Fotógrafo que salvou criança é improvável herói da guerra na Síria

Marodriguez1971 / Twitter

Fotógrafo sírio Abd Alkader Habak em lágrimas após salvar criança em bombardeio perto de Aleppo

Fotógrafo sírio Abd Alkader Habak em lágrimas após salvar criança em bombardeio perto de Aleppo

O fotógrafo sírio Abd Alkader Habak se tornou um improvável herói do conflito que prossegue no país do Oriente Médio depois de ter sido fotografado salvando uma criança enquanto chorava, após o bombardeio a um trem humanitário perto de Aleppo.

A imagem do fotógrafo de joelhos no chão, chorando, com as labaredas consumindo os carros como pano de fundo e o corpo de uma criança morta em primeiro plano está correndo o mundo.

Abd Alkader Habak estava em Rashidin, perto de Aleppo, registrando imagens da evacuação de civis de áreas sob bombardeio quando um trem humanitário foi alvo de um ataque. Morreram 126 pessoas, entre as quais 68 crianças.

O fotógrafo conta ao Channel 4 News que “estava sentado ao lado de um carro, distribuindo comida às crianças” quando “houve uma grande explosão”.

“A minha câmara caiu no chão e fui lançado para trás”, revela Habak, salientando que enquanto filmava, percebeu que um garoto precisava de ajuda. Foi então que deixou a câmara gravando e foi retirar a criança da zona das chamas.

“Olhei para o rosto dele e percebi que respirava. Então o peguei e comecei a correr em direção à ambulância. Não sei o que aconteceu à criança, mas a coloquei em uma ambulância que a levou para um dos hospitais dentro da área dos rebeldes”, revela ainda Habak no Channel 4 News.

Pelo Twitter, várias pessoas têm destacado o gesto de Habak, como o jornalista espanhol Miguel A. Rodríguez, destacando o momento em que “um fotógrafo se quebranta após salvar vidas”.

O próprio Habak fez, através do seu perfil do Twitter, referência à imagem lembrando que outros elementos da imprensa, presentes no momento da explosão, também socorreram pessoas.

“O que eu e os meus colegas fizemos hoje é o que inspira a nossa humanidade face aos que foram parceiros na morte das crianças de Khan Sheikhan”, escreve o fotógrafo em alusão à cidade onde ocorreu um ataque com armas químicas e que teria sido levado a cabo pelo exército da Síria.

Antes da explosão em Rashidin, Habak tinha publicado uma mensagem no Twitter em que escrevia estar à espera da “chegada dos pais” e dos ônibus com pessoas de Kfraya e Al-Fu’a, que esperavam ser evacuadas no momento em que ocorreu a explosão, no sábado passado.

O fotógrafo tem documentado a guerra na Síria, publicando na rede social diversas imagens registradas em plena zona de conflito, em Aleppo, como os pós-bombardeios da aviação russa com bombas de fósforo.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

O primeiro ‘autor’ do mundo era uma mulher

Enheduanna viveu no século 23 antes da nossa era na Mesopotâmia. Princesa, sacerdotisa e poeta, ela pode se orgulhar de ter sido a primeira autora do mundo a ter seu nome conhecido em uma época …

Maduro envia carta ao povo dos EUA pedindo "cessação das sanções"

Nicolás Maduro enviou uma carta ao povo dos Estados Unidos expressando uma mensagem de solidariedade e paz, e pedindo fim das ameaças militares e das sanções contra Venezuela. No documento, o chefe de Estado venezuelano exprime …

Governo dos EUA alerta população para novo "11 de Setembro" devido à covid-19

Chefe da Saúde Pública do país prevê que próxima semana será "a mais difícil e mais triste da vida da maioria dos americanos". Ele compara repercussão a dois dos maiores traumas da história dos Estados …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

IA sincronizada com música cria rostos falsos, o resultado pode se aterrorizante

As pessoas ainda aprendem a melhor forma de empregar as redes neurais artificiais, aprendizado de máquina e avanços em inteligência artificial. Entre as pesquisas práticas há a busca por empregar essas técnicas de forma a …

Coronavírus: 92% das mães nas favelas dizem que faltará comida após um mês de isolamento

"Muitas pessoas entraram na linha de pobreza da noite para o dia. O casal que trabalhava no shopping na semana retrasada, que recebia por semana, fez a compra da semana passada e nesta semana já …

Dois anos após mortes de Marielle e Anderson, Anistia Internacional cobra identificação de mandantes

Dois anos após os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, em 14 de março de 2018, o crime permanece sem solução e ilustra a impunidade no combate à violência …

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …

Pesquisadores portugueses revelam que os neandertais foram pioneiros na exploração de recursos marinhos

Um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Lisboa (Portugal) descobriu que a familiaridade dos hominídeos com o mar e os seus recursos é muito mais antiga do que se pensava – ao que …

Filipinas: presidente Duterte diz que polícia deve matar quem perturbar confinamento

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, disse que as forças de ordem podem abater qualquer pessoa que provoque “transtornos” nas regiões onde o confinamento da população foi decretado. As autoridades do país tentaram minimizar as declarações …