que os vírus que causam Mers, Sars, ebola, resfriado comum, gripe sazonal e varíola.

Uma infecção com essa variante também pode resultar em sintomas mais graves da doença, informa o documento. Estudos feitos no Canadá e na Escócia mostraram que pessoas infectadas com a delta têm maior probabilidade de serem hospitalizadas, enquanto pesquisas em Cingapura indicaram que é mais provável que elas necessitem de oxigênio.

Recentemente, o CDC recomendou que mesmo os americanos inteiramente vacinados voltem a usar máscaras protetoras, e esse recuo se baseou no documento interno obtido pela imprensa americana.

Vacinas altamente eficazes

Em tom de urgência, o relatório afirma que agora os esforços precisam se voltar a incentivar a vacinação. Os números do CDC mostram que as vacinas contra a covid-19 são altamente eficazes na prevenção de doenças graves, hospitalização e morte em pessoas inoculadas, frisam os especialistas no documento.

“Em geral, a delta é a variante problemática que já sabíamos que ela era”, afirmou o virologista John Moore, da faculdade Weill Cornell Medicine, ao jornal New York Times. “Mas o céu não está caindo, e a vacinação ainda protege fortemente contra os piores resultados.”

Em números absolutos, os Estados Unidos são o país mais gravemente afetado pela pandemia de coronavírus. Ao todo, mais de 34 milhões de americanos foram infectados, e mais de 612 mil morreram em decorrência da doença, segundo contagem da Universidade Johns Hopkins. Até agora, 49% da população do país foi completamente imunizada contra o vírus.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …