Astrônomos descobrem estrela morta que não deveria existir

Na constelação Cassiopeia há uma estrela morta que não deveria existir. A estrela de nêutrons, que acumula material de um companheiro binário muito maior, está expelindo jatos relativísticos.

A cerca de 24 mil anos-luz, na constelação de Cassiopeia, mora uma estrela de nêutrons que não deveria existir, pelo menos tendo em conta o modelo atual. Essa estrela morta, que acumula material de um companheiro binário muito maior, expele jatos relativísticos.

Essa estrela tem um campo magnético muito forte – característica muito incomum, dado que, até hoje, os jatos relativísticos só foram observados em estrelas de nêutrons com campos magnéticos mil vezes mais fracos.

Uma estrela de nêutrons é o ponto final de uma estrela massiva que, um dia, foi uma supernova. A maior parte do material da estrela explode no espaço, enquanto o núcleo colapsa sobre si mesmo, tornando-se um objeto superdenso com tamanha gravidade.

Se a massa for abaixo de três vezes a massa do Sol, torna-se uma estrela de nêutrons com cerca de 10 a 20 quilômetros de diâmetro; caso contrário, torna-se um buraco negro.

Esse colapso do núcleo tem um efeito no campo magnético da estrela de nêutrons, isto é, faz com que o campo magnético da estrela aumente muito a sua força, tornando-se trilhões de vezes maior que o Sol.

Mas depois, gradualmente, enfraquece novamente durante centenas de milhares de anos, explicou o astrônomo James Miller-Jones, da Curtin University e do Centro Internacional de Pesquisa em Radioastronomia (ICRAR).

A estrela em questão é parte de um sistema binário chamado Swift J0243.6 + 6124, descoberto em outubro de 2017 pelo Swift Observatory. Os jatos não são novidade, até porque são fluxos de radiação e partículas muito conhecidos no Universo. No entanto, realça o cientista, “o forte campo magnético da estrela de nêutrons é uma exceção”.

“O espectro de rádio do Swift J0243 é o mesmo de jatos de outras fontes e evolui da mesma maneira”, disse Van den Eijnden. “Pela primeira vez, observamos um jato de uma estrela de nêutrons com um forte campo magnético.”

Aliás, não é um campo magnético forte qualquer: o campo magnético ao redor Swift J0243.6 + 6124 da estrela de nêutrons é de 10 trilhões de vezes mais forte que o do Sol. Essa característica desmente a teoria do campo magnético sobre a supressão de jatos e apela a uma nova pesquisa em torno de como são produzidos e lançados os jatos.

Até agora, pensava-se que os jatos das estrelas de nêutrons eram canalizados a partir do campo magnético na parte interna do disco de acreção. Mas se o campo magnético for muito forte, poderia impedir o disco de ficar perto o suficiente para serem desencadeados. Exceto se essa nova descoberta colocar tudo o que sabíamos até hoje no lixo.

“Não sabemos qual a explicação. Mas, independentemente, nossa descoberta é um grande exemplo de como a ciência funciona, com teorias sendo desenvolvidas e constantemente revistas à luz de novos resultados experimentais”, conclui Van den Eijnden.

As conclusões foram publicadas recentemente na revista Nature.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Amazonas é 3º estado com mais queimadas, emissões e desmatamento

Pela primeira vez, o Amazonas assume a terceira posição nos três principais rankings que indicam o avanço da degradação florestal na Amazônia brasileira, incluindo indicadores de queimadas, emissões de gases de efeito estufa e desmatamento …

Sudão bane casamento infantil e mutilação genital feminina, mas prática apresenta desafios

Depois de derrubar o ditador Omar al-Bashir no ano passado, o Sudão deu importante passo para reverter alguns dos tantos horrores cometidos contra a população feminina no país – e tornou ilegal tanto o casamento …

Namíbia elege deputado chamado Adolf Hitler

O nome de um recém-eleito político da Namíbia, vem chamando atenção na mídia nacionais e internacionais. "Adolf Hitler teve uma vitória esmagadora nas eleições regionais na Namíbia", relatou o portal de notícias alemão Spiegel Online nesta …

Astrônomos mapeiam 1 milhão de galáxias previamente desconhecidas

Cerca de um milhão de galáxias previamente desconhecidas para além da Via Láctea foram adicionadas a um mapa detalhado de seção de espaço. Pesquisas sobre o espaço normalmente demoram anos para serem completas, mas um novo …

Brasil recebe vacina de Oxford em janeiro, promete Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que o primeiro lote das vacinas de Oxford chega ao Brasil em janeiro. Serão 15 milhões de doses entre janeiro e fevereiro, totalizando 260 milhões ao longo do …

Cingapura é primeiro país a aprovar venda de carne de laboratório

Empresa californiana obteve autorização da cidade-Estado para usar sua carne de frango produzida a partir de cultura celular em chicken nuggets e garante que preço será competitivo. Cingapura é o primeiro país do mundo a aprovar …

Relatório da ONU aponta que 2020 deve ser um dos 3 anos mais quentes já registrados

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) publicou um relatório que aponta que o ano de 2020 deve ser um dos três anos mais quentes desde o início dos registros de temperatura. O secretário-geral da OMM, Petteri Taalas, …

Documentos oficiais mostram que a China escondeu informações sobre a Covid-19

Relatórios oficiais chineses teriam sido transmitidos à rede de TV americana CNN por meio de um informador anônimo. A investigação se chama “Wuhan files” e tem como foco o começo da pandemia de Covid-19, em …

Jovem que filmou morte de George Floyd por policiais brancos ganha prêmio por bravura

A mulher que filmou o assasinato de George Floyd pelo policial Derek Chauvin vai ser condecorada com um prêmio por sua coragem. Darnella Frazier, de 17 anos, fez o registro enquanto ia com o primo …

Remédio experimental reverteu o declínio mental da idade avançada em dias

Apenas algumas doses de um medicamento experimental podem reverter o declínio relacionados à idade na memória e flexibilidade mental em ratos, de acordo com um novo estudo realizado por cientistas da UC San Francisco. A droga, …