Ex-soldado britânico será julgado pelo “Bloody Sunday”

O ex-soldado é acusado da morte de duas pessoas no Domingo Sangrento, quando militares britânicos abriram fogo contra uma marcha pacífica de militantes católicos.

Um antigo soldado britânico vai ser julgado pela morte de dois manifestantes civis em 1972, durante o chamado Bloody Sunday (Domingo Sangrento), em que 13 pessoas foram mortas em Derry, na Irlanda do Norte, por militares.

Quase meio século depois, a Procuradoria da Irlanda do Norte concluiu que existe material suficiente para processar um dos militares britânicos, que foi identificado como “soldado F”. Ele será acusado da morte de duas pessoas e tentativa de assassinato de outros quatro civis.

As provas sobre o envolvimento de outros 16 soldados britânicos e de dois antigos membros do IRA (Exército Republicano Irlandês) foram consideradas insuficientes. Antes do anúncio da procuradoria, familiares das vítimas marcharam em Derry, pedindo justiça.

É a primeira vez que se abre um processo judicial sobre o drama ocorrido em 30 de janeiro de 1972, durante o conflito conhecido como The Troubles, que afetou ao longo de três décadas a província britânica e opôs republicanos nacionalistas (católicos) — partidários da reunificação da Irlanda —, e unionistas (protestantes) – defensores da manutenção da autoridade da Coroa britânica.

Naquele dia, um domingo, soldados britânicos abriram fogo contra uma marcha pacífica de militantes nacionalistas em prol dos direitos civis no bairro católico de Bogside, em Derry, na Irlanda do Norte. Além das 13 pessoas que morreram no local, outras 15 ficaram feridas. Uma delas acabou por não resistir aos ferimentos e morreu meses depois.

Só em 2010 o governo britânico pediu desculpas pelos atos dos soldados britânicos, após uma investigação revelar que eles dispararam sem justificativa contra pessoas desarmadas e depois mentiram sobre isso durante décadas. A decisão desta quinta-feira é anunciada nove anos depois do fim do inquérito.

O conflito na Irlanda do Norte deixou mais de 3.500 mortos em três décadas. O acordo de paz de 1998 (Acordo da Sexta-Feira Santa) pôs fim definitivo ao conflito, prevendo, entre outros aspetos, a libertação de cerca de 500 paramilitares republicanos e unionistas e a abertura do inquérito, concluído em 2010.

// DW

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Sobreviventes retornam a Auschwitz nos 75 anos da libertação

Autoridades de 50 países participam da solenidade no antigo campo de concentração na Polônia, em meio a temores pelo aumento do antissemitismo. "Precisamos tomar cuidado para que não volte a acontecer", diz sobrevivente. Mais de 200 …

Por que cientistas querem tanto provar que Einstein e Galileu estavam errados

Ano entra, ano sai, e tanto a lei dos corpos em queda de Galileu Galilei quanto a teoria da relatividade de Albert Einstein são testadas novamente apenas para os pesquisadores confirmarem pela enésima vez que …

Morreu Kobe Bryant, um dos maiores astros da NBA

Neste domingo (26), o astro do basquete norte-americano, Kobe Bryant, faleceu em acidente de helicóptero, na cidade de Los Angeles, nos EUA. Autoridades e testemunhas levantam as primeiras hipóteses sobre a causa da queda. O lendário …

Coronavírus terá impacto no PIB chinês e na economia global

A nova epidemia de coronavírus é um balde de água fria na cabeça do mundo. A começar pelos chineses. Em 2003, o último vírus mortal se propagando pelo mundo inteiro – o SARS – …

Abelhas adoram cannabis e este caso de amor pode ajudar a salvar a espécie

Consideradas os seres vivos mais importantes do planeta, as abelhas são animais insubstituíveis, dos quais dependemos para viver. No entanto, nas últimas décadas, devido ao aquecimento global e o uso execessivo de pesticidas, elas estão …

Cientistas finalmente descobriram como capturar o espectro todo da luz solar para gerar hidrogênio

Pela primeira vez, cientistas da Universidade Estadual de Ohio (EUA) desenvolveram uma molécula que é capaz de coletar a energia de todo o espectro da luz solar. O processo, 50% mais eficiente que as atuais …

Você agora pode ouvir a voz de uma múmia de 3 mil anos

Com uso de tomografia computadorizada, impressão 3D e laringe eletrônica, pesquisadores do Reino Unido reconstruíram o trato vocal de uma múmia egípcia. Para a realização do projeto que teve início em 2013, foi preciso combinar medicina, …

Krakatoa, o inferno de Java: a erupção há 137 anos que foi sentida no planeta inteiro

Em 1883, o mundo presenciou um evento natural tão bombástico e violento que pôde ser notado de alguma forma por praticamente todos os habitantes do planeta. A erupção do vulcão Krakatoa, na Indonésia, lançou detritos a …

Educação e confiança fazem da Dinamarca país menos corrupto do mundo

Imagine poder almoçar tranquilamente num restaurante ou fazer compras enquanto deixa o seu bebê no carrinho, estacionado do lado de fora na calçada. Essa cena, que faz parte do cotidiano dos dinamarqueses, só é …

Brasil adianta ponteiros do Relógio do Juízo Final

O Relógio do Juízo Final teve seus ponteiros ajustados nesta quinta-feira (23/01) para a marca de apenas 100 segundos para a meia-noite, simbolizando o maior perigo para a humanidade registrado desde criação do dispositivo em …