Na diplomacia das vacinas, Israel troca imunizante por reconhecimento de Jerusalém como capital

Kremlin.ru / Wikimedia

Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel

No combate à Covid-19, Israel é exemplo mundial. A metade da população do Estado hebreu já recebeu pelo menos uma dose da vacina contra o coronavírus e um terço está completamente imunizada, com as duas injeções. Na esteira dessa campanha bem-sucedida, o país aproveita para se promover no cenário internacional – e doa vacinas em troca do reconhecimento oficial de Jerusalém como capital de Israel.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu afirma que Estados do mundo inteiro procuraram o governo israelense para receber vacinas. Até o momento, cerca de 15 devem se beneficiar, rapidamente, com a doação de quase 100 mil doses oferecidas pelo país hebreu, mas a lista completa não foi divulgada.

A emissora pública Kan indica que a República Tcheca, Chade, Guatemala e Honduras estão entre os favorecidos, em troca do reconhecerem Jerusalém como capital israelense – algo que vai de encontro ao consenso internacional, já que a cidade também é reivindicada pelos palestinos.

Palestinos também receberão

Em 2017, porém, o ex-presidente americano Donald Trump rompeu com o paradigma e declarou Jerusalém como “capital indivisível” de Israel. Desde então, os israelenses se esforçam para ampliar essa via, à qual a vacinação contra a Covid é vista como uma oportunidade de ouro, relata o correspondente da RFI no país, Sami Boukhelifa.

Assim, os países beneficiados teriam recém aberto ou se comprometido a abrir representações diplomáticas na cidade santa. Além disso, os palestinos moradores de Jerusalém também devem receber doses – o objetivo é calar as críticas feitas aos israelenses a respeito do tratamento dispensado à população da área ocupada.

Enquanto quase todos os países do mundo penam a obter doses do imunizante, como Israel se dá ao luxo de distribui-lo? Para se abastecer, Tel Aviv recorreu aos laboratórios americanos PfizerBioNTech, principalmente, e Moderna. São as injeções da Moderna que serão doadas, já que elas exigem uma temperatura de conservação diferente da vacina da Pfizer, utilizada em prioridade.

Enquanto os estoques desta não terminarem, os da Moderna devem permanecer sob refrigeração. A situação levou o premiê Netanyahu a elaborar a estratégia da diplomacia da vacina.

A decisão não agradou a todos. A iniciativa tem suscitado críticas de israelenses descontentes com os custos das doações, pagas pelo Estado de Israel. O ministro da Defesa Benny Gantz, rival político do premiê, denuncia que Netanyahu “dirige o país como uma monarquia”.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

NASA lança telescópio para captar partículas da borda do Sistema Solar

Todo o Sistema Solar está à deriva em um aglomerado de nuvens, uma área limpa por antigas explosões de supernovas. Os astrônomos chamam essa região de Bolha Local. Uma nova missão da agência espacial norte-americana NASA …

Depressão pode ser diagnosticada com um simples exame de sangue

Um exame recém-desenvolvido que monitora biomarcadores sanguíneos ligados a distúrbios de humor poderia levar a novos métodos de diagnosticar e tratar a depressão e o transtorno bipolar, com um simples exame de sangue. Embora a depressão …

EUA aplicaram vacina contra covid-19 em mais da metade dos adultos

Governo americano afirma que quase 130 milhões de pessoas com mais de 18 anos receberam pelo menos uma dose do imunizante contra o coronavírus no país. Mais da metade de toda a população adulta dos Estados …

Covid: Variante acelera intubação de jovens e SP orienta procurar ajuda no 1º dia de sintomas

O avanço da variante P.1, descoberta em Manaus em janeiro, levou a cidade de São Paulo a mudar sua orientação para todos aqueles que forem infectados por coronavírus. Agora, eles devem procurar uma unidade de …

Nepal vê população de rinocerontes aumentar com queda de turismo por pandemia

O Nepal está vendo um crescimento em sua população de rinocerontes. O país abriga boa parte dos dos rinos com um chifre só e eles estão ameaçados de extinção. O país observou que, durante a pandemia …

"Estão matando Navalny na prisão", alertam amigos e médicos do opositor russo

Próximos do opositor russo Alexei Navalny estão extremamente preocupados com a degradação de seu estado de saúde. Doente e em greve de fome em uma colônia penitenciária perto de Moscou, amigos e médicos do …

Inteligência artificial usa esboços de Galileu e mostra como era o Sol em 1612

Com a tecnologia atual, os astrônomos conseguem ver o Sol em detalhes que Galileu Galilei sequer imaginaria existir. Hoje, podemos ver imagens que revelam as estruturas gigantes semelhantes a células do tamanho do estado do …

Cuba vira página histórica com despedida de Raúl Castro

Após mais de 60 anos, a era castrista em Cuba finalmente chega ao fim. Raúl Castro se despede aos 89 anos da política e renuncia ao cargo de presidente do partido no congresso do Partido …

Em SP, 51 pessoas recebem por engano vacina da covid-19, e não da gripe comum

Por engano, 51 pessoas receberam a vacina contra a COVID-19 em vez do imunizante contra a influenza, o vírus da gripe comum, no estado de São Paulo nesta semana. A maior parte destes casos aconteceu no …

Estudo sugere que 2,5 bilhões de tiranossauros rex viveram na Terra

Estimativa inédita da população total dos dinossauros foi publicada na revista "Science". Biólogo brasileiro integrou equipe da Universidade da Califórnia que fez o cálculo. Se um Tyrannosaurus rex já parece bastante assustador, imagine 2,5 bilhões deles. …