Escritor chinês que se inspirou nos homicídios que cometeu é condenado à morte

(dr) Zhejiang Province Public Security Bureau

Liu Yongbiao, o escritor chinês que se inspirou nos seus próprios crimes e que foi condenado à morte

Um aclamado escritor chinês foi condenado à morte 23 anos depois de ter assassinado quatro pessoas, crimes que serviram de inspiração para as suas obras.

Segundo o Daily Mail, Liu Yongbiao e um cúmplice roubaram e mataram quatro pessoas depois de deixarem uma guesthouse onde tinham pernoitado. Nas duas décadas que se seguiram, o homem de 53 anos se tornou um aclamado escritor na China.

O caso ficou sem solução durante 23 anos por falta de provas. As autoridades chinesas explicaram que o estabelecimento onde ocorreu o crime não tinha qualquer dado dos hóspedes, tornando-se impossível localizar os suspeitos. Além disso, também não havia câmeras de videovigilância que pudessem ter captado os criminosos.

Em agosto do ano passado, em entrevista à China Central Television Station, depois de a polícia ter encontrado vestígios de DNA e de ter detido o escritor, Liu confessou que algumas das suas obras eram inspiradas nos seus pensamentos sobre o crime, mas que não se atreveu a criar qualquer personagem baseada nas pessoas que matou.

Ao recordar o assassinato, Liu disse ao repórter da estação televisiva que ele e seu cúmplice tinham usado corda, paus e martelos para matar essas pessoas e que tinha sido uma coisa “tão cruel” que merecia “morrer 100 vezes” pelo que tinha feito.

Liu também confessou que mataram um dos hóspedes que compartilhou o quarto com eles porque lhes pareceu uma pessoa rica, embora depois só tenham encontrado um relógio, um anel e dez yuan (uma quantia equivalente a R$ 4).

Os vestígios de DNA, encontrados em junho do mesmo ano na saliva que estava em uma bituca de cigarro, foram essenciais para chegar ao escritor. Durante dois meses, a polícia viajou por 15 províncias chinesas e comparou dados de mais de 60 mil pessoas para encontrar os suspeitos.

Na mesma entrevista, Liu disse que percebeu que as autoridades estavam novamente a investigar o caso, no entanto, como as memórias do crime o assombraram ao longo dos anos, concordou em fornecer sua amostra de DNA.

Na época, o aclamado escritor pediu à mulher e à filha que fossem embora enquanto aguardava pelos resultados e também falou com o cúmplice, que vivia em Xangai, para finalmente enfrentarem seu destino. Dois dias depois, os testes feitos em laboratório confirmaram que a saliva encontrada no cigarro era a de Liu.

Esta semana, durante o julgamento em Huzhou, na província chinesa de Zhejiang, os dois criminosos foram condenados à morte pelo chocante assassinato que ocorreu no dia 29 de novembro de 1995.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …