Explosão solar lançará o caos na Terra (só não se sabe quando)

Uma avassaladora tempestade solar pode afetar a Terra com consequências trágicas para “o mundo inteiro”. O alerta é de um especialista da Agência Espacial Europeia (ESA) que avisa: a chegada desse evento, resultado de uma explosão solar, é uma certeza, só não se sabe quando vai acontecer.

As explosões solares resultam da reorganização ou do cruzamento das linhas do campo magnético situadas perto das manchas solares, como explica a NASA. Essas explosões de energia liberam “muita radiação para o espaço” e, se forem “muito intensas”, podem “interferir com as comunicações de rádio” na Terra, acrescenta a agência espacial.

Por vezes, essas explosões solares são “acompanhadas por um evento conhecido como Ejeção de Massa Coronal (CME, na sigla em inglês) que libera “enormes bolhas de radiação e partículas do Sol”, destaca-se no site da NASA.

Quando as partículas da CME “alcançam áreas próximas da Terra, podem gerar luzes intensas no céu, chamadas auroras”, mas quando é particularmente forte, também pode “interferir em redes de energia elétrica” e, na pior das hipóteses, “pode causar escassez de eletricidade e falta de energia”, releva a NASA.

Estas são “as explosões mais poderosas do Sistema Solar“, sustenta a agência. E “se houver uma grande erupção solar, o mundo inteiro será afetado”, alerta o chefe do Gabinete de Meteorologia Espacial da ESA, Juha-Pekka Luntama, em declarações divulgadas pelo jornal inglês Express.

Um evento desses poderia lançar o caos na Terra, destruindo satélites, equipamentos tecnológicos e redes elétricas, com danos potenciais que podem atingir os 14 bilhões de libras (R$ 77 bilhões), salienta o jornal.

“Se a radiação de uma explosão solar atingir a Terra, pode destruir satélites, perturbar redes móveis e outras formas de comunicação”, avisa também o astrofísico Brian Gaensler, da Universidade de Toronto, no Canadá, em declarações citadas pelo jornal inglês Star.

E esses efeitos negativos poderiam se prolongar durante meses ou até anos.

“O Sol parece ser bonito e tranquilo, mas na verdade não é”, frisa Luntama no Express. “Há eventos de partículas solares energéticas em que os prótons e os elétrons são ejetados do Sol e se aproximam da velocidade da luz“, realça, notando que, “quando atingem satélites, podem causar mau funcionamento ou até destruir sua eletrônica”.

Luntama diz que a humanidade tem tido “sorte”, mas lembra o chamado “Evento Carrington”, de 1859, quando um CME fez fios telegráficos se incendiarem em alguns locais. “Não tivemos nenhum tão grande desde então, mas se aconteceu uma vez, vai voltar a acontecer e temos que estar preparados”, alerta.

A missão Lagrange

As declarações de Luntama surgem no âmbito da apresentação da missão Lagrange, com a qual a ESA pretende colocar uma sonda em órbita ao redor do Sol para monitorar sua atividade.

A missão, cujo investimento previsto ronda os 500 milhões de euros, irá ajudar a supervisionar as explosões solares, bem como os CME e outras atividades em torno da estrela. “Podemos ver esses eventos com instrumentos na Terra”, todavia “é um pouco como ser um goleiro com a bola vindo diretamente em nossa direção”, destaca Luntama.

Com a missão Lagangre, será possível “melhorar a capacidade de dar leituras mais precisas” e detectar essas explosões solares antecipadamente para “alertar as pessoas que operam satélites e sistemas de energia”, de modo que consigam “tomar medidas para proteger os equipamentos“, nota o especialista da ESA.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA e Reino Unido teriam dado 'luz verde' a Israel para retaliar Irã após ataque a petroleiro

Irã rejeitou o envolvimento do país no ataque contra o petroleiro Mercer Street no mar Arábico que ocorreu na quinta-feira (29), condenando as acusações lançadas pelo governo israelense. Tel Aviv teria recebido "luz verde" de Washington …

Incêndios causam mortes e devastação no sul da Europa

A União Europeia EU) enviou ajuda para a Turquia nesta segunda-feira (02/08), e voluntários se juntaram a bombeiros na luta contra fortes incêndios que já duram seis dias e mataram oito pessoas no país. Em …

Golpe militar em Mianmar completa seis meses e já resultou em quase mil mortes de civis

Aterrorizados pela repressão da junta militar e pela propagação do coronavírus, poucos birmaneses se atreviam a ir às ruas para protestar neste domingo (1º), quando completam-se seis meses do golpe de Estado que mergulhou …

Governo italiano vende casas a 2 euros na região da Sicília

Mais uma vez o governo italiano está vendendo casas em áreas rurais da Itália, após o sucesso da campanha para repovoamento de áreas abandonadas. Além de promover a ocupação por meio de incentivos para jovens e …

Bolsonaro admite não ter provas de fraudes eleitorais

Em live para a qual convocou veículos de imprensa, Bolsonaro exibiu uma série de teorias falsas, cálculos equivocados e vídeos antigos, já verificados e desmentidos, mas que ainda circulam na internet, como supostas evidências de …

A incrível civilização antiga que mumificava os mortos 2 mil anos antes dos egípcios

"As mais antigas evidências arqueológicas conhecidas de mumificação artificial de corpos", segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), estão presentes na América do Sul, na costa árida …

Delta pode causar covid-19 mais grave, alerta agência americana

Documento interno do órgão de prevenção de doenças dos EUA indica que a variante delta do coronavírus é tão contagiosa quanto a catapora e pode ser transmitida mesmo por indivíduos vacinados. "A guerra mudou", diz …

Vendas de vacinas anticovid impulsionam lucros de laboratórios

A empresa farmacêutica AstraZeneca anunciou nesta quinta-feira (28) que as vendas de sua vacina contra a Covid-19 alcançaram US $ 1,17 bilhão no primeiro semestre do ano. Este número corresponde à entrega de aproximadamente …

Cientistas transformaram água pura em metal pela primeira vez

Cientistas transformaram, pela primeira vez, água pura em metal. A pesquisa poderia permitir um estudo detalhado das condições de extrema alta pressão dentro de grandes planetas. A água pura é um isolante quase perfeito. Sim, a …

Imagens do satélite Amazonia-1 já estão disponíveis — e qualquer um pode acessar

O Ministério da Ciência e Tecnologia comunicou, nesta semana, que as imagens do Amazonia-1 já podem ser acessadas pelo público. O satélite Amazonia-1 foi lançado em fevereiro de 2021 e, desde então, já avançou por etapas importantes, …