Flexibilidade do cérebro seria a base da inteligência humana

As propriedades dinâmicas e a flexibilidade do cérebro são os fatores decisivos na formação da inteligência humana, defende uma nova teoria.

Segundo a tese divulgada por Aron Barbey, professor de Psicologia da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, são as ligações internas do cérebro, mas também a forma como essas ligações se alteram face às constantes solicitações intelectuais, que dão origem à inteligência humana.

A teoria, que o autor intitulou de Network Neuroscience Theory of Human Intelligence, foi publicada neste domingo (19) na revista científica Trends in Cognitive Sciences.

“Quando dizemos que alguém é inteligente, percebemos instintivamente o que isso quer dizer”, refere o autor do artigo, acrescentando que, normalmente, “nos referimos à elevada capacidade da pessoa em tomar decisões e resolver problemas”, embora, mais recentemente, na neurociência, o enfoque esteja nas origens biológicas da inteligência.

Par tal, é necessário estudar a estrutura e a funcionalidade do cérebro, embora os cientistas já tenham há muito tempo percebido que o cérebro é modular, com diferentes regiões a serem responsáveis por determinadas capacidades, destaca.

Apesar de se saber que é nas regiões localizadas no lobo occipital, na parte de trás do cérebro, que se processa a informação visual, a interpretação do que se vê requer integrar informação de outras zonas do cérebro, explica Aron Barbey.

“Para identificar um objeto, temos que classificá-lo. Isso não depende apenas da visão. Requer também conhecimentos conceituais e outros aspectos de processamento de informação, que são suportados por outras regiões do cérebro”.

E, à medida que o número de módulos aumenta, “o tipo de informação representada no cérebro torna-se altamente abstrata e geral”, razão pela qual os cientistas têm procurado identificar a estrutura ou região cerebral que executa essas funções.

L. Brian Stauffer / University of Illinois

Aron Barbey, professor de Psicologia da Universidade de Illinois

“O córtex pré-frontal, por exemplo, na parte da frente do cérebro, se expandiu dramaticamente ao longo da evolução humana”, afirma, e uma vez que a região é conhecida por desempenhar funções importantes, ligadas ao comportamento, alguns cientistas têm sugerido que é aqui que se forma a inteligência.

Contudo, diz Barber, “na realidade, todo o cérebro, na sua arquitetura global, é necessário para a inteligência” e os módulos cerebrais são a base a partir da qual se constroem as redes de conexão, sendo que cada rede inclui múltiplas estruturas cerebrais que são ativadas em um todo quando a pessoa desempenha uma função cognitiva.

As redes neuronais são feitas a partir de dois tipos de conexões, que os cientistas acreditam que, por sua vez, originam dois tipos de processamento de informação.

“Há os caminhos que nos levam ao conhecimento e experiência acumulados, a que nós chamamos de ‘inteligência cristalizada’, e há ainda a capacidade flexível de adaptação e de resolução de problemas, a chamada ‘inteligência fluída’”, explica Barbey.

Segundo o cientista norte-americano, “em vez de formarmos conexões de forma permanente, estamos constantemente atualizando conhecimento, o que envolve a formação de novas conexões”.

Quanto mais prontamente o cérebro “formar e voltar a formar a sua conectividade em resposta às necessidades em constante mudança, melhor trabalhará”, refere.

“A conclusão a que eu e meus colegas chegamos é a de que a inteligência geral não provém de uma única região cerebral ou rede. Provas recentes sugerem que a inteligência reflete a capacidade de ser flexível e transitar facilmente entre redes”, conclui.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Senado oficializa criação da CPI da Pandemia

Presidente do Senado diz que foco deve estar nas ações e omissões do governo federal e no repasse de recursos da União para estados e municípios. STF julgará determinação do ministro Barroso que ordenou abertura …

Bernie Madoff, maior golpista da história, morre em prisão norte-americana, diz relato

Bernard Madoff, o ex-financista que realizou a maior fraude de investimento na história dos Estados Unidos, morreu aos 82 anos de idade, de acordo com relatos da mídia. Em 2009, o notório financista recebeu uma sentença …

Salvator Mundi, obra mais cara de Da Vinci avaliada em R$2,6 bi, é vista em iate de príncipe

A obra de arte mais cara do mundo é ‘Salvator Mundi’, atribuída a Leonardo da Vinci. Com valor estimado em mais de 400 milhões de dólares ou superior aos 2,6 bilhões de reais, seu paradeiro …

Variante indiana da Covid-19 se propaga mais rápido e é menos detectada por testes PCR

A Índia enfrenta a pior onda de contaminações da Covid-19 desde o início da pandemia, com mais de 165 mil casos registrados nas últimas 24 horas: duas vezes mais do que no último pico, em …

Tipo sanguíneo não afeta risco de contrair COVID-19, diz novo estudo

Um estudo buscou entender se determinados tipos sanguíneos trazem mais riscos de contrair a COVID-19, e concluiu que não é o caso. Com a pandemia, muito se questiona em relação ao comportamento da COVID-19 em nosso …

Buracos negros são famintos, mas possuem boas maneiras à 'mesa', aponta estudo

Todos os buracos negros supermassivos nos centros das galáxias possuem períodos nos quais devoram a matéria situada de seus arredores. De acordo com um estudo publicado na revista científica Astronomy & Astrophysics, as galáxias ativas têm …

Pnad e Caged: No auge do desemprego, Brasil enfrenta falhas nas estatísticas do mercado de trabalho que confundem e desorientam

Num momento em que o país tem registrado números diários de mortes por covid-19 que ultrapassam 4 mil e diversos Estados e municípios reforçam medidas de distanciamento social, na tentativa de conter a propagação do …

Jovem negro de Minnesota morreu por “disparo acidental”, afirma polícia

Policial teria confundido arma de descarga elétrica com arma de fogo. Incidente em meio a julgamento da morte de George Floyd acirra tensões e agrava protestos. Mineápolis e outras cidades ampliam toque de recolher. A policial …

Bia, assistente de voz do Bradesco, vai responder mensagens de assédio

O Bradesco precisou tomar providências para proteger uma mulher de assédio. No caso, uma mulher que nem existe fisicamente. A mulher que dá voz ao sistema de inteligência artificial do aplicativo, a Bia (sigla para Bradesco …

Covid-19: Médicos pressionam governo francês para aumentar controles de pessoas vindas do Brasil

Especialistas acreditam que medidas do governo francês para frear entrada de variante P1 no país são insuficientes e pressionam para aumento de controles de passageiros provenientes do Brasil nos aeroportos ou pela suspensão dos …