“Doença do 11 de setembro” mata mais dois bombeiros

(pd) Preston Keres / U.S. Navy

Bombeiro pede reforços, atentado de 11 de setembro de 2001, World Trade Center

Thomas Phelan e Keith Youg estiveram nas operações de socorro no atentado de 11 de setembro de 2001 e integram agora a lista de pessoas que morreram por problemas de saúde relacionados com o dia do ataque.

O atentado de 11 de setembro de 2001 fez um total de 2.977 mortos. Entre essas, 343 eram bombeiros, mas nessa lista não consta o nome de Thomas Phelan ou de Keith Young – até porque os dois homens só morreram na semana passada.

Apesar dos 16 anos que separam um dos maiores atentados da história da morte desses dois bombeiros, a ligação entre os dois momentos é íntima.

Thomas Phelan trabalhava no ferry que fazia o transporte de turistas de Manhattan até a ilha onde se encontra a Estátua da Liberdade.

Quando os aviões se chocaram contra as Torres Gêmeas, a evacuação das pessoas foi feita por barco e Thomas transportou centenas de pessoas até Nova Jérsei, a partir de localizações extremamente próximas da zona do atentado.

Aos dois homens que ajudaram a salvar centenas de vidas foi diagnosticado câncer. Thomas Phelan descobriu há poucos meses que tinha um tumor maligno no pulmão. Keith young lutava contra o câncer da pélvis desde 2015.

Na semana passada, nos dias 16 e 17 de março, respectivamente, os dois morreram.

De acordo com o Jornal de Notícias, que cita a Associação de Bombeiros de Gran Nova York, Thomas e Keith são as vítimas 172 e 173 dos voluntários que atenderam as emergências do dia 11 de setembro de 2001.

A mesma associação informa que, só em 2018, sete bombeiros morreram por “problemas relacionados com os ataques do 11 de setembro”.

O Centro para o Controle e Prevenção de Doenças nos EUA estima em 400 mil o número de pessoas expostas a poluentes tóxicos naquele dia em Nova York.

A Associação de Bombeiros de Gran Nova York aponta que um em cada oito bombeiros que esteve de serviço no Ground Zero sofreu de câncer e o Comitê de Saúde Ocupacional de Nova York informa que 6 mil é o número de socorristas presentes no local do atentado que sofrem de câncer.

Somos a prova viva dos efeitos do ataque e da sopa tóxica que respiramos durante meses”, declarou Gerard Fitzgerald, porta-voz da UFANYC.

Mas nem só os bombeiros e socorristas presentes no local sofrem com os efeitos secundários de um dos atentados mais mortais da história. Em 2015, a “Dust Lady” sucumbiu ao câncer.

(dr) Stan Honda

Marcy Borders numa das imagens mais icônicas da tragédia do 11 de Setembro de 2001

Marcy Borders ficou famosa no dia 11 de setembro de 2001, depois de ter sido fotografada pelo fotojornalista Stan Honda, coberta de pó, depois dos ataques terroristas ao World Trade Center.

A norte-americana dizia que tinha desenvolvido a doença ao inalar a poeira durante o ataque e passou a sofrer de alcoolismo e ansiedade nos anos seguintes à tragédia.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Lewandowski permite que Pazuello fique em silêncio na CPI

Ex-ministro da Saúde será obrigado a comparecer ao depoimento, mas não precisará responder perguntas que possam incriminá-lo. No entanto, será obrigado a falar a verdade em fatos e questões relacionados a terceiros. O ministro do Supremo …

Como o coronavírus afeta o fígado

O SARS-CoV-2, vírus causador da covid-19, mudou completamente a cara do mundo que conhecíamos até então. Ele afetou praticamente todos os aspectos da vida cotidiana e causou mudanças substanciais nas ciências da saúde e, portanto, na …

'Síndrome de Havana': lesão cerebral atinge ao menos 130 diplomatas e oficiais americanos, dizem EUA

Diplomatas, agentes da CIA e oficiais de defesa dos EUA relataram sintomas graves da perturbação conhecida como "síndrome de Havana" nas últimas semanas. O elevado número de casos causa espanto. Nas últimas semanas, foram relatados mais …

RJ comunica 1º caso de raiva em cachorro em quase três décadas

Pela primeira vez desde 1995, o Laboratório Municipal de Saúde Pública (Lasp) do Rio de Janeiro diagnosticou um caso de raiva animal. A descoberta parte do resultado de perícia no corpo de um cão morto …

O que dizem cientistas sobre isenção de máscaras para vacinados nos EUA

Os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira (13/05) o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção na maioria das situações para pessoas que já foram completamente vacinadas contra a covid-19. Segundo a nova orientação do …

Putin: Rússia reagirá de maneira devida às ameaças perto de suas fronteiras

Durante reunião com membros do Conselho de Segurança da Rússia nesta sexta-feira (14), o presidente da Rússia pediu que lhe fosse reportado sobre o agravamento do conflito israelo-palestino, que toca diretamente os interesses de segurança …

Covid: 16 mil pessoas foram imunizadas com doses de vacina trocadas no Brasil

Um levantamento de dados da Folha de São Paulo com informações do DataSUS, base de dados do Ministério da Saúde, mostrou que pelo menos 16 mil pessoas receberam doses de vacinas diferentes em seu processo …

Covid-19: diretor do Butantan prevê vacinação lenta até setembro no Brasil

Como diretor do Instituto Butantan desde 2017, Dimas Covas sempre precisou aliar o conhecimento técnico e científico com as particularidades do mundo político que, na visão dele, não parecem seguir uma lógica. E essa necessidade se …

Escalada de violência entre israelitas e palestinianos já fez mais de 100 mortos

O conflito entre israelitas e palestinianos subiu de tom na madrugada de hoje, com o Exército israelita a bombardear a faixa de Gaza. Desde segunda-feira já morreram 119 palestinianos nestes ataques, entre eles 31 …

Maduro diz estar disposto a negociar com oposição

Declaração é feita após líder oposicionista Juan Guaidó propor diálogo mediado por comunidade internacional. Noruega já estaria em contato com regime e oposição. O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou nesta quarta-feira (12/05) que está disposto …