Não há CO2 que chegue: falta cerveja para a Copa da Rússia

A falta de CO₂ começa a causar problemas na Europa durante a Copa da Rússia. A escassez de dióxido de carbono tem afetado o setor de alimentos e bebidas, especialmente as indústrias de carne e cerveja.

Até a Coca-Cola decidiu interromper temporariamente a produção de bebidas na fábrica do Reino Unido. “É a situação mais grave no suprimento de dióxido de carbono europeu em décadas”, afirmou a revista especializada Gas World, que revelou o problema.

O dióxido de carbono tem vários aplicações na indústria de alimentos e bebidas. O CO₂ é responsável por gaseificar cervejas e cidras (muito populares no Reino Unido), atordoar animais antes do abate e funciona também como conservante, aumentando a vida útil de produtos embalados, como carne fresca.

O gás também é usado para criar gelo seco, outro produto importante na indústria alimentícia para manter os produtos refrigerados durante a distribuição.

Fora do setor da alimentação, o CO₂ também é usado em determinados procedimentos médicos, na fabricação de dispositivos semicondutores e por empresas petrolíferas para melhorar a extração do óleo.

Por que há escassez?

Uma das principais fontes de CO₂ é a produção de amoníaco, composto utilizado frequentemente na indústria de fertilizantes. No entanto, a indústria agrícola de fertilizantes na Europa costuma fechar no verão, afetando cinco das maiores empresas produtoras de dióxido de carbono líquido na Europa, segundo o Financial Times.

“Veio absolutamente na hora errada porque é a Copa e o pico do verão“, disse um representante da produtora de cervejas Beavertown, citado pelo jornal Expresso.

“As pessoas querem ver futebol e beber cerveja. Estamos quase esgotados, mas nessa situação queremos sempre ter uma reserva, portanto, talvez ainda aguentamos mais uma semana.”

A Associação Britânica de Cervejas e Pubs, por sua vez, explicou: “as questões de fornecimento aqui no Reino Unido se complicam ainda mais por uma combinação dos encerramentos planejados de fábricas com falhas inesperadas de equipamento, particularmente em relação a um dos dois maiores produtores de CO2 bruto”.

Além disso, os preços baixos atuais do amoníaco dão aos produtores pouco incentivo para retomar a produção. A produção de amoníaco foi gravemente afetada nos últimos tempos, mas, este ano, coincidiu com a realização da Copa da Rússia, quando o consumo e procura são maiores.

Estabelecimentos afetados

A escassez de CO₂ afetou diretamente os produtores de bebidas na Europa, desde as empresa maiores até as menores. A maior rede de pubs da Grã-Bretanha, a Wetherspoon, disse ter em falta “temporária” de duas das suas bebidas mais populares: a cerveja John Smith’s e a cidra Strongbow, ambas produzidas pela Heineken.

Segundo informações da mídia britânica, a Coca-Cola também disse ter suspendido, por um curto período, a produção de algumas de suas bebidas, assegurando que a pausa na produção não teria impacto no fornecimento.

A indústria alimentar do Reino Unido espera que o volume das mercadorias volte ao normal no início do mês de julho, reclamando da falta de comunicação por parte dos fornecedores de dióxido de carbono.

Ciberia // BBC / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Já poderíamos ter ido a Marte (nos anos 60)

O popular astronauta Chris Hadfield diz que a tecnologia que nos levou à Lua e nos trouxe de volta na década de 60 poderia ter nos enviado também a Marte. O canadense Chris Hadfield foi astronauta …

Jeff Bezos se torna a pessoa mais rica da história moderna

O fundador e diretor executivo da Amazon, Jeff Bezos, acaba de se tornar o ser humano mais rico da história moderna. Com patrimônio líquido estimado em US$ 150 bilhões, Bezos chegou ao topo da lista de …

A obesidade não causa risco maior de morte

Acreditamos normalmente que a obesidade está ligada a problemas de saúde, mas aparentemente isso pode não ser exatamente verdade. Segundo um novo estudo, publicado semana passada na revista Clinical Obesity, ser obeso por si só não …

Argélia expulsa 390 pessoas (incluindo grávidas e crianças); e as envia para o deserto

Neste domingo (15), a Argélia expulsou 391 pessoas em condições precárias, incluindo crianças e grávidas, para o deserto do Níger. A Organização Internacional para as Migrações (OIM) indicou que as pessoas expulsas, oriundas de países da …

Presidente eleito do México quer cortar o próprio salário pela metade

Andres Manuel Lopez Obrador, o presidente eleito do México, disse que quer receber cerca de metade do salário que seu antecessor recebia, assim que assumir o cargo em dezembro. “O que nós queremos é que o …

Mais de 3,3 milhões de contribuintes recebem restituição do IR

O crédito bancário para mais de 3,3 milhões de contribuintes contemplados no segundo lote de restituições do Imposto de Renda é feito nesta segunda-feira (16). A consulta ao segundo lote foi aberta no último dia …

STF suspende resolução da ANS sobre coparticipação em planos de saúde

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, suspendeu temporariamente nesta segunda-feira (16) a Resolução Normativa 433, de 28 de junho de 2018, da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) da Agência Nacional de …

Trump e Putin na Finlândia: "Nosso relacionamento nunca foi pior"

Os presidentes dos EUA e da Rússia realizam, nesta segunda-feira (16), em Helsinque, sua primeira cúpula bilateral, sob o espectro da ingerência russa nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016 e ainda da situação na Ucrânia …

Após 25 anos em queda, mortalidade infantil volta a subir no país

O índice de mortalidade infantil voltou a aumentar no Brasil, pela primeira vez, desde 1990. Segundo dados do Ministério da Saúde, a taxa de mortalidade de 2016 ficou em 14 óbitos infantis a cada mil …

Cinco meses de intervenção no Rio: chacinas aumentam e apreensão de arma diminui

O Observatório da Intervenção, do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania da Universidade Cândido Mendes, divulgou nesta segunda-feira (16) um balanço dos cinco meses de intervenção federal no Rio de Janeiro. A conclusão? “Muito …