Variante Delta pode ‘arruinar’ o verão e França desaconselha viagens para Espanha e Portugal

Narendra Shrestha / EPA

O governo francês aconselhou nesta quinta-feira (8) os cidadãos a “evitarem a Espanha e Portugal” neste verão, confrontado com a rápida propagação da variante Delta da Covid-19 no país, sem, no entanto, proibir esses destinos.

“Quem ainda não reservou as férias, evite a Espanha e Portugal nos seus destinos, este é nosso conselho”, declarou o secretário de Estado francês para Assuntos Europeus, Clément Beaune, à rede pública de televisão France 2.

“É uma recomendação na qual insisto, é melhor ficar na França ou ir para outros países, pois temos uma situação que é particularmente preocupante”, acrescentou. O secretário sublinhou que as viagens aos dois países da península Ibérica continuam, mesmo assim, autorizadas.

“Tenham cuidado, poderemos anunciar medidas reforçadas nos próximos dias [contra a pandemia]”, disse, referindo-se a uma reunião do conselho de defesa sanitária prevista na próxima segunda-feira (13).

Reconhecendo que a situação da saúde em Portugal se “agravou”, o chanceler português, Augusto Santos Silva, afirmou que “as preocupações de um Estado amigo como a França” eram “compreensíveis”.

O ministro ressaltou que os portugueses residentes na França poderão visitar normalmente suas famílias em Portugal, durante as férias de verão, visto que essas viagens estão entre aquelas consideradas essenciais.

Todo cuidado é pouco

Clément Beaune se debruçou também sobre a situação da saúde em toda a Europa, exortando os países da União Europeia a serem extremamente cuidadosos. “Vimos momentos preocupantes, estádios na Hungria onde já não existia qualquer limite de público. Devemos ter cuidado, a pandemia não acabou”, disse.

Um país como a Grécia, que sem dúvida mostrou um pouco de descaso nas últimas semanas, fortaleceu seu sistema de controle de entradas, tanto melhor”, acrescentou.

Beaune insistiu no respeito às decisões da Agência Europeia de Medicamentos sobre vacinas. “É necessário que as vacinas que reconhecemos para entrar no território se limitem realmente àquelas de que temos certeza, ou seja, as quatro que hoje são autorizadas na França e na Europa”, referindo-se aos imunizantes da Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Johnson & Johnson, martelou.

França rejeita imunização com Coronavac

“Há certos países como a Espanha que já se sentiram tentados, ou que fizeram o reconhecimento de certas vacinas, como a russa ou a chinesa. Nós, dizemos aos nossos parceiros europeus, tenham cuidado, estas vacinas não são autorizadas”, continuou o secretário da Estado. “É necessário também que as companhias aéreas em particular controlem este dispositivo e seremos extremamente duros neste ponto.”

Portugal também anunciou novas medidas para tentar controlar internamente a aceleração da epidemia.

Agora, para saborear uma refeição no interior de um restaurante durante os fins de semana, ou para ir a um hotel ou AirBnB em qualquer parte do país, os clientes terão obrigatoriamente de apresentar um certificado digital de vacinação ou teste negativo de Covid-19.

Os restaurantes (e hotéis) também poderão vender autotestes para que os clientes possam verificar se estão ou não infectados, esclareceu o ministro português da Economia, Pedro Siza Vieira.

Delta corresponde agora a 40% das infecções por Covid-19 na França

A França está vendo um aumento de casos da variante Delta da Covid-19, que representa agora 40% das novas infecções, contra 10% três semanas atrás. O governo francês pede à população que se vacine para evitar uma quarta onda da epidemia que poderia “arruinar” o verão.

O porta-voz do governo francês, Gabriel Attal, alertou na quarta-feira (7) que a taxa de incidência da variante descoberta na Índia dobra a cada semana, e um aumento nos casos pode se transformar em uma quarta onda de infecções, que teria como consequência um retorno das restrições. “Esta variante é perigosa e rápida e, onde quer que esteja presente, pode arruinar o verão”, disse Attal durante uma entrevista coletiva.

O número de infecções confirmadas na França se aproxima da média semanal de 2.300 testes positivos por dia, depois de chegar a 1.800 no final de junho, e atingir o pico de cerca de 40.000 em março e abril.

O aumento de casos tem sido registrado principalmente em pessoas mais jovens, da faixa etária de 20 a 29 anos, na região de Paris, além de cidades do sudeste e oeste do território.

“Estamos recebendo cada vez mais sinais de alerta e podemos ver a mesma trajetória de alguns países vizinhos”, disse Attal.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …